Spurs (26-9) @ Knicks (22-10) – Nada a comemorar

83×100

Um dia após vencer o Milwaukee Bucks, fora de casa, o San Antonio Spurs partiu para o segundo jogo de seu primeiro back-to-back de 2013, desta vez para encarar o New York Knicks, no Madison Square Garden. E os texanos parecem ter sentido o desgaste da viagem e, com uma apresentação muito abaixo da média, acabaram facilmente derrotados pelo adversário nesta quinta-feira (3), pelo placar de 100 a 83.

Uma imagem que resume a noite (S. Butler/NBAE/Getty)

Noite para esquecer

O péssimo aproveitamento nos arremessos de quadra foi o fator fundamental para a derrota. Os texanos acertaram apenas 36,4% de seus tiros no geral e somente 26,5% nas bolas de 3 pontos, contra 47,6% e 44,4% do rival, respectivamente. Mas não foi só neste fundamento que os visitantes ficaram atrás. Em todas as estatísticas, exceto nos lances livres, o Spurs levou desvantagem: 48 a 35 nos rebotes; 26 a 14 nas assistências; 10 a 8 nos roubos de bolas; 12 a 13 nos desperdícios. O único empate foi em tocos, 5 a 5. Não tinha mesmo como vencer.

De pouco adiantaram as investidas de Tony Parker diante do New York Knicks (S. Butler/NBAE/Getty)

Big Three apagado

Se no duelo de quarta, contra o Bucks, o Big Three de San Antonio estava inspirado, não se pode dizer a mesma coisa do confronto diante dos Knicks. O trio de estrelas, assim como outras peças do elenco, parece ter sentido o peso da maratona de jogos e pouco produziu. Com os coadjuvantes em dia tímido e com os principais jogadores do Spurs apagados, ficou fácil para os nova-iorquinos dominarem a partida.

Capitão no estaleiro

A noite não era mesmo do Spurs. Em um lance um tanto quanto bizarro, a equipe perdeu Stephen Jackson ainda no primeiro quarto. Após um arremesso de 3 pontos na zona morta, restando 3:23 para o fim do período, o ala deu um passo para atrás ao notar a aproximação de Amar’e Stoudemire, que corria na tentativa de contestar seu chute. Mas o Capitão tropeçou em uma garçonete que trabalhava a beira da quadra, próximo de onde estava sentado o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg. Com o incidente, o camisa #3 sofreu uma torção no tornozelo direito e não retornou mais. Ainda não se sabe a gravidade da lesão.

Novato?

Aos 35 anos, Pablo Prigioni é o mais velho novato da NBA nos últimos 40 anos. Parece estranho um jogador a esta altura da carreira, em que teoricamente está em decadência, receber uma oportunidade na principal liga de basquete do mundo. Mas o argentino não vem decepcionando na Big Apple e foi um dos comandantes da vitória dos Knicks. Com nove assistências – uma delas para uma espetacular ponte aérea de J.R. Smith – Prigioni alcançou sua maior marca no fundamento desde a estreia. Além disso, colaborou com seis pontos e foi fundamental na defesa com três roubos de bola em 27 minutos jogados. Parece que ele não foi um bom anfitrião para o conterrâneo e amigo Manu Ginobili.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Gary Neal – 12 pontos

Tim Duncan – 11 pontos e 6 rebotes

Tony Parker – 11 pontos e 6 assistências

New York Knicks

Carmelo Anthony – 23 pontos e 8 rebotes

J.R. Smith – 20 pontos e 5 rebotes

Steve Novak – 15 pontos (5-7 3 PT)

Sobre Victor Moraes

Formado em Jornalismo no ano de 2012 pela Universidade Metodista de São Paulo. Fanático por esportes, sobretudo o basquete, passou pela redação do Diário Lance!, trabalhou na Liga Nacional de Basquete e no extinto Basketeria. Se orgulha de fazer parte da equipe do Spurs Brasil desde a criação em 2007.

Publicado em 04/01/2013, em Resumo de Jogos e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 20 Comentários.

  1. Foi realmente um jogo estranho, ninguém estava acertando! talvez uma consequência da boa defesa deles.

  2. Bonner 0-6 no total, com 0-5 da linha de três. Mito!

  3. Neal é um lixo, assim como o diaw e blair, tiago nulo no ataque! precisamos de um pivo urgente (e mais minutos para o de colo)

  4. De Colo em 9 minutos 4 – 4 FG
    Neal em 23 minutos 3 – 11.

  5. Tranquilo pessoal, nada de exaltações. Jogo meio que marcado pra derrota, um back-to-back contra um time forte de outra conferência é o tipo de jogo que você não deve esperar vencer mesmo.

    De positivo, a chuva de tocos que demos no Stoudemire pra ele lembrar o gosto ruim de jogar contra o Spurs, apesar de ter vencido o jogo.

