Arquivo diário: 02/04/2012

Twitcam comemorativa do Spurs Brasil

Março foi um mês histórico para o Spurs Brasil. Impulsionado pela chegada de Stephen Jackson pelo San Antonio Spurs – que rendeu três recordes seguidos de visitas diárias no blog – nós superamos por mais de três mil cliques nosso antigo mês mais movimentado, que havia sido janeiro de 2011. E nada melhor do que comemorar ao lado dos responsáveis por isso: nossos leitores!

Nesta terça-feira (3), a partir das 18h30, Bruno Pongas e Lucas Pastore estarão juntos para uma Twitcam especial comemorativa do recorde. Além disso, o evento servirá como aquecimento para o jogo contra o Cleveland Cavaliers, que acontecerá às 20h e abrirá o último mês da temporada regular para o Spurs. Imperdível!

Popovich é eleito o melhor técnico do mês no Oeste

Manja muito!

O técnico Gregg Popovich, do San Antonio Spurs, foi eleito pela segunda vez consecutiva o melhor treinador da Conferência Oeste nesta temporada. Pelo lado Leste, quem ficou com o prêmio foi Tom Thibodeau, comandante do Chicago Bulls.

Popovich liderou sua equipe ao recorde de 12 vitórias e apenas três derrotas em março (80% de aproveitamento). Nos últimos dez jogos, o San Antonio Spurs venceu nove, sendo sete deles de forma seguida.

Ao longo dos dois últimos meses, a franquia texana venceu 23 vezes e saiu de quadra derrotada em apenas cinco oportunidades (82,1% de aproveitamento) – melhor marca da NBA no período.

Essa foi a 14ª vez que o treinador levou o prêmio de técnico do mês para casa e apenas a segunda vez na carreira que a homenagem aconteceu de forma consecutiva. A última vez havia sido nos meses de novembro e dezembro de 2010. É importante ressaltar que Popovich é o técnico que mais vezes foi premiado na história.

“Foi bom para ambos”, diz Popovich sobre troca de Hill

Pai e filho...

Rever George Hill na noite do último sábado (31) foi muito especial, sobretudo para o treinador Gregg Popovich.

Antes de vencer o Indiana Pacers, o técnico do San Antonio Spurs foi interpelado por um repórter que estava no Texas cobrindo o time rival. De acordo com o jornalista, Hill havia dito à imprensa de Indiana que Pop era como uma pai para ele. “Você está tentando me fazer chorar. Tipo, eu chutei ele pra fora de casa”, brincou o treinador, antes de contar boas histórias sobre seu antigo pupilo.

“Disse publicamente que ele era meu jogador favorito diversas vezes e por vários motivos. Quando George chegou aqui, mal sabia fazer um pick-and-roll. Quando o vi pela primeira vez pensei – meu Deus, o que vamos fazer com esse garoto? Aí ele começou a trabalhar duro – antes e depois dos treinamentos – e se tornou uma pessoa querida por todos”, disse.

Para Popovich, Hill cresceu muito desde que chegou a San Antonio – como jogador e também como pessoa. Segundo ele, o armador sequer abria a boca nos seus primeiros dias, mas aos poucos foi se enturmando e encantou a todos. “George é uma pessoa inacreditável, um ser humano incrível”, explicou. Antes que o discurso começasse a ficar muito sentimental, no entanto, Pop usou seu humor sarcástico para desviar o foco. “Mas no final das contas eu acabei mandando ele pra longe porque sou um babaca”.

Para finalizar, o treinador revelou que enviá-lo de volta à sua terra natal foi a desculpa perfeita para aceitar a troca com o Pacers. “Essa foi meio que minha desculpa e permitiu que eu conseguisse dormir tranquilamente por um bom tempo”, afirmou. “Minha esposa ficou furiosa comigo e o time todo ficou chocado, mas no final das contas acabou sendo bom para ambos”, pontuou.