Arquivo diário: 15/10/2012

Spurs (3-1) @ Rockets (2-1) – Vitória no clássico!

117×109

Neste domingo (12), o San Antonio Spurs viajou até o Toyota Center e venceu o Houston Rockets por 117 a 109 no clássico texano, recuperando-se da derrota para o Denver Nuggets, a única da equipe na pré-temporada até o momento. Assim como quando venceu o Atlanta Hawks, Gregg Popovich surpreendeu na escalação e lançou um time titular inesperado, com o ala novato Wesley Whiterspoon como titular. E foi essa modificação a chave para a boa vitória do time. Veja a seguir os principais pontos do duelo.

AP Photo

Jeremy Lin não foi suficiente. Vitória do Spurs! (AP Photo)

Início arrasador

O primeiro quarto foi determinante para a vitória do Spurs. Tony Parker e Tim Duncan foram titulares, mas não jogaram muito tempo. Manu Ginobili veio do banco, teve poucos minutos de quadra e mostrou muito serviço. Com os jogadores de apoio inspirados, o time conseguiu abrir, logo de cara, 11 pontos que foram cruciais para a vitória. A dianteira, inclusive, permitiu a Pop fazer mais testes e dar mais tempo de quadra para jogadores que sequer sabem se estarão na lista final para a temporada regular. Ótimo para a franquia.

Joseph fez 12 pontos (Bill Baptist/NBAE/Getty)

Surpresa!

Popovich inovou de novo. Dessa vez testou Whiterspoon como titular na ala, substituindo Kawhi Leonard, que, assim como Stephen Jackson, nem foi para o jogo. O garoto de apenas 22 anos foi muito bem e terminou o duelo como cestinha do duelo, com 17 pontos marcados. O novato se movimentou bem, mostrou ser uma boa opção ofensiva e pode fazer com que Popovich tenha mais opções em uma posição bastante carente. É claro que se trata de um jogo de pré-temporada e, por isso, devemos ir com calma.

E o argentino?

Sempre bem. Manu parece que está muito melhor fisicamente do que esteve nas duas últimas temporadas. A mão continua bastante afiada e ele foi responsável por 11 pontos na vitória do Spurs.

O detalhe: Manu atuou apenas 17 minutos e teve 50% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Uma ótima atuação do argentino, que ainda deverá ser muito poupado por Popovich nos jogos de pré-temporada.

Sob medida

Os dois “gordinhos” do elenco parecem estar cada vez mais magros. DeJuan Blair novamente foi importantíssimo no ataque, anotando 16 pontos com sete bolas convertidas em nove tentativas, excelente aproveitamento. O outro pivô, Eddy Curry, também na mira por seu peso, foi bem e conseguiu dez pontos no ataque. Se mantiverem a pegada na temporada regular, têm tudo para ajudarem demais o elenco.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Wesley Whitherspoon – 17 pontos, quatro rebotes e 6-9 nos arremessos de quadra

DeJuan Blair – 16 pontos e seis rebotes

Cory Joseph – 12 pontos

Manu Ginobili – 11 pontos e 50% nos arremessos de quadra

Houston Rockets

Omer Asik – 13 pontos e 11 rebotes

Scott Machado – Nove pontos e 11 assistências

Spurs Brasil vira parceiro do Jogos ao Vivo

A partir desta semana, o Spurs Brasil passa a ser parceiro do site Jogos ao Vivo. À direita, em nossa barra de navegação do blog, é possível encontrar links para a página.

O Jogos ao Vivo traz placares em tempo real de jogos de vários esportes. O site passa a ser uma opção para quem não tem o League Pass da NBA poder acompanhar todas as partidas do San Antonio Spurs.

Quem quiser acompanhar os jogos, basta entrar na home e trocar “futebol” por “basquetebol” na barra superior de links – o esporte está sempre selecionado em verde no menu preto. Em seguida, é preciso clicar em “ao vivo” para ver as partidas em andamento.

Por meio do menu, ainda é possível ver os duelos futuros de vários esportes e selecionar seus favoritos e os que pretende acompanhar. Depois disso, basta clicar em “meus jogos” para acompanhá-los em tempo real!

Spurs Brasil vira parceiro do Apostas Online

A partir desta semana, o Spurs Brasil passa a ser parceiro do site Apostas Online. À direita, em nossa barra de navegação, e no rodapé do blog, é possível encontrar banners com links para a página.

O Apostas Online é um site que permite que o internauta faça apostas em vários esportes – entre eles, o basquete. A partir de agora, os pré-jogos do Spurs Brasil terão as cotações fornecidas pela página – como já foi contra o Denver Nuggets e o Houston Rockets. Assim, o leitor do blog poderá ver quem os apostadores consideram favoritos para as partidas.

