Arquivo diário: 17/04/2012

“Posso ser melhor que Ginobili”, diz novato do Warriors

Como diria o técnico Tite: "FALA MUITO!"

Após a derrota do Golden State Warriors para o San Antonio Spurs, o novato Klay Thompson foi perguntado pela imprensa local sobre o seu desempenho e sobre a semelhança do seu basquete com o estilo de jogo do argentino Manu Ginobili.

Thompson foi curto e grosso na resposta. “Gosto de jogar o meu jogo e fazer minha parte. Sei que posso ser do mesmo nível, ou até melhor, que Manu Ginobili”, disse o camisa 11. Humilde ele, né!?

Dentro de quadra, o novato fez boa partida e foi o destaque do fraco e desfalcado time da Califórnia. Klay anotou 29 pontos, pegou oito rebotes e distribuiu cinco assistências. Na temporada, ele tem média de 11,8 pontos por noite.

Enquanto o ala ainda busca seu lugar ao sol na NBA, o já consagrado Ginobili foi bastante elogiado pelo técnico Gregg Popovich. “Sem Manu, sem títulos”, disse o comandante do Spurs após o massacre de segunda (16) sobre o Warriors. “Ele tem amor por vencer e é maníaco por competitividade. É mais ou menos como Michael (Jordan) e Kobe (Bryant)”, completou o Coach Pop.

É, pelo jeito o tal de Klay Thompson precisa baixar a bolinha e treinar muito para um dia, quem sabe, chegar aos pés do argentino.

Anúncios

Bonner e defesa combinam? Os números mostram que sim!

Matt Bonner seguindo os passos de Bruce Bowen! (Ok, forcei!)

Matt Bonner é um dos alvos preferidos dos torcedores do San Antonio Spurs quando a equipe vai mal. O camisa 15 é sempre o primeiro a ser criticado, principalmente por seu discutível desempenho defensivo.

Mas será que Bonner é realmente desprezível defendendo? Bem, já observei em algumas partidas desta temporada que o Red Rocket melhorou consideravelmente neste quesito. Está longe de ser um Tim Duncan (quase cometo uma heresia das grandes agora, ein!), mas tem lá sua utilidade.

Por incrível que pareça, os números mostram que Bonner e Duncan formam uma boa dupla. Um levantamento feito pelo jornalista Andrew McNeill, do 48 Minutes of Hell, mostra que a parceria tem a mesma eficiência defensiva que a “dupla dos sonhos”, formada pelo camisa 21 e pelo brasileiro Tiago Splitter.

Pois é! Confesso que eu também fiquei chocado com isso, mas é verdade. O San Antonio Spurs concede 97,6 pontos a cada cem posses de bola quando Duncan e Splitter jogam juntos. Quando a dupla de pivôs é Timmy + Red Rocket, o Spurs toma 97,7 pontos – uma diferença imperceptível!

Tudo bem que Duncan/Bonner (7,4 minutos por noite) ficam mais tempo em quadra que Duncan/Splitter (5,4 minutos por noite), mas é curioso saber que o Orange Mamba (desculpa Kobe Bryant) é mais relevante defensivamente do que pensamos. Para quem acredita em números isso é um prato cheio!

Abaixo, temos o desempenho ofensivo e defensivo de cada dueto de pivôs do San Antonio Spurs a cada cem posses de bola. O que vocês acham? Acreditam nos números?

Spurs (43-16) @ Lakers (39-22) – Temporada Regular

San Antonio Spurs (43-16) @ Los Angeles Lakers (39-22) – Temporada Regular

Data: 17/04/2012

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

O San Antonio Spurs busca se vingar do Los Angeles Lakers após a vergonhosa derrota sofrida na última semana. A equipe texana vem de vitória sobre o Golden State Warriors e tenta ampliar sua sequência para quatro triunfos. O time da casa, por sua vez, terá o desfalque do astro Kobe Bryant – que só deverá voltar às quadras nos playoffs.

Confrontos na Temporada (0-1)

11/04/2012 – San Antonio Spurs 84 vs 98 Los Angeles Lakers

No primeiro encontro entre os rivais na temporada, o Los Angeles Lakers sobrou em quadra – mesmo desfalcado de Kobe Bryant. Andrew Bynum foi o rei da noite, com 16 pontos e impressionantes 30 rebotes.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Na partida de San Antonio, Tony Parker foi muito mal – anotou apenas quatro pontos. Após o duelo, o jogador reconheceu o mau desempenho. Nesta noite, o camisa 9 deverá entrar motivado para se vingar do time angelino.

Los Angeles Lakers

PG – Ramon Sessions

SG – Devin Ebanks

SF – Metta World Peace

PF – Pau Gasol

C – Andrew Bynum 

Fique de Olho – Quando está saudável, Andrew Bynum é, no meu ponto de vista, o melhor pivô da NBA – do mesmo nível do unânime Dwight Howard. Quem irá pará-lo nesta noite? Tim Duncan? Tiago Splitter? Façam suas apostas!

Spurs (43-16) @ Warriors (22-38) – De volta ao topo!

San Antonio Spurs120X99Golden State Warriors

O San Antonio Spurs iniciou nesta segunda-feira (16) sua pequena viagem à Califórnia com uma fácil vitória sobre o Golden State Warriors por 120 a 99. De quebra, a franquia texana retomou a liderança da Conferência Oeste graças ao triunfo do Los Angeles Clippers sobre o Oklahoma CIty Thunder. Se a temporada acabasse hoje, Tim Duncan e companhia enfrentariam o Phoenix Suns. Moleza, né!?

Olha só como foi fácil...

Primeiro quarto arrasador

Assim como no sábado, quando recebeu o Phoenix Suns, o Spurs massacrou seu adversário no período inicial. Contra o Warriors, foram 39 pontos só no primeiro quarto – uma marca bastante expressiva. No intervalo, os comandados de Gregg Popovich venciam por 70 a 49.

Neal foi o cestinha do Spurs na noite...

Hora de poupar

Com o triunfo assegurado desde cedo, nosso treinador pôde poupar seus principais atletas. Dos titulares, nenhum jogou mais do que 20 minutos. Tim Duncan teve praticamente uma noite de folga, ficando só 11 minutos em quadra. Manu Ginobili e Tony Parker também mal suaram a camisa – jogaram pouco mais de um período.

Sequência complicada

Após conquistar sua terceira vitória consecutiva, o Spurs terá um calendário apertadíssimo pela frente. A equipe volta à quadra nesta terça, contra o Los Angeles Lakers, e também na quarta – desta vez diante do Sacramento Kings. Depois de uma folguinha na quinta para recarregar as baterias, sexta tem novo duelo contra o Lakers, que já nos venceu uma vez nesta temporada, sem Kobe Bryant.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Gary Neal – 17 pontos e cinco assistências

Tiago Splitter – 15 pontos e oito rebotes

Tim Duncan – 13 pontos e dois rebotes

Manu Ginobili – 12 pontos e quatro assistências

Golden State Warriors

Nate Robinson – 30 pontos e sete assistências

Klay Thompson – 29 pontos, oito rebotes e cinco assistências

Dorell Wright – 17 pontos e seis rebotes