Spurs (55-19) @ Grizzlies (50-24) – Duas seguidas

90×92

Um dia após perder para o Miami Heat, com a franquia da Flórida poupando seus principais jogadores, o San Antonio Spurs sofreu mais uma derrota traumática. Na noite desta segunda-feira, o time texano visitou o Memphis Grizzlies e acabou derrotado por 92 a 90. Com isso, as duas equipes encerraram a série na temporada empatadas, com duas vitórias para cada lado – sempre quem jogou em casa triunfou. A seguir, confira os destaques do confronto.

Nem Parker salvou (Joe Murphy/NBAE/Getty)

Na última bola

Os números mostram que o Spurs é um bom time na hora de decidir nesta temporada. No entanto, os dois últimos jogos acendem uma luz amarela em San Antonio. Um dia após permitir uma cesta de três pontos de Chris Bosh que definiu a derrota para o Heat, o Spurs voltou a sofrer pontos nos segundos finais de um jogo. Dessa vez, foi Mike Conley quem bateu para cima de Danny Green e converteu a bandeja que garantiu o triunfo dos Grizzlies.

De Colo teve mais tempo que o normal (Joe Murphy/NBAE/Getty)

MVParker?

Desde que voltou de contusão, Tony Parker, talvez, fez seu melhor jogo nesta segunda, contra o Grizzlies. Foram 25 pontos (9-19 FG, 0-2 3 PT, 7-7 FT) e quatro assistências. O armador ainda tentou assumir o controle da partida, anotando sete pontos no quarto período – quatro deles viriam a ser os últimos do Spurs. No entanto, o francês errou os dois últimos arremessos que teve e acabou sendo protagonista na derrota.

Os “esquecidos”

Com Manu Ginobili machucado e Kawhi Leonard e Tim Duncan poupados, alguns jogadores receberam mais minutos do que o normal no jogo contra o Grizzlies e aproveitaram a oportunidade. Os destaques foram Stephen Jackson, que foi titular e deixou a quadra com 12 pontos (4-10 FG, 2-6 3 PT, 2-2 FT), sete rebotes, três assistências, duas roubadas de bola e dois tocos, e Nando De Colo, que conseguiu dez pontos e cinco assistências. Com ponto negativo, ficam os cinco desperdícios de posse do francês.

Batalha no garrafão

Como lado positivo da derrota, fica o bom trabalho que o Spurs fez contra um forte garrafão. A briga por rebotes terminou empatada, com 40 ressaltos para cada lado, e os dois jogadores de garrafão do adversário tiveram de suar para pontuar. Zach Randolph precisou de 11 arremessos para fazer 11 pontos, enquanto Marc Gasol arremessou 14 vezes para anotar 16. Grande parte do sucesso se deveu a Tiago Splitter, que obteve 13 pontos e 11 rebotes, mas teve de deixar a quadra mais cedo por ter feito seis faltas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 25 pontos e 4 assistências

Tiago Splitter – 13 pontos e 11 rebotes

Stephen Jackson – 12 pontos, 7 rebotes, 3 assistências, 2 roubadas de bola e 2 tocos

Nando De Colo – 10 pontos e 5 assistências

Memphis Grizzlies

Mike Conley – 23 pontos e 3 rebotes

Jerryd Bayless – 17 pontos e 3 assistências

Marc Gasol – 16 pontos, 7 rebotes, 4 assistências e 2 roubadas de bola

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 01/04/2013, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 11 Comentários.

  1. Infelizmente não pude ver ao vivo.
    Mas sem dúvida é uma grande preocupação o buzzer. Pelo que eu me lembro assim de pronto, ganhamos do Dallas num erro do Carter que vinha acertando tudo no último período. E se a bola tivesse ido parar nas mãos do Nowitzki? Ganhamos do Denver na sorte, porque Gallinari teve certa liberdade pra ir pra bandeja (WTH, bandeja no buzzer???) e teve capacidade de errar. E ganhamos do Clippers numa jogada espírita do Timmy. Perdemos do Rockets numa falha defensiva geral, perdemos do Heat numa falha do Tiago, deixamos o Warriors levar o jogo pra prorrogação e depois nos vencer nela por uma falha grotesca do Manu. E do mesmo modo deixamos o Suns levar o jogo pra prorrogação e depois ganhar a partida em outro erro de marcação do Manu.
    Uma explicação lógica que eu consigo ver nisso é cansaço físico, já que a média de idade do time costuma pesar nesses últimos segundos, onde precisamos de um gás a mais e não temos.
    Pra fazer justiça, ao menos dois jogos ganhamos com propriedade no buzzer, o primeiro confronto contra o OKC, numa jogada inesperada pra conclusão do Parker e na primeira partida contra o Lakers, naquela bola do Green e depois na disputa sanguinária pelo rebote vencida pelo Tiago. Infelizmente, ambos no longínquo início de temporada. Sim, tô com medo do buzzer nos playoffs.

