Arquivo diário: 15/05/2012

Spurs (0) vs Clippers (0) – Semifinal da Conferência Oeste

San Antonio Spurs vs Los Angeles Clippers – Semifinal da Conferência Oeste

Data: 15/05/2012

Horário: 22h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Depois de uma longa espera, o San Antonio Spurs finalmente entrará em quadra. Seu adversário, o Los Angeles Clippers, vem de uma série desgastante contra o Memphis Grizzlies e atuou pela última vez no domingo (13). Conquistar a vitória no primeiro jogo é sempre muito importante, por isso os comandados de Gregg Popovich devem entrar com tudo logo mais.

Confrontos na Temporada Regular (2-1)

28/12/2011 – San Antonio Spurs 115 vs 90 Los Angeles Clippers

Em seu segundo jogo na temporada regular, o San Antonio Spurs simplesmente passou por cima do Los Angeles Clippers. Manu Ginobili foi o cestinha da noite, com 24 pontos e seis assistências.

17/02/2012 – San Antonio Spurs 103 @ 100 Los Angeles Clippers

Em uma partida incrível, os comandados de Gregg Popovich lutaram até o final e conseguiram o triunfo após uma bobeira do armador Chris Paul, que cometeu um erro incomum e deu a bola para Gary Neal matar o jogo.

9/3/2012 – San Antonio Spurs 103 vs 120 Los Angeles Clippers

Sem Tony Parker, poupado com fortes dores na coxa, o San Antonio Spurs teve dificuldades para brecar o armador Chris Paul, que anotou 36 pontos e distribuiu 11 assistências na vitória de sua equipe.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan/Tiago Splitter

Fique de Olho – Tony Parker é um destaque óbvio, assim como Tim Duncan e Manu Ginobili. Para ter tranquilidade na série, o time de Gregg Popovich irá precisar do auxílio de seus coadjuvantes. Tiago Splitter é uma das principais peças do banco de reservas texano. O brazuca será muito importante no ataque com seus pontos embaixo da cesta e na defesa, onde tentará desafogar Duncan e companhia.

Los Angeles Clippers

PG – Chris Paul

SG – Randy Foye

SF – Caron Butler

PF – Blake Griffin/Kenyon Martin

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – Vou seguir a mesma linha de raciocínio e destacar os coadjuvantes que podem fazer a diferença. Kenyon Martin fez uma grande série contra o Memphis Grizzlies, sobretudo na parte defensiva. No duelo decisivo contra o time de Zach Randolph, o jogador fez 11 pontos e pegou dez rebotes. Martin é versátil e, se precisar, pode marcar adversários mais baixos, como fez com Rudy Gay na primeira rodada. É bom ficar de olho também em Nick Young, que tem uma pontaria calibrada da linha dos três pontos.

Anúncios

Irving leva prêmio de novato do ano. Leonard fica em 4º

Deu a lógica no prêmio de melhor novato da temporada. O armador Kyrie Irving, primeira escolha do último Draft pelo Cleveland Cavaliers, levou o troféu para casa. O jogador recebeu 117 dos 120 votos possíveis e liderou a disputa com folga.

O segundo colocado foi o espanhol Ricky Rubio, do Minnesota Timberwolves. O também armador vinha fazendo uma temporada excelente ao lado do pivô Kevin Love, mas se machucou no meio do ano e viu suas chances irem por água abaixo.

O fato curioso é que dos cinco primeiros colocados, Rubio foi o único que ficou sem nenhum voto para o primeiro lugar entre os novatos.

Os outros atletas que foram mencionados para o primeiro lugar na disputa foram Kenneth Faried, do Denver Nuggets, Kawhi Leonard, do San Antonio Spurs, e Iman Shumpert, do New York Knicks, terceiro, quarto e quinto colocados, respectivamente. Cada um deles recebeu um voto.

Kawhi Leonard foi um dos destaques positivos do Spurs ao longo da temporada. Oriundo da Universidade de San Diego, o ala chegou a San Antonio após a polêmica troca que enviou George Hill a Indiana. 15ª escolha do Draft, Leonard registrou médias de 7,9 pontos e 5,1 rebotes em 64 partidas disputadas.

Equipe do Spurs Brasil faz prévia da série contra o Clippers

Eis o grande duelo da série!

Começa nesta terça-feira (15) a série do San Antonio Spurs contra o Los Angeles Clippers. Depois de varrer o Utah Jazz na primeira rodada, o time texano tem um adversário bem mais difícil na semifinal. O Los Angeles Clippers chegou até aqui após derrotar o Memphis Grizzlies – algoz do Spurs em 2011 – e deve dar trabalho aos comandados de Gregg Popovich. Confira o que os blogueiros do Spurs Brasil têm a dizer sobre o confronto.

