E se fosse o Spurs contra o Heat?

Confesso que o placar da vitória do Miami Heat sobre o Oklahoma City Thunder me surpreendeu. Eu esperava um triunfo, até com certa tranquilidade, do campeão da Conferência Oeste na decisão da NBA. No entanto, a franquia da Flórida se impôs, venceu a série por 4 a 1 e ficou com o título. Com o fim da temporada 2011/2012, nos resta imaginar: o que teria acontecido se o San Antonio Spurs tivesse chegado à finalíssima?

O único Heat x Spurs da temporada trouxe dor de cabeça para Pop

Claro que previsões como essa são sempre difíceis e imprecisas. Confrontos que envolvem tanto o lado emocional, como uma final, têm sempre um fator imponderável que faz a diferença. Foi assim com o retorno de Chris Bosh, que não demorou para achar seu espaço e dominar os pivôs do Thunder, e com James Harden, que não conseguiu repetir as atuações que o levaram ao prêmio de melhor reserva da temporada.

No entanto, há um lado mais otimista em mim que diz que o Spurs teria leve favoritismo em um duelo contra o Heat. Isso porque o desempenho da equipe da Flórida é dependente de Dwyane Wade e, principalmente, de LeBron James. Os dois são craques – especialmente o ala, que jogou um basquete absurdo nos playoffs. Porém, é difícil para um jogador manter um nível altíssimo durante 40, 45 minutos em sete jogos seguidos.

Por outro lado, a intensidade era justamente o ponto forte do Spurs na última temporada. Com time reserva forte, o time texano era capaz de manter um bom nível, principalmente no ataque, e esperava um momento de cansaço ou de fraqueza do adversário para matar o jogo. Afinal, quantas outras equipes da NBA se dão ao luxo de deixar jogadores como Manu Ginobili, Stephen Jackson e Tiago Splitter no banco?

Mas é aí que entra em quadra meu lado um pouco mais realista. Vale lembrar que a teoria acima também poderia ser aplicada na série contra o Thunder, que também é dependente de poucos jogadores – no caso, Russell Westbrook, James Harden e, principalmente, Kevin Durant. E vale lembrar também que, na final do Oeste, alguns coadjuvantes do Spurs não conseguiram manter o nível da temporada regular – além de Spliter, Danny Green e Matt Bonner aparecem nesta lista.

Além disso, o único confronto do Spurs contra o Heat na temporada regular traz más lembranças. No dia 17 de janeiro, jogando em Miami, o time texano perdeu por 120 a 98 em um jogo em que chegou a estar vencendo por 17 pontos. Naquela partida, mesmo com Kawhi Leonard se esforçando na defesa, LeBron esteve indiabrado e terminou o jogo com 33 pontos, dez assistências e cinco rebotes.

É bem verdade que, naquele jogo, o Spurs estava sem Ginobili e ainda não havia contratado Patrick Mills, Boris Diaw e nem trocado Richard Jefferson pelo Capitão Jackson, que ajudaria a marcar o astro adversário. Mesmo assim, é a lembrança que teremos contra o Heat na temporada em que o time da Flórida sagrou-se campeão.

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 23/06/2012, em Na linha dos 3, Playoffs 2012 e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Numa final dava Spurs por um fato simples, o Spurs tem 100% em finais… kkk

    o nosso problema são as finais do Oeste, e isso desde 1970’s…
    kkk

    Mas tm acho que se o Spurws tivesse chegado a final, faria um papel bem melhor que o que o Thunder fez, o Thunder pagou pra ver se o Heat seria melhor 4 vezes e não mudouu em nada em nenhum jogo, já o nosso Coach Pop não é favoso só por dar esporros nos jogadores…

  2. É impressão minha ou o Harden deu uma bela pipocada???? kkkkk
    Fiquei com raiva dele na serie contra o Spurs

  3. Antes eu queria entender o que houve com o Spurs contra o OKC. Pq eu continuo achando que deu pane e a maioria dos jogadores ficou morrendo de medo. Só não sei do que…

    Tenho certeza de que o Miami não seria capaz de nos derrotar numa final.

    Espero não ver mais o TSpífio, Matt Boner e até o TDuncan acho que já passou da validade! O Spurs precisa de jogadores bem altos e mais vitalidade. KGarnet é um grande sonho…

    • Pô, menos, Splitter merece outra chance ainda (1ª temporada “completa” que ele participa, diferente da temporada de rookie), e Duncan é Duncan. Só o Bonner que é dispensável, mas que vai ser difícil trocá-lo por algo bacana.

      Heat ganhou porque os coadjuvantes apareceram na hora certa (passaram a temporada toda instáveis até chegar o OKC), diferente dos nossos, que passaram a temporada inteira bacana até chegar o jogo contra o OKC.

  4. Duncan é Duncan, Zico é Zico, Pelé é Pelé, Romário é Romário mas todos têm seu prazo de validade. Quero ser campeão!!!!!

  5. E o que o Zico, Pelé e Romário tem com Tim Duncan?

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s