Draft 2013 – Os armadores

Começa hoje o especial do Spurs Brasil sobre o Draft de 2013 da NBA. A série será dividida em quatro partes – armadores, alas, garrafão e palpites. Neste primeiro post, é hora de falar sobre a posição que talvez seja a mais rica no elenco do San Antonio Spurs.

Isaiah Canaan: Surpresa à vista? (Reprodução/scoutingthemidmajors.com)

É na armação que está o atual melhor jogador do time: Tony Parker. O francês tem vínculo com o Spurs até o fim da temporada 2014/2015 e, no período, receberá US$ 12,5 milhões anuais. Cory Joseph, que terminou os playoffs como reserva imediato do camisa #9, também está garantido no elenco para o próximo campeonato, no qual receberá cerca de US$ 1,18 milhões. Depois, a franquia tem a opção de renovar unilateralmente o contrato do canadense por aproximadamente US$ 2,13 milhões para a temporada 2014/2015 e de igualar qualquer proposta que ele receber para a temporada 2015/2016.

Para a armação, o Spurs tem ainda duas opções. A primeira delas é Nando de Colo, que, apesar de ter ficado insatisfeito por perder espaço na rotação, tem contrato garantido de pouco menos de US$ 1,5 milhões na próxima temporada antes de se tornar agente livre. A segunda é Patrick Mills, que tem a opção unilateral para renovar com a franquia texana por um ano pelo valor de US$ 1,13 milhões para continuar no time.

Além de todos eles, se quiser reforçar a armação, o Spurs pode recorrer a Marcus Denmon. Selecionado pela franquia na 59ª escolha do Draft de 2012, o jogador disputou a última temporada pelo Elan Chalon, da França, enquanto manteve seu vínculo com a equipe texana. Por lá, no campeonato local, o atleta de 23 anos e 1,91m de altura foi atrapalhado por uma fratura no pé direito, mas mesmo assim disputou 20 partidas e apresentou médias de 12,9 pontos (39,4% FG, 37,3% 3 PT, 87% FT) e três rebotes em 31,5 minutos por exibição.

Mesmo com tantas alternativas para a posição 1, o Spurs, por ter um elenco cheio de opções em todos os setores e escolhas baixas no Draft – a 28ª e a 58ª – deve estar pronto para selecionar o melhor prospecto disponível, independentemente de sua função em quadra, quando chegar sua vez. Por isso, a equipe texana, aberta às possibilidades, recebeu o armador Isaiah Canaan para uma sessão de treinos em San Antonio.

Canaan é um jogador de 22 anos e 1,83m de altura que acaba de completar sua quarta e última temporada no basquete universitário atuando pelo Murray State Racers e apresentando médias de 21,8 pontos (43,1% FG, 37% 3 PT, 82,2% FT), 4,3 assistências e 3,5 rebotes em 36,5 minutos por exibição. Especialistas imaginam que o armador será selecionado entre o fim da primeira rodada e o início da segunda – ou seja, dentro do alcance do Spurs.

Abaixo, confira um vídeo sobre Canaan produzido pelo DraftExpress:

O Spurs está cheio de opções para a armação. Mas tudo pode mudar – como quando a franquia texana trocou, com o Pacers, George Hill pelas escolhas de Draft que viraram Kawhi Leonard e Davis Bertans e mais os direitos de Erazem Lorbek. Se a equipe de San Antonio aprontar mais uma surpresa e precisar de um armador, Canaan pode ser o escolhido.

O Draft acontecerá na próxima quinta-feira, em Nova York, na arena do Brooklyn Nets.

Confira os demais prospectos que o Spurs pode selecionar no Draft

* As informações salariais foram retiradas do site HoopsHype

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 24/06/2013, em Artigos, Draft. Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Eladiomy Trungungueiro

    Na minha opinião os Spurs estão bem servidos na posição 1 com 2 bons armadores Parker e Neal, quanto a posição 2 e 3 também possuem bons jogadores Green e Leonard sem esquecer o Ginobili apesar da idade ainda continua com bom desempenho, espero que o T-Mac faça uma boa temporada. Quanto a posição 4 e 5, o Tim Duncan ainda pode fazer mais uma ou duas temporadas ´continua em boa condição prova disso foi a belíssima temporada e playoofs que ele disputou, Diaw e Spliter são Free Agent tal como o Ginobili, acredito que irão permanecer na equipa.

  2. Minha preocupação mesmo foi com a possível aposentadoria do Tim. Como não veio, foi um baita alívio. Quanto a posição 1 e 2 creio que estamos bem servidos. O Neal só precisa de mais minutos em quadra. Mesma coisa para o Joseph. Agora, o Danny Green tem que procurar buscar mais a cesta, o arremesso dele é ótimo e o desempenho defensivo também. Agora, quando a questão é infiltrar e bandejar, o nosso ala não tem sido insatisfatório. A posição 3 com o Kawhi, dispensa comentários. O moleque é o bicho. Mandou muito bem nessa temporada. Creio que a nossa deficiência é mais na dupla de garrafão, posição 4 e 5. O Tim precisa de um parceiro mais técnico, que apareça mais para o jogo, coisa que o Tiago, Bonner, Diaw não dão conta. Em aspectos defensivos até que sim. Fora isso, nossa equipe fica com rendimento baixo no momento que Timmy vai para o descanso ou está pendurado por faltas.

  1. Pingback: Draft 2013 – Os alas | Spurs Brasil

  2. Pingback: Draft 2013 – O garrafão | Spurs Brasil

  3. Pingback: Especial Draft 2013 | Destino Riverwalk

  4. Pingback: Draft 2013 – Palpites | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s