Bruno Alves

Palpite: Spurs 4 x 1
O Spurs não terá vida fácil como teve contra o Utah Jazz, mas a experiência da equipe não dará lugar às pontes aéreas e às jogadas plásticas da lob city. Pop não pecará e saberá usar as peças corretas para neutralizar as individualidades do Clippers. No confronto, vai ser interessante o duelo entre Tony Parker e Chris Paul, dois dos melhores armadores da liga em fases excelentes.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Bruno Pongas

Palpite: Spurs 4 x 1
Como o Clippers vai fazer para brecar Tim Duncan? Nenhum de seus pivôs titulares (Blake Griffin e DeAndre Jordan) é bom defensivamente o suficiente para frear o camisa 21. Nesse caso, o time de Vinny Del Negro terá que contar com a força física dos seus reservas, que fizeram uma boa série contra o Memphis Grizzlies. Resta saber se Kenyon Martin e Reggie Evans têm capacidade para repetir a dose. Do outro lado, acredito que Blake Griffin será o termômetro do Clippers. Por que? Na temporada regular, o Spurs encontrou problemas quando Griffin esteve inspirado e sofreu ainda mais quando tentou utilizar dois marcadores sobre o camisa 32, porque os californianos souberam rodar a bola e acharam espaços para os tiros de três pontos. Para a nossa alegria, no entanto, Blake vem jogando machucado e está longe de sua forma física ideal.
Peça-chave do Spurs: Tim Duncan
Peça-chave do Clippers: Blake Griffin

Juliano Medeiros

Palpite: Spurs 4 x 1
O desgaste físico do Clippers e o descanso do Spurs podem fazer toda a diferença. O calendário foi “amigo” de San Antonio, já que teremos quatro jogos em seis dias. Ter as pernas descansadas nesse momento pode ser crucial. O Spurs conseguiu um merecido repouso e não entra em quadra desde o dia 7. Enquanto isso, seu adversário jogou uma série muito física e desgastante, que acabou apenas no dia 13. Griffin saiu do confronto contra o Memphis machucado e cansado. Chris Paul, que também está jogando no sacrifício, é a principal ameaça do time de Los Angeles.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Lucas Pastore

Palpite: Spurs 4 x 2
Imagino que o Spurs não encontrará muitas dificuldades para ganhar do Clippers. O time angelino pode trazer problemas apenas se Chris Paul jogar demais, mas não vejo ele fazendo isso quatro vezes em uma série de sete jogos – ainda mais tendo de marcar Tony Parker na defesa.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Robson Kobayashi

Palpite: Spurs 4 x 2
O Spurs terá de parar o sedento Blake Griffin; trabalho duro para o francês Boris Diaw e para o calouro Kawhi Leonard. Manu Ginobili deverá aparecer mais durante a série, o que será um ponto positivo para o time de Gregg Popovich.
Peça-chave do Spurs: Manu Ginobili
Peça-chave do Clippers: Blake Griffin

Victor Moraes

Palpite: Spurs 4 x 1
O Clippers é uma equipe cheia de gás e com muito talento. Porém, ainda peca pela falta de conjunto e de uma organização tática, sobrevivendo à base da individualidade de seus destaques. Inevitavelmente os angelinos devem vencer um jogo graças ao poder de desequilibrar que Chris Paul e Blake Griffin possuem, mas não acredito que possam complicar muito a vida de uma equipe bem montada como o Spurs.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Olho neles!

San Antonio Spurs

Tim Duncan havia sido eleito como o destaque do Spurs na série contra o Jazz. Dessa vez, no entanto, os blogueiros do Spurs Brasil escolheram Tony Parker.

O francês foi a grande arma da equipe ao longo da temporada a manteve a boa sequência na primeira rodada dos playoffs contra o Utah Jazz.

Resta saber como o camisa 9 lidará com Chris Paul, um oponente que quase sempre lhe traz problemas.

Tim Duncan e Manu Ginobili receberam um voto cada e também foram lembrados pela equipe do blog.

Los Angeles Clippers

Ao lado de Tony Parker e Rajon Rondo, Chris Paul foi o melhor armador da temporada regular. Rápido e mortal, CP3 é um dos principais pontuadores da NBA nos momentos decisivos e mostrou isso na série contra o Memphis Grizzlies na primeira rodada dos playoffs.

Quando Paul está inspirado, todos os demais têm a vida facilitada graças ao seu enorme talento em encontrar seus companheiros livres para finalizar as jogadas.

Chris Paul foi quase uma unanimidade entre os blogueiros do Spurs Brasil, mas o explosivo Blake Griffin também foi lembrado com dois votos.