Stern odeia o Spurs, diz pivô do Mavericks

David Stern, comissário da NBA, odeia o San Antonio Spurs. Essa é a opinião de Chris Kaman, jogador do Dallas Mavericks, que anotou oito pontos e três rebotes na derrota de seu time para o alvinegro texano na noite de sexta-feira (25). De acordo com reportagem do site Project Spurs, o pivô afirmou que a baixa audiência que o rival de sua franquia apresenta quando vai às finais da liga é o motivo da controvérsia do dirigente.

Haters gonna hate (Reuters)

“Eu provavelmente não deveria falar isso, mas ele não gosta quando o Spurs está nas finais porque a audiência diminui. As pessoas dizem isso o tempo inteiro. Eu não sei se é verdade, mas eu ouvi histórias sobre isso que dizem que a audiência diminui. O basquete deles é o basquete mais puro que você vai encontrar, na minha opinião, na NBA. Basta vê-los jogar”, disse Kaman, em entrevista ao site americano Dallas News.

“Eles jogam em um ritmo bom. A defesa deles é sólida. As jogadas deles são sólidas. Eles conseguem envolver todos os jogadores. É por isso que, quando eles pouparam jogadores contra o Heat e os mandaram para casa, eles mesmo assim quase venceram aquele jogo“, completou o pivô do Mavericks.

Citado por Kaman, o jogo do Spurs contra o Miami Heat foi uma das polêmicas em que o Spurs se envolveu na temporada. O técnico Gregg Popovich resolveu poupar Tony Parker, Manu Ginobili, Danny Green e Tim Duncan naquela partida, o que rendeu uma multa de 250 mil dólares à franquia. Além disso, The Big Fundamental e o armador francês ainda voltaram aos holofotes por conta de uma festa de Halloween, na qual apontaram armas para uma pessoa vestida de árbitro da NBA.

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 26/01/2013, em Notícias. Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Depois do roubo contra o Thunder ano passado, isso ficou muito claro. Juizes impediram a todo o momento que o Spurs pudesse ir áquela final.

  2. Mais este negócio de audiência e sério ? Aguardo respostas .

    • Parcialmente. Veja só: não dá pra comparar a audiência de uma final entre Los Angeles Lakers vs Boston Celtics, ou mesmo uma entre Miami Heat vs Dallas Mavericks com uma final entre San Antonio Spurs vs Cleveland Cavaliers (apesar do LeBron James).
      O Spurs só fez uma final contra uma franquia de grande mercado, o Knicks, e isso foi em 99 na época da depressão causada pela saída do Jordan e o lockout.
      As outras finais foram contra um Nets sem badalação e de New Jersey, bem diferente do Nets atual, um Detroit Pistons (possivelmente a final mais odiada da história da NBA) e a citada contra o Cavs.

      Lógico que o Spurs, além de vir de um mercado de mediano a pequeno, ainda sofre com um antimarketing capitaneado pelo Stern.

  3. Felipe Ladislau

    é uma declaração polêmica, mais qual o motivo dele pra falar isso? A audiência é fato, Achar que ele prejudica os Spurs para o time não chegar na final acho bobagem, houveram erros nas finais do ano passado sim a arbitragem foi caseira, como é desde que eu acompanho a NBA. Porém os Spurs perderam o jogo 5 em casa com o James Harden acertando lances impossiveis perdemos a final nesse jogo. Ele realmente pode não gostar dos Spurs na final pelo fato da audiência e nada mais, caso contrario teriamos New York x Los Angeles todo ano.

  4. João Victor

    Fato é que o Clodovil aí da foto não gosta do San Antonio, assim como todos os que gostam de mídia e de showtime. Nessa de ficar fazendo firulas e mais firulas que o futebol brasileiro está a cada dia ficando para trás. Como disse sabiamente o Kaman, o Spurs joga o puro creme do basquetebol: estratégico, coletivo e objetivo, inteligente. Por isso mesmo que derrubamos o Cleveland Cavaliers com um firuleiro de nome Lebrão James em 2007. Showtime, mas não existia time, era simplesmente ele mais o resto. Team rules. GoSpursGo, e chupa David Clodô Stern! Vamos ser campeões com Kobe Bryant e você assistindo na primeira fila seu manezão! (eu sei que o recado não vai chegar, mas manifesto minha opinião hehehe).

  5. Não diria que o Stern odeia o Spurs. Diria que ele odeia o Popovich.
    Como disse corretamente o Kaman, o Spurs representa o mais puro basqueteball.
    Por isso mesmo é visto como uma ameaça pela NBA. O San Antonio é o time que fez e faz a liga continuar interessante após a saída de Jordan, impedindo um domínio de 10 temporadas do Lakers. Até hoje, desde 1999, somente três vezes a conferência Oeste não foi vencida por Spurs ou Lakers. Só que o Lakers ajunta suas peças através de uma arma que pouquíssimas franquias da NBA têm: atração de mercado. Ao contrário, nosso time se formou pela pura competência da administração. E essa competência tem muitos nomes, mas o principal deles é o de Gregg Popovich.
    O Spurs mostrou que não é preciso despejar dinheiro na conta de jogadores mimados metidos a estrelinha pra ganhar campeonatos. (Sim, estou falando de Iverson, Marbury, Howard e outras aberrações aqui.) Popovich tem um time que joga bonito mas não faz acrobacia, não dá 10 enterradas por jogo, não tem um jogador que exige bola na mão o tempo todo. Não tem menhum garoto propaganda nato. Vejam só, nossa maior estrela é a pura antítese do garoto propaganda. É muito melhor pra NBA promover jogadores como Kobe Bryant, LeBron James e Dwight Howard do que Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili (Oh, meu Deus, dois jogadores do Big 3 de San Antonio são estrangeiros, que absurdo!). O Spurs chama atenção somente do público que conhece basquete, parte técnica, não do público leigo e consumidor.
    Por anos a fio o Spurs derrotou e elimimou times que jogavam de maneira plástica, como o Suns de Nash, Hornets de CP3 e o Dallas do Nelson. ou seja, o San Antonio melava o sonho do Stern de ter espetáculos circenses nas finais da NBA. A defesa lacrada do Spurs era (e voltou a ser) um incômodo pro comissário. Acho que o jogador mais odiado pelo Stern em todos os tempos é Bruce Bowen. Aos olhos ávidos pelo lucro desse velho, o Spurs metódico, técnico e perfeccionista atrapalhava o espetáculo.
    Quando o Stern inventou a regra que os jogadores tinham que ficar de terno quando não estou jogando, Tim Duncan foi quem mais bateu de frente com ele. Agora ele quer regular que jogadores entram em quadra ou não, e Popovich mandou um recado bem dado pra ele naquela partida contra o Heat. Daqui a pouco ele vai querar limitar o número de estrangeiros no time, inventando uma regra absurda só pra ferrar com o Spurs. Não duvido nada disso.
    E o pior: as crias de San Antonio estão saindo pela NBA a fora, seja como treinadores, GMs, assistentes, etc. Stern deve estar apavorado com isso. A NBA tem uma dívida muito grande com o Spurs, mas esse imbecil não reconhece isso.

    Só mais um detalhe: pobre Chris Kaman. Não sei qual foi a intenção dele em trazer isso ao público, mas garanto que não vai ficar assim.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s