Arquivo diário: 22/09/2012

Derrick Brown, a nova cara do elenco do Spurs

A contratação de Derrick Brown foi a principal novidade da semana para os torcedores do San Antonio Spurs. Enquanto muitos apostavam na chegada de um jogador de garrafão, a franquia, pelo menos a princípio, resolveu apostar no ala, que disputou a última temporada pelo Charlotte Bobcats e será uma das caras novas do elenco, ao lado do francês Nando de Colo. Será que ele pode dar certo?

Brown chega como forte candidato à 15ª vaga no elenco

Na última temporada, Brown, que pode atuar nas posições 3 e 4, apresentou médias de 8,1 pontos (51,8% FG, 25% 3 PT, 66,7% FT) e 3,6 rebotes em 22,2 minutos por exibição. Atuando em Charlotte, o jogador foi companheiro de equipe de Stephen Jackson e Boris Diaw, que provavelmente foram consultados a respeito de seu desempenho.

A princípio, o baixo aproveitamento nos arremessos de três pontos assusta um pouco, já que os tiros de longa distância estão entre as principais armas ofensivas do Spurs. E essa não é uma jogada muito utilizada por Brown – na última temporada, ele arremessou somente 24 bolas do perímetro, convertendo seis. Mas há uma luz no fim do túnel – essas seis bolas vieram da zona morta, onde a franquia texana concentra seus arremessadores.

Daquela região, o aproveitamento de Brown foi de 30% – superior ao de Stephen Jackson (28%) e ao de Cory Joseph, que tentou cinco tiros da zona morta na última temporada e errou todos. Além disso, vale lembrar que Kawhi Leonard havia acertado 29% de seus arremessos de três pontos em sua última temporada no basquete universitário e, em seu primeiro campeonato com o Spurs, este número subiu para 37,6% (47% se contarmos somente a zona morta). Um ano sob a orientação de Chip Engelland, técnico de arremessos da franquia texana, pode fazer milagres.

Além disso, utilizando estatísticas avançadas, vemos que Brown teve média de 5,9 rebotes a cada 36 minutos na última temporada – número ligeiramente superior ao de Matt Bonner, que obteve 5,8. Isso mostra que a melhor função para o versátil ala no elenco no Spurs seja como um falso ala-pivô, que joga aberto e ajuda a espaçar a quadra.

Após olhar para estes números, é possível notar que Brown possui, ao menos, potencial para se tornar um reserva confiável para o Spurs. Sua versatilidade o tornaria útil em caso de contusões tanto no perímetro quando no garrafão. Além disso, quem conhece seu jogo sabe que o ala tem uma característica que falta no elenco texano: o atleticismo, o que pode ser decisivo na marcação de jogadores como LeBron James e Kevin Durant.

Acredito que a busca por um jogador de garrafão não está encerrada em San Antonio. Brown chega para ser o 15º jogador do Spurs, o que faz a franquia chegar ao limite permitido pela NBA. No entanto, seu contrato não é garantido – assim como o de Gary Neal e DeJuan Blair – o que faz com que ele possa ser dispensado a qualquer momento. Mas, se nenhuma opção melhor aparecer, o ala é um bom candidato a começar a temporada no elenco da franquia texana.

Anúncios