“Vou pra cima dele”, diz Parker sobre duelo com Westbrook

Quem levará a melhor, Parker ou Westbrook?

No dia 4 de fevereiro, no AT&T Center, o San Antonio Spurs enfrentou e venceu o Oklahoma City Thunder por 107 a 96. Antes daquela partida, o técnico Gregg Popovich se direcionou ao armador Tony Parker e o intimou.

“Esqueça de passar a bola. Hoje eu quero que você arremesse pelo menos 30 vezes”.

Parker acatou o pedido do treinador e precisou de “apenas” 29 tiros para marcar 42 pontos – seu recorde na temporada. Curiosamente, naquela noite o francês passou Avery Johnson e se tornou o jogador com mais assistências na história da franquia.

Quase quatro meses depois desse duelo memorável, o camisa 9 volta a encontrar o Thunder. Agora, no entanto, a disputa vale uma vaga na grande final da NBA.

Tony Parker é a grande esperança do San Antonio Spurs na série. Nas duas primeiras rodadas dos playoffs, respectivamente contra Utah Jazz e Los Angeles Clippers, ele pulverizou Devin Harris e Chris Paul.

Na final, o oponente do francês será o explosivo Russell Westbrook, jogador que Parker respeita muito. “Ele é definitivamente o cabeça do time”, disse. “(Kevin) Durant é o cestinha da NBA, mas acho que o ritmo da equipe é ditado pelo Westbrook”, completou.

Para compensar o impacto causado pelo camisa zero de Oklahoma City, TP promete ser agressivo quando estiver com a bola.

“Eu vou pra cima dele, pode ter certeza”, assegurou. “Vai ser diferente do que foi contra o Dallas Mavericks e contra o Los Angeles Lakers (adversários do Thunder nas rodadas anteriores), quando os armadores (Jason Kidd e Ramon Sessions) foram mais contidos. Eu vou pra cima e vou fazê-lo trabalhar um pouco”, pontuou.

Para Boris Diaw, ala-pivô do Spurs e amigo de infância de Tony Parker, o armador é movido a desafios. “Ele gosta de ser desafiado e adora duelar contra os melhores jogadores do mundo. Isso deve lhe dar um pouco mais de adrenalina”, finalizou.

Amigos, amigos. Negócios à parte…

Dados interessantes sobre o embate (retirados do site Spurs Nation)

  • Parker e Westbrook possuem características ofensivas, mas o atleta do Thunder leva uma ligeira vantagem numérica. Russell registrou média de 23,6 pontos durante a temporada regular e foi o quinto maior cestinha da liga. Tony, por sua vez, ficou com o 22º lugar, com 18,3 pontos por noite.
  • Parker fez 42 pontos no dia 4 de fevereiro (seu recorde na temporada), justamente contra Westbrook. O armador do Thunder, por sua vez, conseguiu 36 pontos contra o Spurs no dia 16 de março. Westbrook só conseguiu ultrapassar essa marca em duas oportunidades ao longo do ano.
  • Parker abocanhou o quinto lugar na disputa pelo MVP da temporada. Desde 2007, quando Tim Duncan ficou em quarto, nenhum jogador do Spurs aparecia entre os cinco primeiros. Westbrook terminou em 12º.
  • Em 13 partidas contra o Oklahoma City Thunder desde que Westbrook foi draftado, há quatro temporadas, Parker tem média de 20 pontos e um aproveitamento de 49,3% nos arremessos de quadra. O desempenho do camisa zero é um pouco pior: 14 jogos, 16,3 pontos por noite e 37,3% de aproveitamento.

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, já escreveu para o Spurs Brasil de 2008 a 2012, criou o Destino Riverwalk e agora volta à velha casa para dar seus pitacos sobre o San Antonio Spurs.

Publicado em 24/05/2012, em Notícias, Playoffs 2012 e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s