Arquivo diário: 15/07/2013

Lesão grave deve tirar Jean-Charles do Europeu sub-20

A participação de Livio Jean-Charles no Europeu sub-20 provavelmente chegou ao fim. De acordo com reportagem do site BasketActu, o ala, selecionado pelo San Antonio Spurs na 28ª escolha do Draft deste ano, sofreu uma contusão grave durante a vitória da França sobre a República Tcheca e não deve mais voltar às quadras na competição.

Jean-Charles vinha atuando bem no Europeu sub-20 (Fiba Europe/Castoria/Marchi)

Jean-Charles vinha atuando bem no Europeu sub-20 (Fiba Europe/Castoria/Marchi)

A Federação Francesa de Basquete confirmou, por meio de um comunicado oficial, que Jean-Charles deixou a Estônia, local em que o Europeu sub-20 está sendo disputado, para passar por exames mais detalhados no joelho direito em Paris. Existe a suspeita de que o ala possa perder até mesmo o início da próxima temporada por conta de sua lesão.

Caso realmente não possa mais atuar na competição, Jean-Charles deixa o Europeu sub-20 com médias de 17,3 pontos (62,2% FG, 16,7% 3 PT, 70,6% FT) e 6,3 rebotes em 31,3 minutos por exibição nas quatro partidas que disputou, todas pela primeira fase do torneio.

Anúncios

Spurs (1-1) vs Hawks (1-1) – Summer League

San Antonio Spurs vs Atlanta Hawks – Summer League de Las Vegas

Data: 15/07/2013

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: COX Pavilion

Vindo de uma derrota por 82 a 76 para o Toronto Raptors, no último domingo (14), o San Antonio Spurs volta a entrar em quadra pela Summer League de Las Vegas nesta segunda, contra o Atlanta Hawks. A partida marca o último confronto do time texano na primeira fase da competição, e ambas as equipes somam uma vitória e um revés. A equipe da Conferência Leste, que em sua última partida venceu o Miami Heat por 75 a 71, conta com o brasileiro Lucas Nogueira, o “Bebê”, que foi selecionado na 16ª posição do Draft deste ano pelo Boston Cetics e, após troca tripla que envolveu ainda o Dallas Mavericks, terminou na franquia.

Thomas

PG – Cory Joseph

SG – Nando De Colo

SF – Hollis Thompson

PFDeShaun Thomas

C – Aron Baynes

Fique de Olho Uma das grandes apostas do Spurs é DeShaun Thomas, que foi selecionado na 58ª escolha do Draft deste ano. O jovem ala-pivô vem mostrando resultados surpreendentes na Summer League. Nos dois jogos já disputados como profissional, Thomas anotou 18 pontos, três rebotes e dois roubos de bola no primeiro e 16 pontos e oito rebotes no segundo.

PG – Dennis Schroder

SG – John Jenkins

SF – Kyle Weems

PF – Mike Scott

C – Lucas Bebê

Fique de Olho –  O destaque por parte do Hawks está no perímetro. Jenkins, que tem experiência de time principal, vem liderando o time na Summer League e não vem fazendo feio. Na partida contra o Heat, o jogador teve boa atuação, anotando 19 pontos e quatro rebotes.

Spurs (1-1) vs (1-1) Raptors – Primeira derrota

76×82

Depois de começar a Summer League de Las Vegas com uma vitória suada sobre o Charlotte Bobcats, o San Antonio Spurs voltou à quadra e perdeu para o Toronto Raptors, sofrendo sua primeira derrota na competição. Durante praticamente toda o jogo, o time canadense esteve vencendo, deixando a equipe texana abrir apenas uma vantagem de dois pontos na liderança em determinado momento do duelo. Vamos aos principais pontos da partida.

De Colo não foi bem de novo (Jack Arent/NBAE/Getty Images)

Garrafão bem representado

Mesmo com a derrota, os torcedores texanos podem ficar esperançosos com o desempenho de seu jovem garrafão. Durante a partida, o Spurs coletou 43 rebotes, e o melhor de tudo, 18 ofensivos, contra apenas 32 ressaltos da equipe canadense. Além da supremacia nos rebotes, o alvinegro de San Antonio levou vantagem pontuando no setor: 38 a 34.