  2. bem visto , mas não vou achar a derrota pro heat erro de thiago , o bosh nao deveria ser abandonado por green . sim , mesmo com derrota , a defesa parece funcionar , a media de pontos contra o miami foi ao meu ver excelente , mas o time parece ter se desencacaixado com o retorno de parker , acho que a festa sem ele foi boa e agora todos estão de ressaca e o frances se ve meio qe como … ”anda gente ” . realmente preocupante , antes do play off o ritmo deveria estar sendo acertado e , não perdido .

    • Concordo com quase tudo. Nossa defesa é ótima. Top 5, na verdade. Somos um dos times que menos ponto por posse de bola sofre. E o grande segredo é que o Spurs marca de perto, contesta muito os chutes. Como comentei na matéria do Heat, o Spurs forçou o Miami a estourar o cronômetro três vezes, e isso é ótimo. O problema defensivo é justamente nessa última bola, e imagino (posso estar enganado e não ter prestado atenção direito) que seja porque o time chega mais cansado que o adversário nessa jogadas finais.
      Mas creio que o responsável pela marcação do Bosh era o Tiago sim, já que o Green deveria estar no Allen. Mas tem uma desculpa boa, afinal, com 6s de posse, bola nas mãos do melhor arremessador da história da NBA e um ala-pivô na linha dos 3, a quem você marca? Ele correu pra dobrar no Ray Allen e o jogador do Miami fez a assistência pro Bosh. Acontece. Se ele não tivesse dobrado e o Ray tivesse metido a bola por cima do Green talvez seria dito “pô, mas porque o Splitter não dobrou pra cima de um chutador da categoria do Ray Allen?”. Bobeira, é passado.

      Sobre entrosamento, me preocupa somente o fato de que nunca antes na história desse Big 3, Duncan, Parker e Manu jogaram tão pouco tempo juntos. Tomara que não afete o entrosamento, mas com a lesão recente do Manu acho improvável. Vão ter que se acertar durante os offs mesmo, confiando totalmente na sua experiência e inteligência.

      • aceito o argumento extremamente plausivel , é bom torcedor que sabe de aspectos como esses e modestia a parte , os do spurs sabem bem , que bom , mas não consigo pensar em deixar bosh só , mesmo sendo o allen melhor da historia no quesito , bosh no jogo sobrando , parando do nada , não consigo pensar em deixar ele só no jogo ,tambem concordo com a dobra , mas o cara tava encaixotado , enfim , perdeu por pouco , não to encarando como derrota , mas sim falta de sorte . uma hora volta o velho tempo . muitas fragilidades expostas , avareza e orgulho foram uma dessas e uma outra coisa , cansados . bem visivel . sobre o cansaço : louvavel estarem cansados fazer um jogo duro !! não tinha como não amar tal time , srsrsr .

  3. Gustavo Alves

    Já não estou mais apostando minhas fichas no Big 3, mas sim num Big 2 e big 1 comandando os reservas. Ah, mas isso ja ta acontecendo e tal, sim, mas o Manu ainda estava jogando muito com Parker e Duncan, e acredito q a tendencia seja diminui cara vez mais e deixa-lo exclusivamente comandando os reservas.

  4. Felipe Ladislau

    E agora mais essa do Manu perder o começo dos playoffs!

  1. Pingback: Spurs (55-19) vs Magic (19-56) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (56-19) vs Magic (19-57) – O time se reergueu | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (56-18) @ Thunder (54-20) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  4. Pingback: Prévia de Spurs x Grizzlies – Final do Oeste | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.