Arquivo diário: 31/01/2013

Spurs (37-11) @ Bobcats (11-34) – Que venha a Rodeo Trip!

 102×78

Nesta quarta-feira (30), o San Antonio Spurs venceu o Charlotte Bobcats em casa por 102 a 78 e carimbou sua nona vitória seguida nesta temporada. Sem contar com Tim Duncan, DeJuan Blair e Matt Bonner, o time texano contou com a volta do técnico Gregg Popovich para deter os visitantes que possuem a pior campanha da liga. Com o resultado positivo, a equipe, que agora se prepara para a Rodeo Trip, chegou a 17 triunfos consecutivos em casa, obtendo o melhor aproveitamento da NBA como mandante. Vamos aos destaques do jogo.

Agora é levantar e se preparar para o Rodeo Trip. (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

O jogo

A partida contra o Charlotte Bobcats tinha tudo pra ser a mais tranquila possível, afinal, era um jogo entre o time de melhor campanha da NBA contra o time de pior recorde da liga. No primeiro tempo, o elenco todo pontuava; ora Kawhi Leonard, ora Danny Green, ora Tony Parker… mas o Bobcats seguia encostado no placar. O quarto inicial terminou 25 a 23 para os mandantes. O segundo período seguiu o curso do primeiro: o Spurs abria vantagem e os visitantes recuperavam, mas nunca passava à frente no marcador. No segundo tempo, predominou a defesa dos donos dacasa. Assim, Tony Parker, Kawhi Leonard, Tiago Splitter, Danny Green e companhia ampliaram a diferença e levaram o time à vitória.

O Spurs volta a entrar em quadra no sábado (02) contra o Washington Wizards, enquanto que o Charlotte Bobcats enfrenta o Houston Rockets, também no sábado.

Ótima atuação, com direito a dunk! (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Má notícia

O veterano Manu Ginobili se encontrava bem na partida, até quem em um lance durante o último quarto, enquanto fazia um giro e dava uma assistência para Tiago Splitter, o argentino sentiu a parte anterior de sua coxa esquerda. Assim, o astro sinalizou que não conseguiria terminar a partida e deixou a quadra com nove pontos e seis assistências. Ainda não há notícias sobre seu estado físico.

Bem vindo, Aron Baynes!

Com as ausências de Tim Duncan e DeJuan Blair, o australiano Aron Baynes teve sua segunda participação com a camisa do Spurs. O jogador, que havia atuado por apenas 42 segundos na partida contra o Dallas Mavericks, desta vez teve mais tempo de quadra. O pivô australiano atuou durante 18 minutos no jogo contra o Bobcats e contribuiu com sete pontos e nove rebotes diante do Bobcats.

Spurs em peso no All-Star Weekend

Além de Tim Duncan e Tony Parker, ambos convocados para jogar pela Conferência Oeste, outras duas figuras do time texano estarão presentes no fim de semana: Kawhi Leonard e Gregg Popovich. O ala participará do BBVA Rising Stars Challenge, a partida disputada por novatos e segundanistas, enquanto que Pop será pela terceira vez o técnico do time de vermelho. O desempenho o camisa #2 Leonard na partida contra o Bobcats foi significativo: foram 18 pontos e cinco rebotes no jogo que marcou a volta do treinador ao comando do Spurs após quatro jogos afastado por problemas de saúde.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pontos, 7 assistências e 3 roubos de bola

Kawhi Leonard – 18 pontos e 5 rebotes

Danny Green – 17 pontos e 5 rebotes

Tiago Splitter – 15 pontos, 4 rebotes e 2 assistências

Charlotte Bobcats

Ramon Sessions – 20 pontos e 3 rebotes

Kemba Walker – 16 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Ben Gordon – 11 pontos e 3 assistências

Anúncios

Leonard e Popovich vão participar do All-Star Weekend

Kawhi Leonard e Gregg Popovich representarão o San Antonio Spurs durante o All-Star Weekend, o fim de semana das estrelas da NBA. O ala disputará o jogo de novatos e segundanistas pela segunda vez seguida, enquanto o treinador comandará o time da Conferência Oeste no All-Star Game.

O pupilo e o mestre (foto: NBA.com)

Nesta temporada, Leonard tem médias de 9,1 pontos e 5,1 rebotes em 28,5 minutos por exibição. O ala participou do BBVA Rising Stars Challenge pela primeira vez em 2012, como novato, e voltará à partida festiva neste ano, como segundanista. Curiosamente, as aparições do ala do Spurs coincidem com a mudança nas regras do jogo, que parou de opor jogadores que estão no primeiro e no segundo ano de suas carreiras. Agora, as equipes são montadas por especialistas – no ano passado, Charles Barkley e Shaquille O’Neal foram os mentores.

Junto com Leonard, estarão no jogo os rookies Alexey Shved (Minnesota Timberwolves), Andre Drummond (Detroit Pistons), Anthony Davis (New Orleans Hornets), Bradley Beal (Washington Wizards), Damian Lillard (Portland TrailBlazers), Dion Waiters (Cleveland Cavaliers), Harrison Barnes (Golden State Warriors), Michael Kidd-Gilchrist (Charlotte Bobcats) e Tyler Zeller (Cleveland Cavaliers) e os sophomores Brandon Knight (Detroit Pistons), Chandler Parsons (Houston Rockets), Kemba Walker (Charlotte Bobcats), Kenneth Faried (Denver Nuggets), Klay Thompson (Golden State Warriors), Kyrie Irving (Cleveland Cavaliers), Nicola Vucevic (Orlando Magic) e Tristan Thompson (Cleveland Cavaliers). O jogo acontecerá dia 15 de fevereiro.

Pop, por sua vez, garantiu ser o treinador elegível mais vitorioso do Oeste antes do All-Star Game por não poder mais ser alcançado por Vinny del Negro, do Los Angeles Clippers. Scott Brooks, que participou da partida festiva no ano passado, não pode retornar isso ano.

Com isso, Pop vai treinar Tony Parker e Tim Duncan, que serão reservas do Oeste no All-Star Game. O duelo acontecerá no dia 17 de fevereiro.