Thomas fez mais um bom jogo (Jack Arent/NBAE/Getty Images)

Decepcionou de novo

Desde quando foi lançada a relação de jogadores que jogariam a Summer League, todos esperavam que Nando DeColo viria a ser o líder desse jovem time, junto com Cory Joseph. Porém, o armador francês não vem fazendo boas atuações. Na primeira partida, ele fez 12 pontos e deu três assistências em 33 minutos em quadra. Ontem, era de se esperar uma melhora do jogador, porém só houve regressão: Nove pontos, duas assistências, quatro turnovers e um acerto em nove arremessos de três pontos em 34 minutos.

Surpreendeu de novo 

Na primeira partida DeShaun Thomas já havia surpreendido os torcedores do Spurs, anotando 18 pontos em sua estreia pelo time. Na última partida, o ala, selecionado pela franquia texana na 58ª escolha do último Draft, fez outra grande exibição, anotando 16 pontos e pegando oito rebotes. Com essas boas atuações, o jogador vai abrindo os olhos de todos e buscando sua vaga no elenco do time principal.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeShaun Thomas – 16 pontos e 8 rebotes

Cory Joseph – 16 pontos, 6 assistências e 6 rebotes

Aron Baynes – 11 pontos e 9 rebotes

Toronto Raptors

Jonas Valanciunas – 19 pontos e 13 rebotes

Terrence Ross – 14 pontos e 6 rebotes

Hammon rompe ligamento e fica de fora da temporada

Algumas equipes da WNBA passam por altos e baixos durante as diversas temporadas que participam. O San Antonio Silver Stars, no entanto, parece estar descendo um vale cujo fim ainda está muito longe. Como já reportado várias vezes nessa coluna, Sophia Young está de fora de todos os jogos de 2013. Becky Hammon voltaria em breve. E voltou, na semana passada. Porém, na partida em que estreou no ano, depois de se recuperar de um dedo quebrado, a veterana rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo.

No segundo quarto do jogo contra o Los Angeles Sparks, Becky Hammon rompeu o ligamente cruzado do joelho esquerdo e se despediu da temporada de 2013 da WNBA (Reprodução/WNBA.com)

Nitidamente frustrada, a veterana saiu carregada da quadra. (Reprodução/WNBA.com)

Desde então, dos quatro compromissos do time de San Antonio, apenas uma vitória foi conquistada, contra o Phoenix Mercury.

As demais jogadoras que se encontravam paradas também por lesão já retornaram. Shenise Johnson, DeLisa Milton-Jones e Jayne Appel estão de volta às quadras, mas ainda não foi o suficiente para que as engrenagens entrassem em sincronia.

Uma tentativa de colocar a casa em ordem foi a contratação de Cathrine Kraayeveld. A ala, com oito anos de experiência, ainda não é o que o Silver Stars precisa para completar o elenco. Ele é a terceira jogadora de reposição que a franquia trouxe no ano.

De acordo com as regras da WNBA, se um time está com muitas perdas no roster devido a lesões, o General Manager tem direito a contratos de exceção para que seu esquadrão chegue a dez profissionais.

O treinador Dan Hughes já teve Chante Blank e Julie Wojta no elenco. Normalmente, essas profissionais permanecem por pouquíssimo tempo com a franquia até que as outras jogadoras se recuperem, como foi o caso das mencionadas acima.

Kraayeveld, no entanto, deve ficar durante um período maior, pois agora a equipe de San Antonio não tem previsão de retorno das suas duas jogadoras machucadas.

Na semana que vai começar, os duelos do Silver Stars são contra o Washington Mystics (16), o Minnesota Lynx (19) e o Connecticut Sun (20). Me arrisco a acreditar em uma vitória contra o Sun, porque o seu rendimento neste ano não está nada bom – apesar de, nesse domingo (14), o mesmo confronto ter terminado em derrota para a equipe de Danielle Robinson.

Ainda diante de todos os “perrengues”, como dizem em São Paulo, há uma pequena esperança de recuperação. O Seattle Storm também não está bem, sem Lauren Jackson e Sue Bird, se virando com o que tem com uma campanha de seis vitórias e oito derrotas.

O Silver Stars tem quatro vitórias e dez derrotas, com o quinto lugar da Conferência Oeste. Uma vaga nos playoffs continua sendo um sonho distante, mas a torcida não morre.