Quem quiser apostas, basta acessar a home page do site e criar um login no canto superior direito da página. Em seguida, é preciso escolher um esporte pela barra posicionada à esquerda. Os jogos do Spurs estarão disponíveis no menu Basquetebol -> USA.

A página ainda oferece uma promoção para sua primeira aposta. Você pode jogar até R$ 50 reais e, caso perca, será reembolsado. Confira as regras da oferta no site e boa sorte!

Da América para o mundo – offseason

O pior momento para aqueles que acompanham a WNBA é a offseason. É ruim não pela mudança de ares, mas pela dificuldade em assistir aos jogos e ter acesso às notícias do Velho Continente, e agora até mesmo da Ásia. Primeiro, não existe um Live Access, como na WNBA, com o qual você paga cinco dólares e consegue acompanhar a liga inteira. Durante esse período, vários campeonatos acontecem ao mesmo tempo. Outro percalço é a barreira linguística. Os principais destinos das jogadoras são Turquia, Rússia e Espanha. Tirando o último país, cujo idioma é bem compreendido durante a leitura por nós, brasileiros, é praticamente impossível se inteirar pelos sites dos outros dois mencionados. O fuso horário também torna as coisas mais difíceis. Enquanto, por exemplo, estamos uma hora à frente das partidas da WNBA, para com as da Europa estamos três, quatro e cinco horas atrás. Se pensarmos nas da China (sim, senhores), são pelo menos 11 horas.

Felizmente, vivemos em uma era digital, onde não faltam links para as emissoras locais que transmitem os jogos de suas ligas. Os mais fáceis de acompanhar são os da Espanha e os da Rússia, principalmente por serem países com uma base de torcedores mais fortes.

Onde as garotas do San Antonio Silver Stars estarão nessa transição de 2012-2013 (SE o mundo não acabar antes)?

Becky Hammon volta para a Rússia. Ela será acolhida pelo Spartak VMR, onde jogou na offseason passada, com Candice Dupree (Phoenix Mercury) e Seimone Augustus (Minnesota Lynx). Será a 5ª temporada de Hammon na Rússia, país que ela representa nas Olimpíadas, apesar de ter nascido nos Estados Unidos (longa e polêmica história…).

Sophia Young se aventurará em um lugar mais distante. A ala jogará na China, pelo Beijing Great Wall. O nome não poderia ser mais difícil para encontrar informações na internet, afinal, “Beijing Great Wall” é a primeira coisa que qualquer turista digitaria no Google para montar um roteiro quando fosse visitar o país oriental.

Porém, o San Antonio Silver Stars nos deu uma ajudinha em sua página oficial. Esse é o atual campeão da WCBA (Women’s China Basketball Association – troque o “C” por “N” e teremos “WNBA”), e no ano passado teve Nicky Anosike (Washington Mystics) em seu elenco. Jayne Appel também vai para a China. Seu time é o Henan, campeão da temporada regular da WCBA em 2010.

Danielle Robinson vai para um dos países que mais recebe as estrelas da WNBA, a Turquia. Seu time será o Tarsus, vice-campeão da Copa da Turquia em 2011, mas que ficou muito mal na Euroliga e na Liga da Turquia do mesmo período.

Danielle Adams estará perto da Terra Santa. Seu destino é Israel, representando o Maccabi Ashdod, atual campeão da Liga de Israel e da Copa de Israel.

Shenise Johnson está bem posicionada no UE Sopron, da Hungria. Integrante do grupo B da atual edição, a equipe participou de 14 edições da Euroliga, foi campeã sete vezes da Liga da Hungria e três vezes da Copa da Hungria.

Ziomara Morrison, para terminar o roteiro basquetebolística do San Antonio Silver Stars na offseason de 2012/2013, jogará no Rivas Ecopolis, da Espanha. No grupo A da Euroliga, enfrentará Becky Hammon (Spartak VMR) e Danielle Robinson (Tarsus).

Já se localizou no mapa mundi? Nunca foi muito bom na aula de geografia? Fique tranquilo! De modo bem prático, o San Antonio tem jogadoras na Rússia, Turquia, Espanha, China, Israel e Hungria. Só cinco delas vão se enfrentar nesse período: Becky Hammon, Danielle Robinson e Ziomara Morrison na Euroliga e Sophia Young e Jayne Appel na WCBA.

Lá no Twitter, postarei links para podermos assistir aos jogos de lá, e também de notícias desses campeonatos.

Hoje, o Minnesota Lynx e o Indiana Fever jogaram a primeira partida da final de 2012 da WNBA. Em casa, o atual campeão perdeu para Tamika Catchings e suas companheiras, o que já é um grande passo na conquista do primeiro anel pelo Fever. Por sinal, o estava sem uma de suas principais jogadoras, Katie Douglas, que está machucada.

Nos vemos na semana que vem, com novidades sobre as finais da WNBA!

Um abraço!