Gary Neal admite jogar no sacrifício pelo Spurs

Os problemas de Gary Neal vão muito além do que ser improvisado na função de armador nesta temporada. De acordo com reportagem do site americano Spurs Nation, o ala-armador do San Antonio Spurs tem atuado no sacrifício, com dores causadas por uma contusão na panturrilha esquerda, ao longo do campeonato.

Dá um descanso para ele, Pop! (USA TODAY Sports)

“Eu simplesmente tenho de continuar tratando a lesão e afastando-a. Não estou dando desculpas. Se você está na quadra, é porque está saudável o bastante para jogar”, declarou o camisa #14, decidido a continuar atuando mesmo com a contusão.

Neal afirma que vem sentindo dores desde o fim de novembro. O jogador pretendia tratar a lesão em dezembro, mas, com as lesões de Kawhi Leonard e Stephen Jackson, o ala-armador acabou recebendo uma chance no quinteto titular e decidiu agarrá-la.

“Foi uma oportunidade para sair jogando e mostrar do que eu sou capaz. Então, eu meio que só tratei a lesão e joguei, apesar dela. E, antes que eu percebesse, já joguei 45 jogos na temporada e a lesão ainda está me incomodando”, afirmou.

A contusão acabou pegando Neal de jeito durante a derrota para o Golden State Warriors, quando, em um lance, o atleta diz ter tentado uma bandeja, mas, com o choque sofrido pela dor, sequer conseguiu pular. Por isso, o ala-armador ficou três jogos afastado, retornando no quarto período da vitória sobre o Detroit Pistons. Mas o descanso parece não ter ajudado.

“A pausa não faz muito além de tirar seu condicionamento físico”, disse.

Antes da lesão, Neal vinha em evolução na sua carreira. Na primeira temporada, o ala-armador teve média de 9,8 pontos por jogo, com 41,9% no aproveitamento dos tiros de três pontos. No ano seguinte, 9,9 pontos e, novamente, 41,9% nos arremessos de perímetro. Em novembro, no entanto, o jogador teve média de 11,6 pontos por exibição, acertando 47,7% de longa distância. A contusão, além de frear o crescimento do atleta, veio justamente no último ano de seu contrato, que é um dos mais baratos para o Spurs.

“Espero que o que fiz em dois anos se sobressaia em relação a esses 38 jogos”, avaliou, a respeito uma possível renovação.

Na temporada, Neal tem média de 9,4 pontos por exibição, com aproveitamento de 35,7% dos arremessos de longa distância.

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 06/03/2013, em Notícias. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. só no meu time que isso acontece … sempre os melhores , a zica mora em san antonio é???logo o neal !!!

  1. Pingback: Spurs (48-14) vs Bulls (34-27) – Sem Parker? Sem problemas | Spurs Brasil

  2. Pingback: Defesa em pauta | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s