Spurs (44-16) @ Lakers (39-23) – Aqui se faz, aqui se paga!

San Antonio Spurs112X91Los Angeles Lakers

O San Antonio Spurs entrou em quadra na noite desta terça-feira (17) com sede de vingança. A derrota da última semana para o Los Angeles Lakers estava entalada na garganta dos texanos. Bem, como diz o velho ditado, “a vingança vem a cavalo”. E ela veio! Com uma postura totalmente diferente, os comandados de Gregg Popovich massacraram o Lakers por 112 a 91 – um verdadeiro atropelamento. Vamos aos destaques!

Dessa vez Bynum sofreu um pouco (AP Photo/Jason Redmond)

Mudança tática

DeJuan Blair foi sacado do quinteto titular e sequer entrou em quadra durante a partida. No seu lugar, Gregg Popovich escalou o brasileiro Tiago Splitter. A tática do Coach Pop era bem clara: tentar brecar o ímpeto do super-pivô Andrew Bynum. A mudança foi eficaz. Por mais que Bynum tenha se destacado ofensivamente sobre o brazuca, conseguimos impedi-lo de dominar os rebotes, como aconteceu no primeiro jogo entre as equipes. Para se ter uma ideia, o pivô angelino coletou apenas sete ressaltos (havia pego 30 na semana passada). No total, cada time ficou com 37.

Pega essa, Gasol!

Alternativa 

Como eu disse acima, Splitter executou um bom trabalho, mas foi presa fácil para o camisa 17 – que marcou boa parte dos seus 21 pontos em cima do pivô brasileiro. Popovich notou essa dificuldade bem cedo (talvez por isso Splitter tenha jogado apenas 18 minutos na partida desta terça) e fez uma tentativa que deu muito certo: colocou Tim Duncan sobre Andrew Bynum e Boris Diaw na cola de Pau Gasol. No duelo europeu, o francês praticamente anulou o espanhol – tanto que Diaw retornou para o segundo tempo no quinteto titular do Spurs. Timmy, por sua vez, foi impecável defendendo o gigante do Lakers.

Chovendo no molhado…

Falar bem de Tony Parker já virou rotina. Naquele primeiro embate entre Spurs e Lakers, TP foi muito mal – e reconheceu o péssimo desempenho. Como dissemos no pré-jogo, o francês com certeza viria motivado para essa partida – e foi o que aconteceu. Participativo, o camisa 9 infernizou a defesa angelina. Ninguém conseguiu acompanhá-lo e Parker, esperto, usou e abusou da sua velocidade para atormentar os rivais. Destaque também para a pontaria afiada. Dos 20 arremessos que tentou, o armador acertou 14, terminando o jogo com 29 pontos e 13 assistências.

Velhinhos em forma

Além de Tony Parker, é impressionante o que jogaram Tim Duncan e Manu Ginobili. O ala-pivô, como já disse, foi muito bem marcando o outrora imparável Andrew Bynum. Além disso, o Big Fundamental voltou a ser essencial na tábua ofensiva, contribuindo com 19 pontos (9-14) e cravando uma bola espetacular sobre o pobre Josh McRoberts (veja o vídeo abaixo). Ginobili, por sua vez, comandou o banco de reservas com 15 pontos, seis rebotes e quatro assistências.

Elogio merecido

Tenho para mim que nós só criticamos aqueles que gostamos. O blogueiro Lucas Pastore, por exemplo, sempre massacra o pobre coitado do Matt Bonner, mas, no fundo, tem um carinho especial pelo Red Rocket. No meu caso, tenho esse “carinho especial” pelo Gary Neal. Tudo bem que ele força o jogo e passa pouco a bola, mas vamos concordar que o cara tem “saco roxo” e sempre nos tira de umas roubadas. Contra o Lakers, foi Neal o responsável por abrir a vantagem do San Antonio Spurs no placar – que começou a ser construída no segundo quarto. No período derradeiro, o ala-armador fez uma cesta importante quando o time angelino tentava reagir. Ou seja, podemos dizer que Gary Neal é um “mal necessário”.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 29 pontos e 13 assistências

Tim Duncan – 19 pontos e oito rebotes

Manu Ginobili – 15 pontos, seis rebotes e quatro assistências

Danny Green – 11 pontos

Los Angeles Lakers

Andrew Bynum – 21 pontos e sete rebotes

Pau Gasol – 16 pontos, sete rebotes e cinco assistências

Matt Barnes – 16 pontos, seis rebotes e quatro assistências

Metta World Peace – 11 pontos

Anúncios

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, já escreveu para o Spurs Brasil de 2008 a 2012, criou o Destino Riverwalk e agora volta à velha casa para dar seus pitacos sobre o San Antonio Spurs.

Publicado em 18/04/2012, em Resumo de Jogos e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 21 Comentários.

  1. Gustavo Alves

    Como vc disse, aquele jogo da semana passada foi muito atípico.
    Spurs ta de parabéns. Dominou o Kobeless Lakers completamente.
    Agora, me mata de raiva aquele narrado do Space falando Gary O’neal toda hora!
    Que odio!

    • Willian Fernandes

      HUAHUA, ih brou, os caras tá com muito sono ou sei lá. Tudo era bola de três, trocou os nomes dos jogadores. Totalmente dopados.

  2. Dante Campana

    A sorte anda junto da competência. Desde a semana passada (quando tivemos duas derrotas seguidas), Thunder e Bulls também vem tropeçando.

    Tenho sido um dos mais enfáticos aqui no blog sobre a importância do mando de quadra absoluto (melhor campanha geral) para os playoffs. Estamos perto de conseguir isso.

    Só não quero um presentão de grego, que seria Dallas, como 8th seed.

    • Tá dificil, o Bulls tem que perder 2x. A começar pelo Miami na sexta!

      • Willian Fernandes

        Na verdade não acho dificil os Bulls perder duas, afinal, além do Heat, Também pega os Mavs que ainda brigam por posição. Mas será que hoje, por exemplo, o Gerg não vai dar aquela poupada na galera?
        Por mim ficando na frendo Heat,que é melhor mandante, tá valendo.

      • Willian Fernandes

        * Greg.
        Obs.: Bulls também pega o surpreendente Indiana.

      • O problema é que eu acho que embora os Bulls percam 2 partidas, nós ainda vamos perder uma… portanto ficaremos em segundo no geral =/

      • Willian Fernandes

        Se não perder hoje, acho que não perde mais.

  3. Willian Fernandes

    Ontem foi um jogaço. O time soube anular (ou segurar) a melhor duplade garrafão da nba, espantando de vez o fantasma dos playoffs do ano passado. Lembrança amarga das viagens ao Tennessee.
    Na sexta, com a possível volta de Kobe, ainda tenho os Spurs como favorito. Desde que, é claro, a equipese empenhe como ontem.
    #GOSPURSGO

  4. K-delmondes

    Estupro em Los Angeles. MVPARKER

  5. Tô falando sério, vou sair do blog

  6. O Jump Shot do Parker ali entorno da cabeça do garrafão está impossível de ser marcado esse ano, é incrível. Big 3 mais um grande elenco de apoio, é título na certa.

  1. Pingback: Spurs (44-16) @ Kings (20-41) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: De alma lavada, Parker e Manu falam sobre massacre em Los Angeles | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (45-16) @ Kings (20-42) – XXXXX | Spurs Brasil

  4. Pingback: Spurs (45-16) vs Lakers (40-23) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  5. Pingback: Powell, Wilkerson e o mito do pivô | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s