Arquivo diário: 10/04/2012

Ryan Richards aparece em pré-lista olímpica

Vamos ficar de olho nele!

O pivô britânico Ryan Richards, draftado em 2010 pelo San Antonio Spurs, foi convocado em uma pré-lista do Reino Unido para as Olimpíadas de Londres. Essa lista preliminar conta com 21 nomes – sendo que cinco deles devem ser cortados em maio e apenas 12 disputam o torneio.

Richards vinha atuando pelo Lugano Tigers, da Suíça, mas deixou a equipe recentemente por motivos pessoais. Suas médias eram de 11,2 pontos e 6,7 rebotes por jogo. O pivô foi também um dos destaques do último Europeu sub-20, quando anotou 22,1 pontos e 8,1 rebotes de média.

Além dele, o selecionado britânico contará com outros nomes conhecidos, como Ben Gordon, do Detroit Pistons, Luol Deng, do Chicago Bulls e Byron Mullens, do Charlotte Bobcats.

E mais…

Kobe Bryant poderá ficar de fora da partida contra o Spurs

Kobe Bryant - Los Angeles LakersSan Antonio Spurs e Los Angeles Lakers duelam nesta quarta-feira (11) no primeiro de uma sequência de três jogos entre as equipes em abril. O time angelino, no entanto, poderá ter o desfalque de sua principal estrela – 0 ala-armador Kobe Bryant. O camisa 24 vem atuando com dores na perna esquerda e poderá ser poupado pelo técnico Mike Brown.

“Me sinto parte do time agora”, diz Tiago Splitter

Splitter demorou para se adaptar, mas agora já faz parte da Família Popovich

O bom elenco do San Antonio Spurs tem permitido que o técnico Gregg Popovich consiga descansar seus principais atletas. Do trio formado por Tony Parker, Manu Ginobili e Tim Duncan, apenas o primeiro joga mais de 30 minutos por noite – é também o único do time inteiro neste quesito.

Duncan vem logo atrás, com média de 28,4 minutos, e é seguido de perto por Kawhi Leonard, Danny Green, Manu Ginobili, Gary Neal e DeJuan Blair, entre outros…

Um desses outros é o brasileiro Tiago Splitter, que cresce cada vez mais em San Antonio. Nesta temporada, o pivô esteve presente em 48 das 55 partidas disputadas e tem médias de 9,2 pontos e 5,2 rebotes em quase 20 minutos por duelo.

Popovich sabe que o brasileiro é muito importante para a equipe, tanto que ele tem sido presença constante no final dos jogos. “Tê-lo saudável neste ano tem nos ajudado”, disse o treinador após a derrota de segunda-feira (9) para o Utah Jazz, quando o camisa 22 anotou 14 pontos e pegou seis rebotes. “Na temporada passada praticamente ficamos sem ele, por isso agora o consideramos um reforço”, completou.

“Sabia que essa temporada seria importante para mim. Além de termos de descansar o Tim (Duncan), teve a aposentadoria do (Antonio) McDyess. Me sinto parte do time agora. Sempre estive apto a fazer o que fiz na Europa, mas claro, com menos minutos. Agora é diferente, estou conseguindo mostrar o que sei”, declarou o brasileiro.

Spurs (40-15) @ Jazz (30-28) – Chega de vencer

84×91

Depois de perder em San Antonio, o Utah Jazz deu o troco sobre o Spurs jogando em Salt Lake City nesta segunda-feira (9). Não quero passar a imagem de que poderíamos ter vencido este jogo, mas que eles tiveram uma ajuda do técnico Gregg Popovich isso ninguém pode negar. Pop decidiu poupar seu Big Three (Tony Parker, Manu Ginobili e Tim Duncan), iniciando o embate com Patrick Mills, Danny Green, Stephen Jackson, Boris Diaw e DeJuan Blair no time titular, o que resultou em apenas 84 pontos (40% FG) marcados e facilitou a vida dos donos da casa.

Brasileiro Tiago Splitter foi um dos destaques ofensivos do Spurs

Um bom teste

Poupar o trio até que não foi ruim. Os texanos venciam até o final do terceiro período por quatro tentos e iniciaram o quarto derradeiro com uma bomba de Matt Bonner de longa distância. Depois disso, foram apenas 13 pontos. A defesa também não funcionou, permitindo 16-27 no período final.

Gary Neal arremessou muito e acertou pouco...

Sequência quebrada

Os texanos não perdiam desde o dia 17, quando foram derrotados em Dallas pelo Mavericks. Após 11 jogos, nova derrota longe do AT&T Center. Quem acreditava que Boris Diaw fosse o amuleto da sorte cometeu um grande equívoco, mostrando que o sucesso só vem depois de muito trabalho.

Próxima parada

De volta ao AT&T Center, o Spurs recebe o Lakers na quarta e o Grizzlies na quinta. Uma vitória sobre o Memphis pode ser mais importante, já que trata-se de um concorrente direto na Divisão Sudoeste. Ainda faltam 11 jogos e dez deles serão contra adversários da Conferência Oeste. Essa partidas deverão ser muito importantes para definir os confrontos da pós-temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tiago Splitter – 14 pontos e seis rebotes

Gary Neal – 14 pontos e cinco assistências

DeJuan Blair – 13 pontos e oito rebotes

Utah Jazz

Devin Harris – 25 pontos, seis assistências e seis rebotes

Paul Millsap – 18 pontos e dez rebotes

Al Jefferson – 12 pontos, dez rebotes e quatro tocos