Prévia de Spurs x Grizzlies – Final do Oeste

Hora de Splitter tentar segurar Gasol (Jerry Lara/San Antonio Express-News)

Está na hora da revanche! Eliminado pelo Memphis Grizzlies na primeira rodada dos playoffs de 2011, o San Antonio Spurs agora terá a chance de dar o troco na final da Conferência Oeste deste ano, que começará a ser disputada no domingo (19). Antes de chegar a essa fase, a franquia texana venceu o Los Angeles Lakers por 4 a 0 e, em seguida, o Golden State Warriors por 4 a 2. A equipe do Tennessee, por sua vez, eliminou Los Angeles Clippers em seis jogos e Oklahoma City Thunder em cinco.

Na temporada regular, o Spurs terminou em segundo e o Grizzlies em quinto. Por isso, a equipe alvinegra começa a série com a vantagem do mando de quadra em mãos. Isso pode fazer a diferença, já que, até aqui, quem atuou em seus domínios venceu. Foram quatro jogos no campeonato, com dois triunfos para cada lado. Relembre as partidas a seguir:

01/12/2012 – Spurs 99 x 95 Grizzlies

Após a polêmica multa imposta por David Stern ao Spurs, que havia poupado seus titulares no jogo anterior, contra o Miami Heat, o time texano respondeu dentro de quadra e, em casa, venceu o Grizzlies na prorrogação. O destaque do alvinegro naquela noite foi Tony Parker, com 30 pontos, seis assistências e quatro rebotes.

11/01/2013 – Spurs 98 @ 101 Grizzlies

Pela segunda vez em dois jogos, Spurs e Grizzlies decidiram o jogo na prorrogação. Porém, na primeira visita à casa do rival, o Spurs foi derrotado pelo adversário pela primeira vez na temporada. Mais uma vez Tony Parker, com 22 pontos, sete assistências e três roubadas de bola, acabou como o cestinha da equipe.

16/01/2013 – Spurs 103 x 82 Grizzlies

Com grande atuação no terceiro período, o Spurs impôs ao Grizzlies a maior vitória sobre o adversário na temporada. Tim Duncan liderou o time de San Antonio naquela noite com 19 pontos, oito rebotes, cinco tocos e quatro assistências.

01/04/2013 – Spurs 90 @ 92 Grizzlies

Mais uma viagem do Spurs a Memphis e mais uma derrota diante do Grizzlies. Apesar do resultado negativo, Tony Parker, com 25 pontos e quatro assistências, foi o cestinha da noite. Manu Ginobili, Kawhi Leonard e Tim Duncan não atuaram naquela partida.

E agora? Será que o mando de quadra continuará sendo tão importante assim na pré-temporada? A seguir, os blogueiros do Spurs Brasil respondem a essa e a outras perguntas e dão seus palpites para a série. Confira:

Bruno Alves

Palpite: Spurs 4 a 3
Só de pensar no Grizzlies, o torcedor do Spurs já tem calafrios, fruto das memórias reminiscentes dos playoffs de 2011. O garrafão do time de Memphis, com Zach Randolpg e Marc Casol, talvez seja o mais forte da NBA, e vai conseguir muitos rebotes ofensivos em cima da nossa rotação de pivôs, que, embora tenha melhorado de 2011 pra cá, continua não sendo o ponto forte do elenco. Além disso, Mike Conley e Tony Allen são dois excepcionais defensores, e vão complicar e muito a vida de Tony Parker e Manu Ginobili, que já mostraram não estar com a mão totalmente calibrada nestes playoffs. Os texanos vão precisar usar sua perfeição tática e uma defesa muito forte para superar a equipe adversária.
Peça-chave do Spurs: Kawhi Leonard
Peça-chave do Grizzlies: Marc Gasol

Leonardo Sacco

Palpite: Grizzlies 4 a 2
Fim da linha para o Spurs. O time pegará a melhor defesa da liga, com uma dupla de pivôs bastante sólida e uma marcação de perímetro boa. O Grizzlies não conta com um destaque individual como Stephen Curry, mas tem Marc Gasol em fase exuberante, seguido ainda de boas atuações de Mike Conley e Zach Randolph. A chance do time texano estará em uma melhora significativa de Tony Parker, que deverá melhorar seu arremesso de média distância e tentar menos infiltrações, já que o garrafão adversário é muito bem fechado.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Grizzlies: Marc Gasol

