Spurs volta atenções para o Draft e observa pivô e armador

Drummond: sonho distante ou plano ousado?

Eliminado após perder o Jogo 6 da final da Conferência Oeste para o Oklahoma City Thunder, o San Antonio Spurs já começou a voltar suas atenções para o Draft deste ano, que acontecerá no próximo dia 28. De acordo com a imprensa local, a franquia texana, que possui apenas a 59ª escolha do recrutamento, observou recentemente o pivô Andre Drummond e o armador Scoop Jardine.

Apontado como um dos cinco melhores prospectos do próximo Draft, Drummond tem apenas 18 anos de idade. Na última temporada, atuando pelo Connecticut Huskies, o pivô apresentou médias de dez pontos (52,8% FG, 29,5% FT), 7,6 rebotes e 2,7 tocos em 28,4 minutos por exibição. Especialistas mais otimistas comparam seu estilo atlético ao do astro Amare Stoudemire.

De acordo com o jornalista Marc Spears, Spurs e Celtics marcaram reuniões com Drummond. No entanto, por ser uma possível escolha Top 5, o pivô só vai desembarcar em San Antonio ou em Boston se um dos times fizer alguma troca antes da noite do Draft. Vale lembrar que os cinco primeiros no recrutamento serão New Orleans Hornets, Charlotte Bobcats, Washington Wizards, Cleveland Cavaliers e Sacramento Kings.

Jardine, por sua vez, não aparece nos Mock Drafts mais conceituados dos Estados Unidos e ainda luta para chegar à NBA. Isso significa que, se agradar, o armador passa a ser candidato à 59ª escolha pelo Spurs. Na última temporada, o jogador, de 23 anos, foi companheiro do brasileiro Fabrício Melo no Syracuse Orange e apresentou médias de 8,9 pontos (47,4% FG, 37,9% 3 PT, 55,1% FT) e 4,9 assistências em 25,2 minutos por jogo.

De acordo com o site Syracuse.com, Jardine treinou com San Antonio Spurs, New York Knicks e Philadelphia 76ers e tinha práticas agendadas com Washington Wizards, Memphis Grizzlies e Atlanta Hawks.

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 08/06/2012, em Draft, Notícias e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 11 Comentários.

  1. Quem o Spurs cederia para conseguir uma escolha Top 5?

  2. Vixe, se rolar, pode incluir uma boa leva de jogadores. Top5? Isso é equivalente a quantos jogadores “medianos”? Uns 4? Neal, Splitter, Blair… o que voce acha?

  3. Com a 2ª pick, o Bobcats consegue jogadores melhores que o Neal, Splitter e Blair, sem desmerecer, pois sao bons jogadores, mas esse Draft esta cheio de bons jogadores, mas eu que estou intrometido aqui, mas falaram do Bobcats no post ne… kkk

    • Hahaha! É uma boa pergunta mesmo. No ano passado, o Spurs também avaliou um monte de novatos Top 10 e acabou trocando o George Hill, que era tido como intocável no elenco. Eu não duvido de nada!

  4. Matheus Sales

    Vale lembrar uma coisa, Drummond dificilmente vai ser TOP 5 por ser escolha de risco. O mock draft da NBA jogou ele pra 10ª escolha. Dá pra pegar Drummond com uma escolha 8 (Raptors) tranquilamente. Nesse draft não temos jogadores estrangeiros bem cotados, que é o que o Raptors preferencialmente procura. O spurs é consgrado por draftar bons estrangeiros. Considerando que os estrangeiros “intocáveis” são Parker e Ginóbili, temos Splitter, Blair e os direitos de Nando de Colo e Lorbek. É uma troca viável pro spurs!

  5. Kdelmondes

    Na minha opnião se o Spurs for tentar algo, tenho 80% de certeza que o Parkão vai acabar sobrando

  6. Evanildo Junior

    Porque o Spurs insiste em pivôs ruins no arremesso em geral? Splitter, Blair e talvez Drummond sofrendo “hacks”, faltas em baixo e amassando o aro quando chegarem na linha do lance livre. Fora quando realmente SÓ TENTAM converter um “mid-range”.

    Chuta saravá.

    Ok, existem outras qualidades em cada um deles, porém, acho que faz muita falta um pivô que saiba arremessar bem.

    Seriam 2, 3, 4, 5, 6, 7 ou 8 pontos que poderiam ter sido convertidos e ter feito a diferença no final de um jogo.

    Ex:

    1) Parker infiltra, o marcador de Tiago dobra no camisa 9 e ele acaba passando a bola para o brasileiro, que não tem um bom arremesso e parte em direção a cesta e sofre falta (se o árbitro marcar, claro). E lá vamos nós rezar para que seja convertido.

    2) Parker infiltra, o marcador de Lavoy Allen (ex-76ers) dobra no camisa 9 e ele acaba passando a bola para o ex-filadélfia, que tem um bom arremesso e converte um “jumper” de meia distância ou bate para a cesta, sofre a falta e há grandes chances de conversão de lance livre.

    Eu sei, jogadores diferentes e de portes diferentes (dependendo do ponto de vista), porém, vamos ver como o Spurs reorganiza esse elenco.

    #desabafo

  1. Pingback: Spurs observa mais um pivô de olho no Draft | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs faz testes com armador de Georgetown | Spurs Brasil

  3. Pingback: Draft 2012 – A armação | Spurs Brasil

  4. Pingback: Draft 2012 – O garrafão | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s