Hammon rompe ligamento e fica de fora da temporada

Algumas equipes da WNBA passam por altos e baixos durante as diversas temporadas que participam. O San Antonio Silver Stars, no entanto, parece estar descendo um vale cujo fim ainda está muito longe. Como já reportado várias vezes nessa coluna, Sophia Young está de fora de todos os jogos de 2013. Becky Hammon voltaria em breve. E voltou, na semana passada. Porém, na partida em que estreou no ano, depois de se recuperar de um dedo quebrado, a veterana rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo.

No segundo quarto do jogo contra o Los Angeles Sparks, Becky Hammon rompeu o ligamente cruzado do joelho esquerdo e se despediu da temporada de 2013 da WNBA (Reprodução/WNBA.com)

Nitidamente frustrada, a veterana saiu carregada da quadra. (Reprodução/WNBA.com)

Desde então, dos quatro compromissos do time de San Antonio, apenas uma vitória foi conquistada, contra o Phoenix Mercury.

As demais jogadoras que se encontravam paradas também por lesão já retornaram. Shenise Johnson, DeLisa Milton-Jones e Jayne Appel estão de volta às quadras, mas ainda não foi o suficiente para que as engrenagens entrassem em sincronia.

Uma tentativa de colocar a casa em ordem foi a contratação de Cathrine Kraayeveld. A ala, com oito anos de experiência, ainda não é o que o Silver Stars precisa para completar o elenco. Ele é a terceira jogadora de reposição que a franquia trouxe no ano.

De acordo com as regras da WNBA, se um time está com muitas perdas no roster devido a lesões, o General Manager tem direito a contratos de exceção para que seu esquadrão chegue a dez profissionais.

O treinador Dan Hughes já teve Chante Blank e Julie Wojta no elenco. Normalmente, essas profissionais permanecem por pouquíssimo tempo com a franquia até que as outras jogadoras se recuperem, como foi o caso das mencionadas acima.

Kraayeveld, no entanto, deve ficar durante um período maior, pois agora a equipe de San Antonio não tem previsão de retorno das suas duas jogadoras machucadas.

Na semana que vai começar, os duelos do Silver Stars são contra o Washington Mystics (16), o Minnesota Lynx (19) e o Connecticut Sun (20). Me arrisco a acreditar em uma vitória contra o Sun, porque o seu rendimento neste ano não está nada bom – apesar de, nesse domingo (14), o mesmo confronto ter terminado em derrota para a equipe de Danielle Robinson.

Ainda diante de todos os “perrengues”, como dizem em São Paulo, há uma pequena esperança de recuperação. O Seattle Storm também não está bem, sem Lauren Jackson e Sue Bird, se virando com o que tem com uma campanha de seis vitórias e oito derrotas.

O Silver Stars tem quatro vitórias e dez derrotas, com o quinto lugar da Conferência Oeste. Uma vaga nos playoffs continua sendo um sonho distante, mas a torcida não morre.

Anúncios

Publicado em 15/07/2013, em San Antonio Silver Stars, Vestiário Feminino e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Sai zica. Sinto um draft muito bom do Silver Star essa temporada… infelizmente..

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s