Lucas Pastore

Palpite: Grizzlies 4 a 2
Na temporada, o Grizzlies foi o 11º time que mais pegou rebotes na NBA, enquanto o Spurs foi apenas o 21º. No número de rebotes ofensivos, mais uma vez vantagem para a franquia de Memphis, que ficou em terceiro, enquanto os texanos foram os penúltimos. Além disso, o time de San Antonio foi o 13º que mais cedeu segundas chances para os oponentes, enquanto o rival foi quem menos ofereceu em toda a liga. Foi assim que a equipe do Tennessee venceu a do Texas nos playoffs de 2011… Até acho que o alvinegro está mais forte com Danny Green, Kawhi Leonard, Boris Diaw e Tiago Splitter ocupando os minutos que eram de George Hill, Richard Jefferson, Antonio McDyess e DeJuan Blair. Mas o mesmo pode ser dito do outro lado, principalmente com Tayshaun Prince, Quincy Pondexter e Jerryd Bayless assumindo as funções que eram de Shane Battier, Sam Young e O.J. Mayo. Espero estar errado.
Peça-chave do Spurs: Tiago Splitter
Peça-chave do Warriors: Mike Conley

Sergio Neto

Palpite: Spurs 4 a 3
Será a melhor série dos playoffs, tudo o que se espera de um Spurs x Grizziles. O time de Memphis virá com um fortíssimo garrafão com Marc Gasol e Zach Randolph, que será o maior problema da equipe texana. Pelo lado do alvinegro, acredito que o diferencial será a rotatividade do perímetro com Tony Parker, Danny Green, Kawhi Leonard, Manu Ginobili, Cory Joseph… O Memphis não será páreo, apesar de boas atuações de Mike Conley e Tayshaun Prince. A defesa e a experiencia da franquia de San Antonio serão o diferencial.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Grizzlies: Zach Randolph

Victor Moraes

Palpite: Spurs 4 a 2
O Grizzlies chega na final do Oeste em um momento mais favorável e jogando com mais regularidade que o Spurs. O ponto forte, todos sabem, é o poderoso garrafão formado por Zach Randolph e Marc Gasol, que deve impor um jogo físico desde o primeiro segundo em quadra. Mas vale lembrar que este time terminou apenas em quinto na temporada regular, e a equipe texana leva vantagem em dois aspectos: banco de reservas e mando de quadra (nos confrontos diretos na temporada, cada equipe venceu seus dois jogos em casa). Olho no trabalho de Tiago Splitter, hoje muito mais ambientado que na série em 2011, e em Boris Diaw, que sequer fazia parte do elenco naquela ocasião. A presença de ambos deve dar um upgrade defensivo para a franquia texana.
Peça-chave do Spurs: Tiago Splitter
Peça-chave do Grizzlies: Zach Randolph

Vinicius Esperança

Palpite: Spurs 4 a 3
Revivendo um dos piores momentos da historia do Spurs, o time enfrentará o forte Grizzlies, tendo uma lembrança dos playoffs de 2011, quando o alvinegro texano foi desclassificado após ter feito a melhor campanha da Conferência Oeste na temporada regular. A equipe de Memphis tem um garrafão muito forte, que sempre cresce durante as finais, além do defensor do ano, o pivô Marc Gasol. Porém, diferentemente de 2011, a rotação da franquia texana conta agora com um Tim Duncan jogando como garoto, e com um Tiago  Splitter cada vez melhor na defesa, sendo capaz, assim, de frear o ímpeto ofensivo do adversário.
Peça-chave do Spurs: Tim Duncan
Peça-chave do Memphis: Marc Gasol

Olho neles!

Parker Splitter

Entre os seis blogueiros do Spurs Brasil que participaram da prévia, dois optaram por destacar Tony Parker e dois escolheram Tiago Splitter. O pivô brasileiro deverá ajudar Tim Duncan a combater o imponente garrafão adversário, enquanto o armador francês será importante para levar o foco do confronto para o perímetro.

Dos seis blogueiros do Spurs Brasil que opinaram, três apontaram Marc Gasol como peça-chave do Grizzlies na série. No ataque, o espanhol pode causar estragos com passes e arremessos de média distância e, do outro lado da quadra, o pivô, que foi eleito o melhor defensor da temporada, terá a missão de conter Tim Duncan.

Anúncios

Sobre Equipe Spurs Brasil

Seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs em português. Ativo desde fevereiro de 2008.

Publicado em 18/05/2013, em Análises. Adicione o link aos favoritos. 15 Comentários.

