Arquivo diário: 15/05/2013

Spurs tem interesse em grego ligado ao Blazers

De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, o San Antonio Spurs tem interesse no grego Kostas Papanikolau. O jogador, de 22 anos e 2,06m de altura, atua como ala e defende atualmente as cores do Olympiakos.

Spurs está de olho nele! (Reprodução/http://nykbr.blogspot.com.br/)

Papanikolau foi selecionado pelo New York Knicks na 48ª escolha do Draft de 2012 e, algumas semanas depois, teve seus direitos enviados para o Portland TrailBlazers na transação que levou o armador Raymond Felton para atuar na equipe nova-iorquina. Segundo o site Eurohoops, a franquia do Oregon pode trocar o ala, e o Spurs aparece entre os interessados.

Nesta temporada, Papanikolau disputou 31 jogos pelo Olympiacos na Euroliga – 30 deles como titular – e apresentou médias de 8,7 pontos (49,7% FG, 52,1% 3 PT, 72,3% FT) e 4,4 rebotes em pouco menos de 24 minutos por exibição.

O Project Spurs lembra ainda que Papanikolau venceu o prêmio Rising Stars dessa temporada, honraria que já foi dada a Andrea Bargnani, Rudy Fernández, Danilo Gallinari, Ricky Rubio e Erazem Lorbek, este último um ala-pivô que tem seus direitos ligados ao Spurs.

Anúncios

Spurs (3) vs (2) Warriors – O bom e velho Spurs!

109×91

Após uma derrota fora de casa diante do rival, o San Antonio Spurs voltou a jogar no Texas nesta terça-feira (14), derrotou o Golden State Warriors por 109 a 81 e agora lidera a série, válida pela Semifinal da Conferência Oeste, por 3 a 2. O que se viu foi um visitante perdido em uma noite em que a defesa texana fez toda a diferença e em que Stephen Curry teve uma atuação praticamente nula, cometendo muitos erros, principalmente nos arremessos (4-14 FG e 1-7 3 PT). Já os mandantes fizeram uma partida excelente, o com ótimas atuações de Tony Parker e Danny Green. Vamos aos destaques do jogo:

Green fez uma ótima partida. (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

O jogo

A atuação do Spurs foi aquela que todo o torcedor espera da equipe quando joga em casa. No primeiro quarto, o placar foi liderado pelos mandantes por 37 a 28. Já no segundo período, o ritmo dos texanos caiu e foi quando o Warriors encostou no marcador, deixando apenas três pontos de diferença na ida aos vestiários. Na terceira parcial, a vantagem voltou. O time da Califórnia não conseguiu passar da defesa adversária e, consequentemente, não manteve o ritmo do segundo quarto. No último período, o jogo estava praticamente definido. Sem Curry na liderança, a equipe visitante não construiu um ritmo de jogo e acabou derrotada por 109 a 81. O Spurs chegou a colocar seus reservas no jogo nos minutos finais de jogo, como Tracy McGrady (que não pontuou, mas contribuiu defensivamente), DeJuan Blair e Patty Mills.

O próximo jogo da série acontece no dia 16/05. Para a franquia de Oakland, é win or go home.

DEFENSE!!!

Curry, who? Armador foi anulado pela defesa do Spurs (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Com o Spurs jogando em casa, pode-se esperar uma melhor atuação do que a última, na Califórnia. Foi o que aconteceu. A defesa praticamente anulou Curry e seus ajudantes do perímetro. Destaque para Danny Green, que marcou sem dó o armador rival no tempo em que ele esteve em quadra, fazendo o astro adversário anotar apenas nove pontos. Klay Thompson só fez 4 pontos (Que chato, né?). Porém, vale destacar que outros jogadores merecem atenção, como Jarrett Jack e Harrison Barnes – esse último, uma surpresa nos últimos jogos da série, que, dessa vez, deixou a quadra com 25 pontos e sete rebotes. Olho neles!

Manu Ginobili: do inferno aos céus

Manu Ginobili, que no último jogo não teve uma boa atuação, foi um dos principais nomes da vitória. Quando saía do banco, o ala-armador era aplaudido e tinha seu nome gritado pelo público. Em quadra, foi responsável por liderar a equipe, principalmente no segundo tempo, quando Cory Joseph o procurava praticamente em toda posse de bola. O veterano terminou com dez pontos e cinco assistências.

Leonard e sua importância

Quando falamos de Kawhi Leonard, pensamos logo em um jogador “raçudo”, com uma importante postura defensiva e uma ótima contribuição para o ataque. E o segundanista não vem deixando a desejar nos arremessos. No jogo 5, Leonard acertou 7-8 dos tiros de quadra que tentou e está com o aproveitamento de 58% na série. Durante a temporada, o camisa #2 converteu 49% das bolas que tentou.

The Big Fundamental is a Legend!

Os números de Tim Duncan são realmente impressionantes. Neste jogo, o veterano anotou 14 pontos e 11 rebotes, sendo seu 143º double-double em playoffs, se igualando a Wilt Chamberlain na segunda posição no ranking de double-double na história dos playoffs na NBA. O lendário ala-pivô do Spurs agora está atrás apenas de Earvin “Magic” Johnson que possui a marca de 157. Será que ele assume a primeira posição?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 25 pontos e 10 assistências

Kawhi Leonard – 17 pontos e 7 rebotes

Danny Green – 16 pontos e 3 assistências

Tim Duncan – 14 pontos, 11 rebotes e 3 assistências

Manu Ginobili – 10 pontos e 5 assistências

Golden State Warriors

Harrison Barnes – 25 pontos e 7 rebotes

Jarrett Jack – 20 pontos

Carl Landry – 16 pontos e 6 rebotes