Spurs (4) @ Clippers (0) – …que eu vou VARRENDO!

https://i0.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif102×99

O San Antonio Spurs venceu a quarta partida seguida contra o Los Angeles Clippers, confirmando a varrida e garantindo sua vaga nas finais da Conferência Oeste da NBA. Na noite deste domingo (20),  os comandados de Greg Popovich fizeram um jogo acirradíssimo contra o adversário californiano, que só foi decidido nos segundos finais do último quarto. Após seu 18º triunfo seguido, o Spurs aguarda o seu adversário na decisão entre Oklahoma City Thunder (3) e Los Angeles Lakers (1).

Duncan decretou o fim da série!|Foto: NBA

Duncan decretou o fim da série! | Foto: NBA

Tony #9 e Tim #21

O armador francês Tony Parker foi decisivo para o Spurs. Restando 2:16 para o fim do jogo, TP fez o ponto que colocou o Spurs na frente. E, após um arremesso perdido por Chris Paul, Tony marcou mais uma cesta, faltando 1:46 no relógio, deixando San Antonio confortável no placar. O último ponto do time também saiu das mãos de Parker, em um lance livre com apenas 1,7 segundo no relógio.

Duncan fez outra partida incrível. Foram 21 pontos e nove rebotes para o ala-pivô. Timmy também fez um ótimo trabalho defensivo, inclusive aplicando três tocos.

Negado! | Foto:The Associated Press

Negado! | Foto:The Associated Press

Jogo Coletivo

Seis jogadores do Spurs marcaram dez ou mais pontos. Os outros cinco que entraram em quadra também pontuaram. Completam o elenco James Anderson, DeJuan Blair e Patrick Mills, que sequer chegaram a atuar. PS: Impressionante como DeJuan Blair perde espaço no decorrer da temporada regular até os playoffs.

O time reserva, grande força da franquia texana, pontuou muito bem  mais uma vez. Destaque para Manu Ginobili, Tiago Splitter e Gary Neal que, juntos, fizeram 36 pontos.

Hack-a-Evans

Restando 4:15 no último quarto, Popovich ordenou que o Spurs intencionalmente fizesse falta em Reggie Evans. Bonner obedeceu e Evans perdeu os dois lances. Na jogada seguinte, Green fez uma bola de três e empatou o jogo após um bom período em desvantagem.

Acirrado

O Jogo 4 foi disputado até os segundos finais. O Clippers se esforçou muito, mais do que em qualquer outro duelo da série. No terceiro e último quartos, nenhum dos dois times conseguiu ficar com a liderança por muito tempo. O Spurs passou à frente faltando 2:16 para o fim do jogo, mas só conseguiu garantir a dianteira nos segundos finais.

Final

Como disse Popovich na coletiva pós-jogo, o Spurs se tornou um time extremamente consistente no ataque e bastante pontual na defesa. Ele não defende bem como em anos anteriores, mas nos momentos importantes, sabe se impor e parar a equipe adversária. Foi o que aconteceu na noite de domingo – o Spurs chegou nos minutos finais e soube pontuar e defender bem.

No fim da partida, ao ser entrevistado, Tim Duncan ressaltou a importância desse time passar por um jogo apertado. Claro que não para ele, Tony ou Manu, atletas que já vivenciaram centenas de partidas desse tipo. O embate acirrado e definido no minuto final foi importante para os mais jovens. Danny Green, Kawhi Leonard, Tiago Splitter e Gary Neal precisam desse experiência, pois as finais estão aí!

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 21 pontos, nove rebotes e quatro assistências

Tony Parker – 17 pontos e cinco assistências

Danny Green – 14 pontos e seis rebotes

Garry Neal- 14 pontos e três assistências

Tiago Splitter – 11 pontos e sete rebotes

Manu Ginobili – 11 pontos e quatro assistências

Los Angeles Clippers

Chris Paul – 23 pontos e 11 assistências

Blake Griffin – 21 pontos e cinco rebotes

Eric Bledsoe – 17 pontos e quatro rebotes

DeAndre Jordan- Dez pontos e oito rebotes

Sobre Juliano Medeiros

Jornalista em formação, estagiário do Caderno Jogada, do Diário do Nordeste, fã do San Antonio Spurs e apaixonado por basquete.

Publicado em 21/05/2012, em Playoffs 2012, Resumo de Jogos e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Uau. Outra varrida. Acredito que Spurs vs Thunder seria a final mais qualificada. Será uma bela série, as duas equipes poderiam tranquilamente fazer a final da NBA, mas como é impossível, quem chegar nas finais acredito que chega com um pingo de favorito

  2. Pra final vamos precisar do Jackson e do Manu jogando muito mais do que jogaram até aqui nesses offs, senão a coisa vai complicar.

  3. Humberto Júnior

    Concordo com você Giu, mas não espero muito do Jackson. Tô muito decepcionado com ele.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s