Arquivo diário: 13/03/2013

Resumo da semana em Austin

Grande quarta-feira, amigos do Spurs Brasil. Em mais uma semana, aconteceram alguns joguinhos do nosso querido Austin Toros, com alguns resultados de torcer o nariz, mas bora lá!

Semana dura para o Toros de Wilkerson (nba.com/dleague/austin/)

Austin Toros – 110 @ 118 Rio Grande Valley Vipers – 06/03/2013

Partida que valia a primeira posição da divisão central e a segunda colocação no geral. O jogo foi bem disputado, com o Toros liderando o confronto durante o primeiro tempo todo, até o final do segundo quarto, sendo esse terminado em 58 a 57 para o time texano. Depois disso, o Vipers voltou melhor e virou, se mantendo na liderança até o final e não sofrendo muitas pressões no placar.

Destaques:

Austin Toros

– Tre Kelley: 23 pontos e 8 assistências

– JaMychal Green: 20 pontos e 11 rebotes

– Tyler Wilkerson: 14 pontos e 10 rebotes

Rio Grande Valley Vipers

– Glen Rice: 29 pontos e 11 rebotes

– Royce White: 23 pontos e 9 rebotes

Austin Toros – 91 @ 95 – Los Angeles D-Fenders – 09/03/2013

Partida considerada fácil, contra um adversário que vinha com uma campanha bem inferior ao time texano. Porém não foi isso que foi visto. A equipe de Los Angeles endureceu o jogo em seus domínios e acabou vencendo. O primeiro quarto da partida foi liderado pelo Toros, que, no entanto, não conseguiu abrir muita vantagem. No segundo período, o time de Los Angeles virou a partida, e, a partir daí, liderou até o fim da terceira parcial. Nos 12 minutos finais, a franquia de Austin até tentou uma reação e conseguiu virar, mas, faltando pouco menos de dois minutos, o D-Fenders tomou a liderança e saiu com a vitória.

Destaques:

Austin Toros:

– Jamychal Green: 20 pontos e 14 rebotes

– Rick Jackson: 11 pontos e 14 rebotes

Los Angeles D-Fenders:

– Darius Morris: 21 pontos e 6 rebotes

– Lazar Hayward: 20 pontos e 6 rebotes

Austin Toros – 101 @ 104- Los Angeles D-Fenders – 11/03/2013

Mais um jogo contra o time de Los Angeles, mais um na Califórnia e mais um resultado nefativa. O Toros até que tentou, mas não conseguiu impedir sua terceira derrota consecutiva. Foi mais uma partida muito disputada, com ambos os times jogando com uma intensidade impressionante, com os visitantes tendo de correr em certo momento atrás do placar e conseguindo terminar o primeiro tempo empatado em 50 a 50. No segundo tempo, muita correria, muitos desperdícios de posse, e Los Angeles ficou na frente e saiu com a vitória.

Destaques:

Austin Toros:

– Chris Roberts: 18 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

– Rick Jackson: 14 pontos e 8 rebotes

Los Angeles D-Fenders

– Lazar Hayward: 31 pontos e 10 rebotes

– Jerome Jordan: 19 pontosd e 7 rebotes

– Courtney Fortson: 13 pontos e 11 assistências

Ao final dessa semana, o Austin Toros ocupa a sexta colocação no geral e a terceira na divisão central. Infelizmente, essas três derrotas sofridas distanciaram o time do que parecia muito provável, a segunda colocação no geral, com uma boa folga em relação aos adversários. A falta que o astro do time, Cory Joseph, faz é notável, em vista que, dos cinco jogos sem ele, foram três derrotas e duas vitórias, sendo que um desses triunfos foi contra o mais do que freguês Iowa Energy.

Por essa semana é isso pessoal, nenhuma novidade de mercado, e continuaremos aí, firmes e fortes acompanhando nosso querido Toros nessa sua jornada. Um grande abraço e boa semana a todos.

Anúncios

Spurs (49-16) @ Wolves (22-39) – O que aconteceu?