  1. Acredito que Randolph é um matchup favorável para Diaw, que marca muito bem pivôs técnicos, de bom arremesso, já vi ele fazendo trabalhos incríveis com Pau e Dirk, pq não contra Zach. Também acredito que Tiago tem grande chances de ajudar Timmy a segurar a boa fase do Gasol. Dificultando o jogo de garrafão com certeza manteremos o Grizzlies em pontuações bem baixas, já que os principais matchups do perímetro Green x Conley, Parker x Allen e Leonard x Prince, são favoráveis à nossa defesa. Ai é torcer para que nossa pontaria em bolas de 3 esteja mais calibrada do que na última série e pra que Parker, Ginobili e Duncan, possam fazer uns 2 jogos, pelo menos, bem juntos que a série é nossa. Que venha o Heat!!

  2. Com uma vasta experiência na europa, creio que o Splitter seja o melhor para marcar o Gasol!

  3. 4 a 3 Spurs

  4. também acho q o Spurs fica por ai mesmo, mas temos que acreditar, é de fundamental importancia boas atuações do Big 3

  5. Série dificílima. Mas, 4×3 Spurs!

  6. Acho Que Pop, deveria promover a entrada de baynes pra ajudar com esse Forte Garrafão.

  7. Olha, o Clippers ano passado eliminou esse garrafão sem home court advantage (no sofrimento, ok, 4-3) e tomou 4-0 do Spurs. Este ano o Clippers não ganhou porque o Vinny Del Negro foi muito mal, tanto é que querem mandá-lo embora. Já o OKC sem Westbrook ficou 2-2 contra o ‘sem defesa’ Rockets, perdendo um jogo em casa, então tomar 4-1 do Memphis não foi uma surpresa. Vejo o Spurs mais completo. Acredito em um 4-3 pro Spurs, com cada time roubando um jogo da casa do outro.

  8. Olha acredito que o jogo de garrafão será decisivo na série, mas Parker e Manu tem que esquentar a mão, caso contrario vai ficar bem dificil … Mas como um torcedor bem otimista coloco o Spurs na final em 6 jogos …. Ah outra coisa, os 2 primeiros jogos serão fundamentais para a gente levar o Oeste ….

    GO SPURS!

  9. Agora o bicho pega. Essa série é em todos os sentidos muito mais difícil do que a série contra o GSW, exceto pelo poder de fogo do perímetro.

    Parker, Manu e Duncan encontrarão pela frente Conley, Tony Allen e Gasol, que estão entre os melhores marcadores em suas posições na NBA.
    O jogo de garrafão deles é um terror mesmo. Os caras batem, e muito. Estava assistindo alguns lances do Grizzlies contra o Clippers e OKC e é impressionante como o Randolph consegue abrir espaço debaixo da cesta na base da porrada contra aberrações físicas como DeAndre Jordan e Kendrick Perkins.

    Vamos precisar dos nosso role players jogando o máximo de suas carreiras pra ajudar o Big 3. Green precisa repetir a ótima série que fez contra o Warriors, Kawhi precisará usar toda a sua explosão física, Neal vai ter que jogar com o máximo de inteligência e selecionar o melhor possível os arremessos. Nosso ataque vai ter funcionar azeitado como no ano passado, e nossa defesa como a desse ano. Se pudermos fazer tudo isso por pelo menos 4 jogos, podemos vencer.

    Vai ser uma série imperdível, absolutamente brigada, disputada, chata, difícil, ao estilo da Final de 2005, onde qualquer um dos dois pode vencer.

    • E claro, esqueci de falar da chave da série que é Tiago Splitter. Se ele puder defender os Big Man do Grizzlies e ajudar no ataque, a série começa a clarear. Mas defender Z-Bo e Marc Gasol não é igual defender Bogut, Ezeli e um Lee de enfeite. E principalmente atacar contra eles é que vai ser um diferencial. Se o Tiago puder pontuar em cima deles teremos um diferencial não esperado pelo Hollins.

  10. parker e manu afiados , possivel muita coisa acontecer . mas vivendo gatilhos apagados , concordo com o saldo negativado . o tecnico é o popp , o melhor analista de uns anos até aqui, se ele conseguir desvendar o mapa da mina , o spurs chega longe , se não , só chega na proxima temporada , apenas .

  1. Pingback: Buraco, literalmente, mais embaixo | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (0) vs Grizzlies (0) – Final do Oeste | Spurs Brasil

Deixe uma resposta para junior Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s