    Outro ponto positivo é que nosso turnovers, tanto nesse jogo como na temporada estão diminuindo, e isso porque Neal conseguiu ter duas bolas roubadas praticamente em seguida pelo Prigioni.

    Os erros nos chutes, em bandejas fáceis perdidas por Tiago e Manu, afobação de alguns jogadores, além da bizzarra atuação de Neal não me preocupam. Não tenho e não vou procurar nenhum culpado (jogador ou treinador) por uma derrota contra o Knicks no MSG, não nessa temporada.

    A única coisa que me preocupa é a derrota mais uma vez na guerra pelos rebotes. Nossa defesa física (contestação de chutes) está melhorando, principalmente a defesa interior nesse quesito, mas se não pegarmos mais rebotes a coisa vai começar a ficar complicada. O Knicks teve 10 rebotes de ataque, e isso é um absurdo pra um time que chuta tanto de três pontos.

    • Sempre quando o spurs perde nao é motivo de preocupaçao! só que o unico candidato ao titulo que nós vencemos foi o okc no segundo jogo da temporada! de resto perdemos 2 para clippers, knicks(uma surra), 1 lavada do okc … tenho preocupaçao sim com o time e sua dificuldade em jogos mais pegados e fisicos(como sao os offs) sem contar o lixo do neal

      • Vou começar pelo fim: ‘o lixo do Neal’ é o jogador que o trenador do time (há mais de 15 anos no cargo, 15 playoffs seguidos, dono de 4 anéis, com vários prêmios de coach of the year e que levou nosso Spurs a ser considerado a franquia da década entre TODOS os esportes americanos) está preparando pra ser o jogador que virá do banco de reservas para ajudar o time quando as opções principais falharem (Big 3 + Danny Green). É o cara que vai controlar o ritmo do time nos playoffs quando Parker e Manu tiverem que descansar. E é o cara que vai chutar aquela bola que o Derek Fisher chutou contra nós a 0.6 segundos do final no jogo 5 em 2004, quando O’Neal e Kobe estavam desgraçadamente marcados.

        Se você está preocupado porque um time que joga cadenciado e sabe o que fazer com a bola perdeu do Knicks no MSG no 4º jogo em 5 dias, no segundo jogo de um back-to-back, ou porque perdemos do Clippers ou OKC, então não vou argumentar mais nada com um adolescente que não conhece a história da franquia.

  6. Derrota natural. Nem lembro mais qual foi a ultima vitoria do spurs no msq
    Só fico desapontado pelo fato da equipe errar tanto . Muitos erros

  7. Desde quando o neal controla o jogo? Agora nao posso achar ele um lixo pq o pop usa ele, ou pq tu gosta dele? Se tu nao quer argumentar problema é teu nao to nem ai pra tua opiniao cara, tu acha que é o sabichao! kkkkkkk e quanto ao adolescente se 22 anos na cara é ser adolescente entao tudo bem eu sou (eu conheço muito bem a historia da franquia nao preciso da tua opiniao) !

    • Ui! Não tá nem aí mesmo pra minha opinião? Puxa vida, quão adulto você é pra ter uma convicção impressionante assim. Meus parabéns.
      Onde eu disse que o Neal controla o jogo? Analfabetismo funcional seu danadinho, fazendo suas vítimas por aí, não é?

  8. Andei pensando e é isso ai mesmo. Spurs é time pra bater nos fracos. Contra os considerados postulantes ao título, só ganhamos uma partida até agora, que foi contra o Thunder e perdemos outras.

    Perdemos contra todos os outros times mais fortes.

    Não existe chance desse grupo conquistar o anel. Foda torcer assim.

    Faz muitas temporadas que nosso time sofre com o mesmo problema de garrafão e ele não é corrigido, varzea isso.

    Aqui nesse blog estão sempre puxando o saco, tá na hora de mandar a real pessoal, o time é uma droga que se destaca vencendo os fracos, mas sempre que enfrente um forte disposto a nos vencer, acaba perdendo.

    Quanto teremos um pivo? Já passou da hora? Cadê a franquia que se orgulha de trabalhar muito bem, mesmo sem os olofortes de alguns rivais como o Lakers? Muito bla bla bla.

    Gary Neal é o marcelinho machado do Spurs, câncer total.

    Bonner? esse deve ser bom moço e ter um caso com alguma filha, neta ou sobrinha do Pop, inacredivel ele continuar no elenco.

    E quanto ao Leonard, tá na hora de parar de babar tanto por um jogador tão meia boca.

    Estou exagerando? Não, nenhum pouco. Essa é nossa realidade.

    Spurs é time de temporada regular, vai perder pro primeiro que apareça nos offs.

