Arquivo diário: 04/05/2012

“Leonard tem um raciocínio acima da média”, diz Popovich

Moral de Leonard está em alta!

Muita gente torceu o nariz quando George Hill foi trocado por uma escolha de Draft do Indiana Pacers antes do início da temporada. Quando o desconhecido Kawhi Leonard foi recrutado, famoso entre os especialistas por seu potencial defensivo, demorou pouco para que os torcedores do San Antonio Spurs se identificassem com seu estilo.

Leonard tem algumas semelhanças marcantes com um dos ídolos recentes da história do Spurs. O bom desempenho defensivo e os arremessos calibrados da zona morta fizeram com que o novato fosse imediatamente comparado ao recém-aposentado Bruce Bowen. Até Gregg Popovich, que geralmente é contido diante dos microfones, já comparou o jovem ao ex-jogador da equipe texana.

“Kawhi é alguém que nos surpreendeu – acho justo dizer isso porque você nunca sabe o verdadeiro potencial de um atleta quando ele é draftado”, disse o Coach Pop, após o Jogo 2 da série entre Spurs e Jazz, quando o camisa 2 anotou 17 pontos, pegou três rebotes e roubou duas bolas.

“Leonard absorveu nosso sistema muito bem. Ele faz seu trabalho, se esforça na defesa, corre a quadra toda e tem paciência ofensivamente. É um atleta que tem um raciocínio acima da média e aceita que para um calouro tudo tem seu tempo. Isso é ótimo, porque ele combina com todo o resto”, analisou o treinador.

Anúncios

Jogadores do Spurs esperam ambiente hostil em Utah

Pelo menos o Spurs já está acostumado a jogar em Utah… (Photo by Andrew D. Bernstein/NBAE via Getty Images)

O Jogo 3 da série entre San Antonio Spurs e Utah Jazz acontece neste sábado (5) em Salt Lake City. A barulhenta Energy Solutions Arena, casa do Jazz, é considerada por muitos um dos locais mais difíceis de se jogar em toda a NBA – e os jogadores do Spurs corroboram com essa máxima.

“É uma das cidades em que os torcedores fazem mais barulho”, disse o ala-armador Danny Grenn. “É muito difícil jogar lá. Vamos fazer nosso melhor para evitar que a torcida se inflame”, completou.

O armador Tony Parker, que deve ser “caçado” dentro de quadra, comparou o ambiente geralmente encontrado em Utah aos ginásios europeus. “Essa massa toda grita, falando coisas pra você e blá, blá, blá. É mais ou menos como na Europa, tirando o fato de que ninguém joga moedas e um monte de tranqueiras nos atletas”, brincou.

Manu Ginobili, que jogou quatro temporadas no basquete italiano, fala num tom mais sério e revela que já passou por maus bocados no Velho Continente. “Acredite em mim: aqui está bem longe de ser a Europa”, afirmou. “Já me assustei muito por lá; me atiraram pedras, baterias, moedas. Felizmente aqui é diferente. A arena pega fogo, claro, mas de uma forma divertida. Nunca me senti ameaçado nos EUA, na Itália sim”, pontuou.

E mais…

Ginobili prega respeito ao adversário

Manu Ginobili - San Antonio SpursPor mais que o San Antonio Spurs esteja à frente na série e tenha vencido os dois primeiros jogos com facilidade, os jogadores mantêm a sobriedade. “Eles (Jazz) têm um time que respeitamos. Temos que ser humildes. Fizemos apenas o nosso trabalho ao triunfar em casa e manter o mando. Vamos ver o que acontece em Salt Lake City”, disse Manu Ginobili, à emissora KENS5.

A pedidos…

O blogueiro Victor Moraes encontrou uma foto bem legal e compartilhou com a gente na página do Spurs Brasil no Facebook. A galera pediu lá no Face para colocarmos a imagem no blog também. Eis o retrato de dois fenômenos: Tim Duncan no começo de carreira e Ronaldo na época da Inter. Sensacional, né!?

Mitos!

Thibodeau reconhece grande temporada de Gregg Popovich

Fica pra próxima, Thibs!

Tom Thibodeau, técnico do Chicago Bulls, era o principal concorrente de Gregg Popovich na briga pelo título de melhor treinador da temporada. Após ser “derrotado” pelo comandante texano, ficando em segundo lugar na disputa, Thibs elogiou o colega e disse que Pop é um exemplo para todos na NBA.

“A grande coisa sobre Gregg é que ele é um grande exemplo para nós todos”, disse Thibodeau em entrevista ao Chicago Sun-Times.

Estou feliz por ele; Popovich fez uma ótima temporada – é impossível negar”, completou.

Na sequência, o manda-chuva do Chicago Bulls elogiou o Coach Pop como pessoa. “O que eu mais admiro nele é que eu tive a oportunidade de conhecê-lo há 20 anos atrás e ele é exatamente o mesmo hoje. Todo o sucesso, os títulos conquistados – isso nunca fez com que Pop mudasse”, finalizou.