Spurs (1) vs Grizzlies (0) – Para incendiar a torcida

105×83

O Memphis Grizzlies está entalado na garganta do San Antonio Spurs desde 2011, quando eliminou o alvinegro na primeira rodada dos playoffs. Porém, neste domingo (19), o time texano deu mostras de que a desforra pode vir neste ano. Jogando em casa no primeiro jogo da final da Conferência Oeste, a equipe não deu chances para o adversário e massacrou, vencendo por mais de 20 pontos de diferença. Confira, a seguir, como foi a partida.

Spurs levou a melhor neste domingo (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Vantagem “inédita”

Em 2011, quando foi eliminado pelo Grizzlies, o Spurs, que também tinha o mando de quadra naquele confronto, foi derrotado pelo adversário no jogo 1 por 101 a 98 e passou o resto da série sob pressão. Dessa vez, não poderíamos esperar um começo melhor. Logo no primeiro período, o Spurs conseguiu abrir incríveis 17 pontos de vantagem sobre o adversário. No segundo, a diferença chegou aos 20. Os visitantes só chegaram a ameaçar na terceira parcial, quando Quincy Pondexter acertou seguidos arremessos de três, mas, após tempo pedido pelo técnico Gregg Popovich, a equipe da casa voltou aos trilhos e não perdeu mais a dianteira.

Parker deu show (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Defesa no garrafão…

É impossível pedir que o Spurs marque melhor o ponto forte do Grizzlies: a dupla de garrafão. Zach Randolph converteu somente um dos oito arremessos de quadra que tentou, deixando a quadra com apenas dois pontos, além de sete rebotes. Marc Gasol foi um pouco melhor, com 15 pontos, sete rebotes e dois tocos, mas o pivô espanhol precisou tentar 16 arremessos – e acertar sete deles – para conseguir chegar à marca. E o principal reserva do time, Darrell Arthur, também marcou somente dois pontos (1-2 FG).

Apesar da defesa impecável do Spurs, é bom manter a atenção em alta para as próximas partidas. Primeiro porque é difícil pensar que será possível segurar Z-Bo a uma pontuação tão baixa novamente. Além disso, mesmo com o saldo extremamente positivo, o time texano perdeu a batalha pelos rebotes, pegando 33, dois a menos que o adversário. Se ater uma boa vitória como essa e relaxar pode ser fatal diante de um rival tão perigoso.

… ataque no perímetro!

Com a energia que gastaram na defesa, os pivôs do Spurs tiveram dificuldade para impor um jogo físico no ataque. Tim Duncan deixou a quadra com apenas seis pontos (3-9 FG), além de dez rebotes, quatro assistências e dois tocos. Tiago Splitter anotou um ponto (0-1 FG, 1-2 FT) e duas assistências. E Boris Diaw conseguiu dois pontos (0-2 FG, 2-2 FT) e duas assistências.

Com isso, a maioria dos pontos do Spurs veio do perímetro. Tony Parker foi o destaque com uma verdadeira clínica: foram 20 pontos com apenas 14 arremessos de quadra (9-14 FG, 2-2 FT), somados a nove assistências. Além dele, também chegaram aos dígitos duplos Kawhi Leonard, com 18 pontos; Danny Green, com 16; Gary Neal, com 11; e Matt Bonner, com 12 – que, apesar de ser um ala-pivô, produziu seus pontos em quatro arremessos de três. E, por falar nos tiros do perímetro, a equipe da casa fez 14 no jogo, estabelecendo assim um novo recorde da história da franquia nos playoffs.

Descanso bem-vindo

Em uma série tão física quanto essa, nada melhor do que poder poupar um pouco seus titulares. Graças à facilidade da partida, Pop pôde sacar seus principais jogadores já na metade do último período. Quem mais ficou em quadra foi Tony Parker, com pouco menos de 33 minutos. Além dele, os mais acionados foram Kawhi Leonard, com pouco menos de 30, e Tim Duncan, com cerca de 27,5. Manu Ginobili atuou por 21 minutos e deixou a quadra com oito pontos, cinco assistências e três rebotes.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 20 pontos, 9 assistências e 2 roubadas de bola

Kawhi Leonard – 18 pontos e 2 roubadas de bola

Danny Green – 16 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Matt Bonner – 12 pontos

Gary Neal – 11 pontos

Memphis Grizzlies

Quincy Pondexter – 17 pontos

Marc Gasol – 15 pontos, 7 rebotes e 2 tocos

Mike Conley – 14 pontos, 8 assistências e 4 rebotes

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 19/05/2013, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 11 Comentários.

  1. T Mac jogou seus minutinho na excelente vitória de hoje

  2. FIRST BLOOD!

  3. Vou deixar aqui um tweet do Victor doTwo-Minut Warning (quem não conhece vale a pena, não deixo o link porque não sei se posso): “Ainda nao tinha visto ESSE Spurs jogando nos playoffs… E tava com saudade.”
    (detalhe: ele tava tocendo pro Grizzlies, mas tudo bem, todos se rendem ao basquete do Spurs uma vez ou outra na vida)
    Não vou fazer aqui nenhuma análise, mas vou dizer que essa série não vai ser assim tão fácil. O Spurs jogou lindo, deu gosto, mas aquele urso não morre tão facilmente.

  4. Gustavo Alves

    Se joga assim o restante dos playoffs, hein? Quem é Miami Heat… hehehe

  1. Pingback: Polícia investiga ameaças de morte a Tony Parker | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (1) vs Grizzlies (0) – Final do Oeste | Spurs Brasil

  3. Pingback: Recapitulando as últimas semanas e palpites contra o Grizzlies | Destino Riverwalk

  4. Pingback: Spurs (2) vs Grizzlies (0) – Duncan salva a noite | Spurs Brasil

  5. Pingback: San Antonio Spurs @ Memphis Grizzlies – Final da Conferência Oeste | Spurs Brasil

  6. Pingback: Spurs (3) @ Grizzlies (0) – Final do Oeste | Spurs Brasil

Deixe uma resposta para danilovboas Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s