    • Concordo em partes

      • Vou usar o seu argumento. Temporada regular é muito diferente de playoff. Acontecem coisas estranhas, e o objetivo principal de alguns times não é somente vencer, mas preparar o time pro mata-mata.
        Vamos ver o Knicks: ganham duas da gente, duas do Heat, e mais um monte de times fortes. Perderam do Sacramento.
        Clippers ganhou duas da gente, e mais um monte de jogos difíceis, 17 seguidos, e perdeu duas seguidas também, pra times mais fracos.
        Memphis esses dias estava apavorando, e tem tomado umas boas patacas de times mais fracos.
        Ano passado, na ótima campanha que o Spurs fez, 1st seed e final de conferência, o Spurs perdeu de lavada pro Portland (que era ainda mais fraco ano passado) e perdeu pro Sacramento também. E quando tomou uma sacolejada humilhante do Lakers surgiu um monte de comentário assim também. Calma. Acalmem-se. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

        Ninguém deveria ser tolo ao ponto de desconsiderar os problemas do elenco. Não temos um armador reserva à altura do Parker, não temos um chutador confiável, ou melhor dizendo, consistente, já que Green detona em um jogo e desaparece em outro. Não temos um Center que ameace no ataque, e menos que Duncan jogue nessa posição. E não pegamos rebotes. Claro que dependemos de boas atuações de nosso Big 3 e do apoio dos nossos (excelentes) coadjuvantes. E quando isso falha nosso time vai por água abaixo.
        Mas esperem: se um time não puder depender dos seus principais jogadores e dos coadjuvantes vai depender de quem?
        Se sairmos por aí analisando cada time da NBA não vamos encontrar nenhum, nenhum mesmo com menos falhas que o nosso time.

        À nossa frente não vejo ninguém além de OKC e Heat. Ao nosso lado temos Clippers. E um pouquinho atrás vem Knicks e Memphis. Daí pra baixo o único que pode surpreender lá em abril, no fnal da temporada regular e começo dos offs é o Celtics. Não pensem que estão mortos os verdinhos também. Lembram-se de onde saiu o Dallas em 2011?

        Perder, pessoal, faz parte do negócio. Numa liga tão competitiva assim é mais normal perder do que ganhar. A NBA é estruturada e pensada pra isso acontecer. É muito estranho e anormal um time ficar tanto tempo no topo como o Spurs. Alguém pode dizer: não ganhamos nada desde 2007, isso não é estar no topo. Eu discordo, o Spurs é um dos 5 melhores times da Liga desde… 1997. Uma Liga com 30 franquias. Isso é absurdo. Faz 5, 6 anos que vejo gente falando que o Spurs já era, que não é mais um time campeão, que é decadente, e o diabo a quatro, e esse time sempre chega.

        Entendo a sede por renovação de alguns também. Por um outro superstar, quem sabe. Muita gente cogitava mandar Parker embora quando o Hill surgiu. Esqueçam. Isso não é a cara do Spurs. Enquanto o Big 3 não se aposentar esse time não vai se renovar. Isso é ruim? Pra quem quer ganhar títulos, acima de qualquer outra coisa, talvez. Pra quem aprendeu a amar a franquia pelo que ela é, e não pelo que ela ganha, isso é ótimo.

  9. e pra terminar, faço um apelo ao pessoal do blog:

    menos sensaciolalismo encima desse time, todos que acompanhamos basquete há mais tempo sabemos que o elenco é muito, mas muito fraco e decadente.

  10. “É o cara que vai controlar o ritmo do time nos playoffs quando Parker e Manu tiverem que descansar. ” só na tua cabeça isso vai acontecer , o pop pode ate usar ele mas nunca que ele vai controlar o ritmo de jogo por qie ele nao consegue!

    • Agora estamos melhorando o diálogo. Vai acontecer. Talvez seja só na minha cabeça, mas vamos nos ater ao tempo verbal. Jamais eu disse que ele controla o jogo. Disse que o Pop está preparando ele, observando se ele tem condições de fazer isso nos offs.
      Por algum motivo que só a cabeça do coach conhece, Neal tem preferência pra “armar” e chutar, contra Mills e De Colo. Isso é algum plano do Popvich, dando minutos a ele pra mostrar se será confiável nos offs ou não. Simples assim.

      • Ta nao adianta agente ficar discutindo aqui, ate por que eu me sinto um idiota em discutir pela internet! minha opiniao é que o neal teria que chutar muito menos do que ele chuta(concordo que o pop deve dar carta branca pra ele por que nao é possivel alguem chutar desesperadamente como ele) nos offs passado ele ja me provou que nao é confiavel e essa temporada no jogo contra o heat ele falhou tambem e eu nao espero uma melhora dele(talvez o pop espere, mas nao sei nem se ele acredita nisso) enfim essa é minha opiniao e nao vou mais discutir nem fazer ataques pessoais! pode ter a tua opiniao sem problemas

  1. Pingback: Nando De Colo volta a ser enviado à D-League « Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (26-9) vs Sixers (15-19) – Temporada Regular « Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s