Arquivo diário: 06/04/2013

Spurs (56-20) vs Hawks (42-35) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Atlanta Hawks – Temporada Regular

Data: 06/04/2013

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Na TV: NBA Pass (SKY Brasil)

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,22 (favorito) vs Hawks 4,37

Vindo de uma dura derrota fora de casa para o Oklahoma City Thunder, na qual, além da partida, o time perdeu também a primeira colocação na Conferência Oeste, o San Antonio Spurs volta para casa tentando se reencontrar com a vitória. O desafiante será o Atlanta Hawks, que vem de dois resultados negativos em sequência, mas já está garantido nos playoffs e apenas almeja uma melhor posição. Desde o triunfo sobre o Los Angeles Clippers, no dia 29/03, a equipe texana não conta com Manu Ginobili, e assim será hoje. Além do argentino, Tony Parker desfalcará os donos da casa com dores no pescoço. A boa notícia é a provável volta de Stephen Jackson. Pelos visitantes, Devin Harris, Zaza Pachulia e Lou Williams estão fora.

Confrontos na temporada (1-0) 

29/01/2013 – Spurs 98 @ 93 Hawks

Sem Manu Ginobili e sem Tim Duncan, o Spurs foi até a Phillips Arena e venceu o Hawks em mais uma grande exibição de Tony Parker. Além do francês, que anotou 23 pontos e serviu 12 assistências, Matt Bonner (sim, você leu certo) anotou 17 pontos (sim, você leu certo), além de cinco rebotes, e Tiago Splitter fez 14 pontos e pegou sete rebotes.

PG – Nando De Colo

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Spliter

Fique de Olho – Sem Parker e sem Manu, o único remanescente do Big Three na partida dessa noite será Tim Duncan. O ala-pivô vem de mais uma grande partida, contra o Thunder, na qual ele anotou 21 pontos e 11 rebotes, seu sexto jogo com ao menos 20 pontos e dez rebotes nos últimos 30 dias. Além de comandar o ataque, o camisa #21 terá a difícil parada de segurar Josh Smith e Al Horford.

PG – Jeff Teague

SG – Kyle Korver

SF – DeShawn Stevenson

PF – Josh Smith

C – Al Horford

Fique de Olho – Líder de double-doubles na temporada na Conferência Leste, com 44, Al Horford será o ponto principal para uma boa partida do time da Georgia, tanto por ser um grande pontuador como grande defensor. Porém, o pivô dominicano não terá vida fácil, pois terá de segurar Tim Duncan, que vem de atuações espetaculares.

Hora de De Colo e Neal

Já não é novidade para ninguém que Manu Ginobili ficará um bom tempo afastado do San Antonio Spurs. Com uma lesão muscular na coxa direita, o astro argentino pode até mesmo perder o início dos playoffs. Quando soube da contusão, o técnico Gregg Popovich foi claro: quem mais sentiria a falta do ala-armador seria a segunda unidade, previsão que tem se confirmado até agora. Por isso, é hora de outros reservas se imporem para que o time se mantenha nos trilhos. É hora de Nando De Colo e Gary Neal brilharem.

Sem Manu, é hora do mini Manu? (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

O plano de jogo do Spurs nas últimas duas temporadas inclui ter uma segunda unidade capaz de manter o desempenho da primeira. Jogando em um ritmo constante, o time texano apenas aguarda o adversário se cansar, ou colocar em quadra um quinteto mais fraco, para conseguir algumas corridas que fazem a diferença no final. Para isso, é importante que os reservas estejam afiados e entrosados.

Neste campeonato, Pop montou uma segunda unidade composta por bons passadores, como Stephen Jackson e Boris Diaw. A movimentação precisa de bola dos reservas constantemente acaba em cestas fáceis. Mas o grande maestro deste time é justamente Ginobili, um maestro na condução de bola no pick-and-roll, jogada constantemente usada para iniciar as jogadas enquanto os titulares estão descansando.

E é justamente no comando das jogadas que a segunda unidade tem sentido falta do argentino. Justamente a deixa para De Colo brilhar. Entre os reservas, o francês é aquele que tem mais talento para comandar o pick-and-roll e encontrar aquele homem que ficou livre após o início da jogada – seja o pivô que se movimentou em direção à cesta após o corta luz, seja um dos arremessadores que ficou sem marcação no perímetro. É hora do novato perder o receio e colocar todo o seu potencial para fora, principalmente o talento nos passes.

No entanto, não é só nas assistências que Ginobili se destaca. O ala-armador tem aquela frieza rara para pontuar na marra quando o adversário esboça uma corrida em momentos decisivos das partidas. E Neal tem uma característica semelhante: o camisa #14 não tem vergonha de partir para a cesta, seja no segundo quarto de um jogo morno contra o lanterna, seja nos minutos finais de uma partida contra o Los Angeles Lakers no Staples Center.

De todo o elenco do Spurs, Neal é aquele que mais tem a ganhar com a contusão de Ginobili. Criticado por exagerar na quantidade de arremessos que tenta por partida, o camisa #14 finalmente pode deixar a função de armador reserva, na qual ele foi improvisado por Pop ao longo do campeonato, para passar a atuar junto de De Colo, como um pontuador, para receber a bola só no momento de ir para a cesta. No primeiro teste, na derrota para o Oklahoma City Thunder, os dois tiveram desempenho interessante: foram oito pontos (3-9 FG, 2-5 3 PT), quatro rebotes, duas assistências e duas roubadas de bola para o francês e 14 pontos (5-11 FG, 1-4 3 PT, 3-3 FT) para o ala-armador.

Por isso, defendo que, se confirmada a lesão de Tony Parker, Cory Joseph deve assumir a função de armador titular. O canadense poderia concentrar seus esforços na defesa, seu ponto forte, e deixar o comando do ataque nas mãos de Kawhi Leonard e Tim Duncan. Enquanto isso, De Colo ficaria como maestro da segunda unidade, que teria Neal como principal pontuador e Jackson, Diaw e Matt Bonner ou DeJuan Blair completando o quinteto.

O elenco do Spurs não tem um jogador tão talentoso quando Ginobili para suprir sua ausência. Mas, talvez, as inúmeras responsabilidades que o argentino tem em quadra podem ser divididas entre outros integrantes do plantel. Há males que vêm para o bem: talvez, entre De Colo, Neal ou até mesmo Joseph, Pop encontre uma peça valiosa que pode se mostrar útil para os playoffs. É hora de mostrar serviço!