Spurs (4) vs Grizzlies (0) – No topo do Oeste

93×86

Pela quinta vez na história, o San Antonio Spurs está na Final da NBA. A classificação foi sacramentada com a vitória por 93 a 87 diante do Memphis Grizzlies, nesta segunda-feira (27), resultado que fechou a decisão da Conferência Oeste com uma varrida a favor dos texanos: 4 a 0. O alvinegro, agora, aguarda o vencedor do confronto entre Miami Heat e Indiana Pacers para conhecer seu adversário. O time da Flórida lidera a série por 2 a 1.

Seis anos depois, o Spurs volta a faturar o título do Oeste (NBAE/Getty Images)

Brilliant, Parker!

Impossível não iniciar falando de Tony Parker. O francês apresentou sua melhor performance nos playoffs (e talvez de toda a temporada) até agora. Não apenas por seus 37 pontos, mas também pela forma que esta pontuação foi alcançada.

O francês acertou 15 de seus 21 arremessos de quadra e todos os seis lances livres que tentou, mostrando uma pontaria calibradíssima. Além disso, apresentou variedade em seu jogo, alternando infiltrações e arremessos de média distância, ambos com muita eficiência. Pior para Marc Gasol, que ficou sem saber o que fazer quando precisou fazer a cobertura no armador.

Adeus, fantasma!

Zach Randolph não encontrou o caminho da cesta na série (NBAE/Getty Images)

Para quem acompanhou a traumática eliminação do Spurs em 2011 diante do Memphis Grizzlies, na primeira rodada dos playoffs daquela temporada, Zach Randolph ainda estava engasgado na garganta. O ala-pivô foi simplesmente arrasador naquela série, castigando o garrafão texano com rebotes ofensivos, cestas conseguidas “na marra” e muito jogo físico embaixo da cesta.

O alvinegro texano, no entanto, mostrou ter aprendido a lição. Foi exemplar a maneira como os texanos anularam a principal arma do ataque adversário desde a primeira partida. Z-Bo simplesmente não conseguiu jogar. Tiago Splitter, Matt Bonner, Boris Diaw e Tim Duncan, todos passaram pela marcação do rival em algum momento e até mesmo o quase sempre criticado Red Rocket não decepcionou. Jogando com a mesma intensidade, os pivôs alvinegros adotaram a estratégia de marcá-lo pela frente, sempre que possível, sem se render às trombadas. Randolph foi errando, se frustando e nem de longe foi uma ameaça como naquela fatídica série, há dois anos.

Manu em marcha lenta

Que Manu Ginobili é peça fundamental do Spurs, disso ninguém duvida. Mas o camisa #20 ainda não conseguiu apresentar seu melhor basquete nos playoffs. No jogo 4 contra o Grizzlies, o argentino alternou passes geniais e alguns desperdícios tolos. Ao todo, anotou seis pontos, seis assistências, seis rebotes e seis bolas perdidas. Com o banco produzindo pouco no setor ofensivo, é preciso que o ala-armador seja mais preciso em suas jogadas.

Miami ou Indiana?

Com o 4 a 0 definido e a vaga na Final assegurada, o Spurs assiste de camarote aos duelos finais entre Miami Heat e Indiana Pacers. O time de LeBron James e cia. lidera a série por 2 a 1 e entra em quadra novamente nesta terça, em Indianápolis. Para o time de San Antonio, quanto mais longa a série, melhor, pois terá pela frente um adversário mais desgastado.

Em jogo também está o mando de quadra na decisão. Em caso de classificação do Miami, o time da Flórida tem a vantagem de jogar quatro das sete partidas em seus domínios, por ter feito melhor campanha ao longo da temporada regular. Contra o Indiana, a situação e inverteria e o mando passaria para as mãos do time do Texas.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 37 pontos e 6 assistências

Tim Duncan – 15 pontos, 8 rebotes e 4 tocos

Kawhi Leonard – 11 pontos, 6 rebotes e 5 roubos de bola

Memphis Grizzlies

Quincy Pondexter – 22 pontos

Marc Gasol – 14 pontos, 5 rebotes e 5 assistências

Zach Randolph – 13 pontos e 8 rebotes

Anúncios

Sobre Victor Moraes

Formado em Jornalismo no ano de 2012 pela Universidade Metodista de São Paulo. Fanático por esportes, sobretudo o basquete, passou pela redação do Diário Lance!, trabalhou na Liga Nacional de Basquete e no extinto Basketeria. Se orgulha de fazer parte da equipe do Spurs Brasil desde a criação em 2007.

Publicado em 28/05/2013, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 16 Comentários.

  1. Grande jogo, souberam reagir a todas tentativas de virada do Memphis. Realmente Parker impressionante e Duncan tbem! Splitter, toco decisivo no final!!

  2. Gustavo Alves

    E pra quem achou q o Spurs ficava por aqui…
    Mais fé, moçada!

  3. Confesso que quando terminou a temporada regular eu temia o pior aos Spurs. Vinh no nosso pior momento na tmeporada justamente na hora de entrar nos offs. Felizmente voltamos a crescer e chegamos ao nosso ponto máximo agora (?). Por isso discordo que quanto maior seja a série do leste, melhor para gente, ambos os times, pacers e heat são jovens e não vão sentir esse desgate citado, já nós, ficaremos parados, justamente agora que estamos “voando”.

