Spurs (47-14) vs Pistons (23-39) – Vida que segue

114×75

Começou bem a trajetória do San Antonio Spurs sem Tony Parker. No primeiro jogo que disputou após ficar sabendo que o armador será desfalque por um mês por conta de uma contusão no tornozelo esquerdo, o time texano recebeu o Detroit Pistons na noite de domingo (3) e, mesmo sem o francês, venceu a partida sem maiores dificuldades, devolvendo a derrota sofrida durante a Rodeo Road Trip. Confira a seguir os destaques do duelo.

Joseph foi titular contra o Pistons (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Jogo coletivo

Sem Parker, uma das principais características do Spurs ficou ainda mais evidente: a movimentação de bola. Sem seu principal maestro na temporada, o time texano usou e abusou da troca de passes. Dos 13 jogadores da equipe que entraram em quadra, somente Danny Green, Matt Bonner e DeJuan Blair deixaram a quadra sem assistências. Stephen Jackson e Tim Duncan, com seis cada, se destacaram no fundamento.

Além deles, Patrick Mills, Cory Joseph e Tiago Splitter, com quatro passes decisivos; Gary Neal e Manu Ginobili, com três; Nando De Colo e Kawhi Leonard, com dois; e Aron Baynes, com uma assistência, ajudaram a suprir a ausência de Parker na armação das jogadas.

Mills também pôde mostrar serviço (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Os substitutos

Enquanto a maioria dos torcedores do Spurs esperava ver Nando De Colo ou Patrick Mills no time titular, o técnico Gregg Popovich surpreendeu, escalando Cory Joseph no quinteto inicial. E o canadense não decepcionou, conseguindo oito pontos, quatro assistências e duas roubadas de bola em pouco menos de 18 minutos. O australiano anotou seis pontos, quatro assistências e uma roubada em cerca de 16 minutos, enquanto o francês obteve três pontos, duas assistências, um rebote e um toco em quase 14 minutos.

O jogo foi tão fácil que Pop, no quarto período, pôde até mesmo promover o retorno de Gary Neal, que havia perdido os três últimos jogos por conta de uma lesão na panturrilha esquerda. O ala-armador, que vem sendo improvisado na armação, deixou a quadra com sete pontos, três assistências, um rebote e uma roubada de bola em cerca de oito minutos e meio.

Calendário ingrato

Além de dar chances a Joseph, Mills, De Colo e Neal, Pop ainda testou, em determinado ponto do jogo, uma formação com Manu Ginobili, Danny Green e Kawhi Leonard no perímetro, que poderá ser muito útil nos próximos jogos do time – especialmente diante de Chicago Bulls, próximo adversário do Spurs, e Oklahoma City Thunder.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 17 pontos, 3 assistências e 3 roubadas de bola

Tim Duncan – 16 pontos, 11 rebotes, 6 assistências e 5 tocos

Danny Green – 16 pontos, 4 rebotes e 2 tocos

Kawhi Leonard – 14 pontos e 6 rebotes

Detroit Pistons

Greg Monroe – 16 pontos, 8 rebotes e 4 assistências

José Calderón – 14 pontos e 3 rebotes

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 04/03/2013, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Pegando carona na sua construção, o jogo estava tão fácil que em dado momento o Spurs tinha em quadra simultaneamente Joseph, De Colo e Neal. E quem carregava a bola era o Neal.

    E teve umas duas jogadas de costas pra cesta do Baynes que até em câmera lenta são muito rápidas. Esse cara tem futuro na franquia.

  2. Obvio que foi um jogo fácil. Mas será que não foi fácil pqe quase todos passaram a bola, deram assistências, jogaram em equipe etc etc….??

  1. Pingback: Spurs vence Pistons com Joseph titular | Destino Riverwalk

  2. Pingback: Vídeo: Manu acerta arremesso improvável | Destino Riverwalk

  3. Pingback: Gary Neal admite jogar no sacrifício pelo Spurs | Spurs Brasil

  4. Pingback: Spurs (47-14) vs Bulls (34-26) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  5. Pingback: Spurs (48-14) vs Bulls (34-27) – Sem Parker? Sem problemas | Spurs Brasil

  6. Pingback: Spurs (48-14) @ Blazers (28-32) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s