Palmas para Shenise Johnson

Nessa semana, San Antonio passou por fortes emoções. O principal time da cidade foi um dos protagonistas da final da NBA contra o Miami Heat. O resultado, infelizmente, não foi o desejado pela franquia ou os torcedores, mas houve festa no retorno dos jogadores a um dos mais importantes municípios do Texas. Por isso, fica aqui os meus parabéns ao San Antonio Spurs pela campanha na temporada 2012/2013! Que venha a próxima! Para a equipe das meninas, no entanto, a jornada ainda está no começo. E, digamos, com pedras no caminho.

O San Antonio Silver Stars amargou uma corrida de quatro derrotas seguidas (Chicago Sky, Minnesota Lynx, Los Angeles Sparks e Minnesota Lynx). O quinto jogo, disputado neste domingo (23), contra o New York Liberty, foi o da redenção. Apesar de uma prorrogação ter sido necessária, a equipe texana finalmente trouxe um resultado positivo.

Shenise Johnson, uma das surpresas agradáveis do San Antonio Silver Stars (Reprodução/wnba.com/silverstars)

A vitória surgiu das mãos de Shenise Johnson, apesar dela não ter feito muitos pontos (foram oito, apenas). A decisão surgiu nos últimos momentos da partida, cujo placar terminou em 78 a 77, na casa do time adversário. A cesta que cedeu o ponto de diferença foi dela.

Johnson ainda é nova na liga americana feminina de basquete. Essa é sua segunda temporada como profissional, e ela atua no Silver Stars desde que chegou à WNBA. Antes da competição ter início no ano passado, o treinador Dan Hughes e as jogadoras do time sempre mencionavam o talento da novata da Universidade de Miami. No decorrer da competição, mesmo que discretamente, dava para perceber do que estavam falando.

Tanto em controle de bola quanto em acompanhamento de jogadas, Johnson se mostrava madura. Agora, em 2013, com uma reestruturação do elenco devido à ausência de Becky Hammon e Sophia Young, a ala-armadora se mostrou eficiente para a estratégia de Hughes.

Nesse começo de ano, seus números já mostram evolução. Só em pontos, o salto foi de 6,5 por partida para 10,4. A confiança do técnico é provada pelo aumento de sua presença em quadra. De 18,2 minutos por jogo em 2012, Johnson já tem média de 24 nessa temporada. A posição de titular, no entanto, ainda é uma realidade distante, uma vez que Jia Perkins, Danielle Robinson e Shameka Christon ainda têm um nível acima da garota.

Agora, a situação do Silver Stars está um pouco complicada. Em quinto lugar na Conferência Oeste, com três vitórias e cinco derrotas, a equipe precisa retomar o fôlego e voltar às atuações do início da temporada. Principalmente diante do time que enfrentará na terça-feira, o Phoenix Mercury de Diana Taurasi e Britney Griner. Acredite, há chances de vitória sim.

Um olhar mais profundo

A corrida pelo MVP da temporada de 2013 da WNBA já começou! As três primeiras jogadoras entre as preferidas a levar o troféu são Maya Moore (merecido), Angel McCoughtry (tenho minhas ressalvas) e Elena Delle Donne (não sou a favor de novatas receberem essa premiação). No entanto, ainda é cedo demais para saber quem realmente deve ter a consagração. Acredito que Diana Taurasi, aos poucos, chegue ao topo. Após uma temporada estática (2012), seu ressurgimento em quadra nesse ano está assustador.

Clique aqui e acompanhe o desenrolar dessa disputa.

Anúncios

Publicado em 24/06/2013, em San Antonio Silver Stars, Vestiário Feminino e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s