    Vamos lá Manu, pare de varzear.

    • Victor Moraes

      G-Mod, acontece que, de toda forma, a final só começa no dia 6. O Spurs ficaria parado de todo jeito mesmo. Por isso o melhor para o time é que a série do Leste se prolongue ao máximo, de preferência com muitas overtimes pra deixar o futuro adversário bem cansado! hahaha

  4. Escrevi em um post aqui, antes da serie começar, que seria muito difícil o Memphis vencer o Spurs. Foi um duelo não muito equilibrado, quando o Spurs tinha a bola era um forte ataque contra uma forte defesa, mas na vez do Grizz atacar era uma forte defesa contra um ataque meia boca, se dificultássemos o jogo de garrafão eles não teriam solução. Deu tão certo que varremos.
    Para a final, caso o Heat realmente vença, o jogo muda totalmente, porém vejo grandes chances de título, nosso time é muito versátil dos dois lados da quadra e pode se adaptar bem ao jogo do Miami, só que precisaremos de um Ginobili mais constante e pontuador e de um trabalho monstruoso de Kawhi sobre Lebron.

  5. Estou de alma lavada. Z Bo não a cor a cor da bola. Naquele ano Gino estava a meio pau e Duncan também.Esse ano foi tudo diferente.

  6. Gustavo Alves

    Eu sinceramente acho q nao tem vez nem pra Pacers nem pra Heat.
    Nao desmerecendo os times, masssss, convenhamos, o Spurs consegue fazer um ótimo trabalho contra o garrafão do Pacers, e o principal, o Spurs é um dos poucos times que não depende dos Alas pra pontuar, logo, temos uma forte marcação tanto em Paul George quanto em Lebron james/Wade e eles, por sua vez, não marcarão Parker, nem Duncan, logo, alegria!
    Acho q o Heat pode ser mais fácil, mas tem a chances das estrelas brilharem e acabarem com o jogo. Acho o jogo com o Pacers mais equilibrado, mas nossas estrelas sao maiores que as deles.
    Quase que um, Spurs Varre o heat ou é Varrido, ou ganha muito apertado vs Pacers (nao vejo Spurs perdendo pro Pacers de forma alguma em 7 jogos)

  7. Quando acabou a era Jordan eu pensei qual time agora vai se destacar? Como ficará a NBA? Então o Spurs foi campeão em 98, desde então minha atenção e coração está nele. De lá para cá só os Lakers levaram 5 títulos e os Spurs 4 e Miami 2. Chegou a hora do Spurs se igualar aos Lakers ( e depois passa-lo) e assumir o seu lugar como o melhor time da NBA após a era Jordan, que venha o Miami, toco no LeBron James, o Spurs é +++TIME. O time que mais valorizou e deu oportunidade os estrangeiros merece ser olhado como o melhor TIME da NBA dos últimos tempos.

  8. danilovboas

    Exorcisamos!

    A grande vantagem deste Spurs é que ele consegue mudar sua forma de jogar e se adaptar ao adversário. Da última vez que vi o time tão versátil assim foi em 2007, e adivinhem no que deu…
    Apesar da varrida não foi uma série fácil não. Deu tudo certo porque nosso time tem jogadores e um treinador muito competentes, capazes de sair de todos os buracos como foram os dois jogos com prorrogação, especialmente o jogo 3.
    Não tenho medo de arriscar: se for contra o Pacers é caneco meio que certo, talvez até com uma varrida. Contra o Heat vai depender muito de a gente conseguir jogar sempre como foi contra o Grizzlies, sempre ligados, focados no jogo, com a mínimo possível de oscilações (como no começo do jogo 3). Com o Big 3 bem fisicamente será muito difícil mesmo pro Miami levar a série. Temos um time jovem e marcador que é capaz de acompanhar os melhores e mais rápidos jogadores do Heat, mesmo LeBron James.

  9. Thiaguinho

    #I’MHAPPY
    Muito bom jogo dos “meninos” ontem. Espero q a escrita continue: “Spurs chega na final da NBA, Spurs conquista a NBA.”
    OBS.: QUE JOGO DO PARKER #9… MONSSSTROO!

  10. Michael Torto

    #PARKER monstro soh isso que digo.. minhas proximas camisas serão do Parker e o Duncan.. já tenho do Ginobili e do Robinson

  11. o nosso Spurs velho de guerra retornou!!!! e com um upgrade monstruoso, hoje temos não 1, 2 ou 3, mas 6,7,8… bons pontuadores E defensores da extirpe Spurs nº05 kkkkk

    no jogo 3 e no jogo 4 ganhamos sem usar as armas do perímetro – q foi muito bem marcado pelos ursinhos nesses jogos – mas esse time é incrível, e, se não arranjarem um jeito de pararem TODAS as armas do nosso “ataque-total” AO MESMO TEMPO não tem como impedir Larry O’Brien #13 de vestir preto e prata…

    GOSPURSGO!!!!

    #FightForFive!!!!

  12. Go Spurs, confesso q não esperava uma vitória do Spurs, o time se superou, agora q venha o Miami ow o Indiana, estamos preparados para qualquer um

    PS: Greg Popovich é um gênio

  1. Pingback: Splitter minimiza rumor de interesse do Real Madrid | Spurs Brasil

  2. Pingback: O Oeste é nosso! | Destino Riverwalk

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s