Arquivo diário: 03/06/2012

Uma nova esperança

Em 1977, George Lucas colocou nas telas dos cinemas um filme chamado Star Wars (Guerra nas Estrelas), que mais tarde teria ganho o subtítulo A New Hope (Uma Nova Esperança). No script, um jovem rapaz vindo das areias do planeta Tatooine seria a arma para derrotar o vilão da galáxia, o malvado Darth Vader, líder do Império. Mas por que essa nerd está falando de Star Wars em um site sobre basquete?

Destaque para Shenise Johnson, que mostrou ritmo e coragem em quadra

Hoje (domingo, 3 de junho), o San Antonio Silver Stars enfrentou o Minnesota Lynx, atual campeão da WNBA, o time com o melhor elenco desde a temporada passada e invicto até agora. Por essa última afirmação, vocês já sabem que foi derrota para as texanas. MAS, foi um dos melhores jogos que já assisti delas. O placar chegou a ter 24 pontos de diferença. (ATENÇÃO: 24 pontos de diferença), e o resultado final foi Minnesota Lynx 83, San Antonio Silver Stars 79. Isso mesmo, quatro pontos, duas jogadas, e quase que a zebra aconteceu.

Assim como Luke Skywalker, o banco do Stars vinha esquecido no calor do estado da estrela solitária. Sempre teve muito a oferecer, mas nunca aparecia a oportunidade de mostrar do que era capaz.

Porém, quando estavam em quadra Tully Beviaqua, Jia Perkins, Danielle Adams, Shenise Johnson e Sophia Young, o poderoso Minnesota Lynx foi ofuscado e por pouco não sofreu a derrota. Assim como na série, não foi no A Nova Esperança que o Darth Vader e o Darth Sidious foram derrotados, mas foi nele que Luke Skywalker descobriu o caminho da Força.

Quem seria o mestre Yoda: Dan Hughes?

Sem dúvidas, esse foi o melhor jogo do San Antonio Silver Stars em 2012. Eu postei no Twitter que a partida seria o primeiro teste do time no ano, e, mesmo com derrota, eu aprovaria a atuação. Na sexta-feira, contra o Phoenix Mercury, o Stars venceu de 85 a 66, placar ótimo, sem Diana Taurasi e Penny Taylor, mas com Candice Dupree e DeWanna Bonner. Vale ressaltar – sempre – os 30 pontos de Becky Hammon na partida em questão.

A veterana foi sensacional e brincou de arremessar da linha de três pontos. Falando em 3 pontos, neste domingo, “at the buzzer”, ela acertou um do outro lado da quadra antes de sair para o intervalo.

O compromisso que deve ser esquecido é o da terça-feira, que acabou com revés para San Antonio contra o Chicago Sky (77-63).

Na semana que está começando, os adversários do Stars serão o Atlanta Dream (8, sexta-feira) e o Seattle Storm (9, sábado). Ótimas oportunidades para acompanhar a notava Shenise Johnson, que está começando a se destacar no time (nove pontos, sete rebotes e um roubo de bola para ela contra o Minnesota Lynx, merece os parabéns).

Até a semana que vem, e, seguindo o título da coluna: que a Força esteja com vocês!

Anúncios

Spurs (2) @ Thunder (2) – Tudo empatado

https://i1.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif103×109

O San Antonio Spurs perdeu a segunda partida seguida e viu o Oklahoma City Thunder, jogando em casa, empatar em 2 a 2 a série final da Conferência Oeste. Os donos da casa apresentaram uma exibição consistente neste sábado (2), vencendo por 109 a 103. Até aqui, quem jogou com o apoio da torcida ficou com a vitória. O próximo confronto acontece na segunda-feira, com mando do time texano.

Tim Duncan foi o cestinha do Spurs com 21 pontos | Foto: The Associated Press

Serge Ibaka

A grande noite do ala-pivô Serge Ibaka fez muita diferença na vitória do seu time. O congolês, naturalizado espanhol, simplesmente não errou. Ele acertou todos os 11 arremessos que tentou em quadra.

Sem desespero

A série está empatada, mas não há motivo para desespero. O Oklahoma está tentando se tornar o 15º time na história da NBA a virar um 2-0 e o oitavo a fazê-lo desde 2004. No entanto, o próximo jogo é em San Antonio, onde o Spurs leva vantagem por atuar em casa. Em último caso, um possível Jogo 7 também seria na cidade texana, onde o Spurs ainda não perdeu nesses playoffs.

Kawhi & Timmy

Já faz tempo que Kawhi Leonard não surpreende mais. O novato manteve o Spurs no jogo, marcando dez pontos no último quarto, inclusive matando duas bolas de três nos minutos finais. No total, o jovem fez 17 pontos, acertando sete dos oito arremessos que tentou.

Tim Duncan, por sua vez, fez seu melhor jogo na série, o que, infelizmente, não foi suficiente para dar a vitória ao Spurs. O ala-pivô foi o cestinha do time com 21 pontos.

Durant foi dominante no último quarto |Foto: NBA

Durant foi dominante no último quarto |Foto: NBA

O jogo…

O Spurs começou bem, chegando a colocar um 19 x 12 no início do primeiro quarto. O Oklahoma, por sua vez, acordou e chegou a virar a partida, mas o time visitante empatou e dessa forma acabou o primeiro quarto.

No começo do segundo período, o Thunder tomou a frente e de lá não saiu mais. O domínio durou os dois quartos seguintes. No fim do terceiro, após boa sequência de Manu e Parker, o Spurs chegou a encostar no placar: 73 x 71. Isso foi o mais próximo que o time texano conseguiu ficar.

O último quarto foi totalmente dominado pelos mandantes, apesar do Spurs ter se mantido no jogo até o fim. Kevin Durant, implacável, foi o fator decisivo para a vitória do Oklahoma.

Nos últimos sete minutos da partida, o ala fez 18 pontos, mais do que 11 jogadores do Spurs fizeram durante o jogo todo. Westbrook, por sua vez, não foi bem. O armador do Thunder anotou apenas sete pontos e distribuiu cinco assistências.

DeJuan Blair

Historicamente, DeJuan Blair joga bem contra o Thunder. Coincidência ou não, quando o pivô pisou em quadra, o Spurs teve seu melhor momento, ficando apenas dois pontos atrás no marcador. Visivelmente fora de forma, o pivô foi responsável por apenas dois pontos, mas ajudou o time na boa sequência ofensiva. Popovich deve colocá-lo com mais frequência nos próximos jogos.

Coletivo

O Spurs teve seis jogadores fazendo dez ou mais pontos contra apenas quatro do Thunder. Bem marcados, James Harden e Russell Westbrook não tiveram grandes noites ofensivas. O segundo fez uma importantíssima cesta de três no fim, mas marcou apenas 11 pontos. No entanto, o 36 e os 26 pontos de Durant e Ibaka, respectivamente, desequilibraram.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 21 pontos e oito rebotes

Kawhi Leonard – 17 pontos e nove rebotes

Tony Parker – 17 pontos e cinco assistências

Boris Diaw – 12 pontos e sete rebotes

Manu Ginobili – 12 pontos e quatro assistências

Stephen Jackson – 11 pontos

Oklahoma City Thunder

Kevin Durant – 36 pontos, oito assistências e seis rebotes

Serge Ibaka – 26 pontos e cinco rebotes

Kendrick Perkins – 15 pontos e nove rebotes

James Harden- 11 pontos e sete assistências