83×107

Após a importante vitória conquistada em cima do Oklahoma City Thunder, o San Antonio Spurs viajou para enfrentar o Minnesota Timberwolves e foi surpreendido pelos donos da casa, que venceram a partida por 107 a 83 na noite desta terça-feira (12). Os mandantes superaram a equipe texana em uma noite inspirada do armador Ricky Rubio, que anotou seu primeiro triplo-duplo na carreira. O argentino Manu Ginobili tentou, em vão, liderar o o time alvinegro, que não contou com Tony Parker, Tim Duncan e Kawhi Leonard. Confira os destaques do jogo:

Não teve jeito, a noite foi dele (David Sherman/NBAE/Getty)

O jogo

O primeiro quarto foi bem equilibrado, acabando em 28 a 24 para os visitantes. De um lado, Ricky Rubio mostrava seu talento e liderava o Wolves com pontos e assistências; do outro, o ala-armador Manu Ginobili era o encarregado de assumir a liderança do time texano, já que este não contava com três de seus jogadores titulares: Duncan, Parker e Leonard. Mas o argentino não teve sucesso. No segundo quarto, as coisas começaram a desandar para o Spurs. Após erros na defesa e no ataque, o time da casa contou com uma boa atuação de J.J. Barea e virou o placar, abrindo vantagem em relação aos visitantes. Para fechar, Rubio converteu um arremesso de dois pontos no estouro do cronômetro e deixando o placar em 53 a 38 para os mandantes.

Foi no segundo tempo que os mandantes selaram a vitória. Já no terceiro quarto, Rubio anotou seu primeiro triplo-duplo na carreira e praticamente definiu o jogo. No último período, a diferença já estava na casa dos 20 pontos e foi quando o Spurs colocou alguns de seus jogadores reservas para jogar, como o pivô Aron Baynes e o ala-armador Gary Neal – ambos atuaram menos de 10 minutos de partida.

O San Antonio Spurs volta a entrar em quadra na quinta-feira (14) contra o Dallas Mavericks, e o Minnesota Timberwolves encara o Indiana Pacers, nesta quarta (13).

Splitter teve uma noite apagada (David Sherman/NBAE/Getty)

A idade pesa

Sem Duncan e Parker, restou a Manu Ginobili, a única peça do Big Three presente, comandar o time em cima do Wolves. O ala-armador até iniciou bem o segundo quarto de jogo, mas, pelo que parecia, Ginobili dava sinais de cansaço. O argentino não criou grande jogadas, não foi muito em direção à cesta e converteu apenas 2-10 nos arremessos, um péssimo aproveitamento. O astro terminou o jogo com sete pontos e somente uma assistência.

Fazem falta

Não há dúvida da importância de Parker, Duncan e Leonard no elenco texano. Porém, sem eles, o time deixou a desejar, principalmente na parte ofensiva. Com os desfalques, o time ficou sem referência e, além da defesa fraca, não foi capaz de anotar muitos pontos. O cestinha do time foi o jovem armador Cory Joseph, com 15 pontos, seguido por Stephen Jackson, que substituiu Leonard e marcou 14 pontos.

O brasileiro Tiago Splitter, que foi destaque do time contra o Thunder, teve uma noite apagada. Apesar de uma boa atuação nos rebotes, pegando 11 deles, o pivô anotou somente quatro pontos (1-10 nos arremessos).

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Cory Joseph – 15 pontos e 3 assistências

Stephen Jackson – 14 pontos e 5 rebotes

Nando De Colo – 13 pontos e 4 rebotes

Danny Green – 10 pontos e 4 rebotes

Minnesota Timberwolves

Ricky Rubio – 21 pontos, 13 rebotes e 12 assistências

J.J. Barea – 17 pontos, 5 assistências e 5 rebotes

Alexey Shved – 16 pontos e 7 assistências

Luke Ridnour – 14 pontos

Derrick Williams – 13 pontos e 5 rebotes