Arquivo diário: 17/05/2013

Spurs (4) @ (2) Warriors – Hora da vingança!

94×82

O San Antonio Spurs viajou até Oakland, nesta quinta-feira (16), buscando um triunfo para fechar a série contra o Golden State Warriors. E venceu, muito graças a uma sufocante defesa imposta do início ao fim, pelo placar de 94 a 82. Com o resultado, os texanos fizeram 4 a 2 no placar do confronto e agora pegam o Memphis Grizzlies pela Final da Conferência Oeste. O primeiro confronto é já neste domingo.

Não foi desta vez, Curry (NBA/Getty Images)

Como nos velhos tempos

Assistir ao jogo 6 desta série foi como voltar no tempo. Famoso no início dos anos 2000 por sua poderosa defesa, o Spurs acabou abdicando um pouco desta característica nas últimas temporadas, mas nesta quinta-feira atuou como se ainda estivéssemos em 2003 ou 2005. Os texanos seguraram o Warriors a apenas 82 pontos, disparado a produção mais baixa da equipe de Oakland em toda a série.

Para ter uma ideia do tamanho do feito, a marca obtida pelo Warriors nesta partida é 22,5 pontos menor que a média dos californianos nos playoffs, que é de 104,5 por partida (melhor ataque de todo o mata-mata). O aproveitamento nos arremessos, que na pós-temporada foi de 46,9%, nesta partida ficou em somente 38,8%.

Carrapatos

Boa parte dos méritos passam pelas mãos de Danny Green e Kawhi Leonard. É elogiável o trabalho que os dois passaram a fazer sobre Stephen Curry e Klay Thompson depois da dupla ter causado sérios problemas nos jogos 1 e 2 da série.

Curry até conseguiu seus pontos: foram 22 na partida – boa parte deles quando acabou marcado por Parker -, mas o aproveitamento geral foi de apenas 10-25. Os tiros de três pontos, que são sua principal arma, foram o tempo todo abafados – inclusive com dobras na marcação -, e o armador acertou apenas duas em oito tentativas. Já Thompson somou dez pontos, com um baixo aproveitamento de 4-12 nos arremessos (2-4 de três pontos).

Duncan voltou a incomodar no garrafão (NBA/Getty Images)

“Big One”

O Spurs costuma apoiar seu trabalho em quadra em seu trio de estrelas, formado por Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili, o chamado “Big Three“. Desta vez, no entanto, só o ala-pivô brilhou, enquanto os dois companheiros tiveram atuações bem abaixo da média.

Enquanto Duncan registrou 19 pontos e seis rebotes, sendo o cestinha texano na partida, Parker sofreu para converter suas infiltrações e arremessos de média distância. Nestes tipos de jogada, o francês conseguiu apenas um acerto em 13 tentativas. Surpreendentemente, o francês se saiu melhor longe da cesta, convertendo dois de três arremessos de três pontos (ambos no final do quarto período em momentos chaves). Já a Manu, que teve aproveitamento de 1-6 e somou apenas cinco pontos, restou o papel de organizador: o argentino deixou a quadra com 11 assistências.

Diante de uma forte defesa e um garrafão poderoso como o do Grizzlies, Parker e Manu terão de pontuar com maior consistência para aliviar a carga de Duncan.

Xô, zica!

Dois anos se passaram desde que o Spurs, então dono da melhor campanha do Oeste na temporada 2010/2011, sofreu uma das derrotas mais dolorosas de sua história. Os texanos eram amplos favoritos na primeira rodada diante do oitavo colocado, o Memphis Grizzlies, mas foram surpreendidos e voltaram mais cedo para casa com um 4 a 2 na bagagem.

O tempo passou, mas a ferida aberta por Zach Randolph e companhia ainda sangra. Chegou a hora de espantar de vez a “zica” e buscar a vingança, agora na final do Oeste. O Jogo 1 já tem data marcada: é neste domingo, às 16h30, no AT&T Center.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 19 pontos, 6 rebotes e 3 tocos

Kawhi Leonard – 16 pontos e 10 rebotes

Tiago Splitter – 14 pontos e 4 rebotes

Tony Parker – 13 pontos e 8 assistências

Golden State Warriors

Stephen Curry – 22 pontos e 6 assistências

Jarrett Jack – 15 pontos

Carl Landry – 11 pontos e 6 rebotes