Arquivo diário: 09/09/2012

Sem mudar muita coisa, ainda com o olho nos playoffs

Com duas semanas para o fim da temporada regular de 2012 da WNBA, o San Antonio Silver Stars amarga uma sequência de cinco derrotas consecutivas. O que impressiona é o histórico de 12 vitórias seguidas antes disso. Muitos se perguntam o que aconteceu, de repente, com essa equipe que, durante um período, foi imbatível.

Uma análise bem fria mostra que a “queda” do time texano aconteceu logo em seguida à conquista de sua vaga cativa nos playoffs da Conferência Oeste, ao lado do Minnesota Lynx e do Los Angeles Sparks. Antes disso, tanto no período pré e pós olímpico, o San Antonio foi o carrasco de diversos esquadrões, como o Seattle Storm, o Phoenix Mercury e o Indiana Fever, além dos mencionados acima. Ou seja, dos que estão no topo de suas conferências (Leste e Oeste), o único que não perdeu em 2012 para Dan Hughes e suas comandadas foi o Connecticut Sun.

Desde a conquista do lugar na segunda fase, a campanha do San Antonio permitia a derrota para todas as equipes que ainda viriam, e mesmo assim o resultado final seria positivo. O pior que poderia acontecer era o número de derrotas ser o mesmo das vitórias, e isso é exatamente o que vem acontecendo. As últimas performances das Silver Stars têm sido regulares, sem aquela apresentação do conjunto brilhante que as jogadoras formam. Ainda assim, muito foi conquistado nessas partidas. E eu gostaria de destacar uma jogadora em especial: Jayne Appel.

Jayne Appel: sinais de melhora quando o San Antonio precisa

Quem acompanha essa coluna desde o começo sabe o quanto eu critico essa pivô, que nunca rendeu de acordo com sua capacidade para o San Antonio. Não vou dizer que ela está 100% agora, pronta para se tornar uma estrela, PORÉM tem se apresentado para aquilo que foi contratada. Está agressiva no ataque à cesta e no rebote, e tem obtido sucesso em ambos os casos. Claro, ainda não apresenta números excelentes, mas já está ajudando muito com seu físico e sua desenvoltura. Espero, de verdade, que apenas melhore.

Nas próximas duas semanas, o San Antonio Silver Stars joga seis vezes, e, por mais que eu tenha errado bastante nisso, acredito em uma campanha de 6-1 contra o Tulsa Shock, o New York Liberty, o Seattle Storm e o Minnesota Lynx.

Apareça aqui no próximo domingo para saber sobre as boas notícias que o San Antonio Silver Stars pode trazer!

Anúncios