A volta de George Hill a San Antonio…

Saudades...

O jogo deste sábado (31) em San Antonio vale muito mais do que uma simples vitória em busca do topo da Conferência Oeste. O adversário, o Indiana Pacers, trará consigo um jogador que foi embora e que deixou saudades. Será a primeira partida de George Hill com a camisa de sua nova equipe em San Antonio.

Hill foi recrutado na primeira rodada de 2008. Era um total desconhecido e muitos o colocavam como provável escolha de segundo round. Vindo da pouco tradicional IUPUI, o camisa 3 teve impacto imediato e em pouco tempo se tornou o “queridinho” do técnico Gregg Popovich. Sua garra e vontade de vencer impressionavam. A torcida, tanto lá nos EUA quanto aqui no Brasil (sentíamos isso nos comentários feitos no blog), adoravam o jogador. Gostavam mesmo; era como se ele fosse o atleta favorito de quase todos.

Agora entra a parte em que vocês perguntam: por que ele foi trocado se tinha tanta importância para o time? Bem, essa é uma pergunta difícil de responder. Até hoje vejo as pessoas reclamando da troca, pois George Hill era, depois de Tim Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker, uma peça praticamente intocável. Se ele for bem no duelo de logo mais, com certeza vai ter gente criticando, dizendo que ele jamais deveria ter saído, mas isso é normal…

Voltando ao assunto, eu tenho a minha própria tese sobre essa polêmica toda. Por ser muito bom, o armador era a única peça de troca valiosa e “dispensável”. Escrevo dispensável entre aspas porque negociar Duncan, Parker ou Ginobili era – e é – algo absolutamente fora dos planos. Ou seja, George era muito bom, o melhor depois dos intocáveis e aquele que mais despertava interesse das outras franquias.

Além disso, o San Antonio Spurs tinha uma grande carência defensiva. Mas Hill era um bom defensor, certo? Certíssimo! Ele era ótimo marcando individualmente, mas era muito baixo para tomar conta de atletas maiores, como Kevin Durant, por exemplo. Lembro de duelos interessantes entre George Hill e Kobe Bryant. O camisa 3 era implacável contra o astro do Lakers, mas pecava quando tinha de tomar conta de alguém mais alto.

Gregg Popovich e R.C. Buford viram em Kawhi Leonard o novo Bruce Bowen, conversaram com o Indiana Pacers (que tinha a 15ª escolha no Draft de 2011) e resolveram bancar a aposta. Na noite do recrutamento, Hill já sabia que seria enviado de volta à sua terra natal. “O Coach Pop explicou a natureza do negócio, o que eu respeitei, explicou que fazer aquilo seria muito difícil e que ele se sentia muito mal. Ao mesmo tempo, disse que era algo que era necessário para o bem da franquia. Foi difícil de engolir, mas desde o primeiro dia ele foi honesto comigo”, disse o jogador, que tentou dar uma prévia de como será reencontrar esse passado recente pela primeira vez. “Será meio estranho. Vou me divertir. Será bom ver todo mundo novamente e ver todos sorrindo, mas ao mesmo tempo vai ser emocionante porque sinto falta desses caras. Nós criamos uma unidade, mas temos de entender que a NBA é um negócio. Vamos jogar como em uma partida normal de temporada regular e nos divertir”, concluiu.

A nós, torcedores, resta desejar o melhor futuro possível para George Hill (menos contra o Spurs, claro). Um atleta que sempre foi muito aplicado e íntegro durante todo o tempo que esteve em San Antonio. Abaixo, uma última imagem para ficar na história. Quem lembra desse lance?

Uma última imagem pra ficar na história...

Anúncios

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, já escreveu para o Spurs Brasil de 2008 a 2012, criou o Destino Riverwalk e agora volta à velha casa para dar seus pitacos sobre o San Antonio Spurs.

Publicado em 31/03/2012, em Na linha dos 3 e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 17 Comentários.

  1. É uma pena ele ter ido embora. mas esse era o único caminho para o fortalecimento do Spurs como estamos vendo.

  2. Francisco Neto

    Desejo tudo de bom pro Hill, mas estou extretamente contente com a troca e confiante que San Antonio fez um belo trabalho. Falo isso só levando em conta o Leonard, que é figura certa no 1st all-rookie team desse ano. Ainda temos os direitos do Bertans e do Lorbek pra analisar futuramente.
    Vamos ver a performance dele nessa jogo. Pessoalmente estou mais ansioso pelo duelo entre Leonard e Paul George

    abraço e ótimo texto como sempre

    • Bruno Pongas

      Verdade Francisco. Ainda tem o Lorbek, que seria de grande ajuda se viesse, e o Bertans, que é uma promessa.

      Obrigado pelo elogio.

      Abraços ;)

  3. Guilherme Kamus

    Acho que ele volta pra SA ainda, como o Captain Jack.

  4. Pra quem preferia Kaman à Diaw, esse é o grande problema dele.
    http://jumperbrasil.com/2012/03/chris-kaman-esta-fora-por-tempo-indeterminado/

  5. Fernando Rascado

    me diz uma coisa, o spurs sabe que vcs mantem o site? , seria legal avisarem o spurs que no brasil tem um grande grupo que ama o spurs e vê todos os jogos possíveis. Abraço?

    • Esse site é bom demais.

    • Bruno Pongas

      Olha Fernando. Talvez até saibam, já que a gente mantém um contato com alguns dos sites que cobrem o Spurs lá fora. Mas acho que eles nem ligam muito pra falar a verdade…

      • Não teria como mandar um e-mail contando a história do site(Quanto tempo existe, numero médio de leitores, nossa paixão pela franquia e etc)? Quem sabe eles não façam uma materia no site citando a gente ou até melhor: Façam sorteio de brindes ou até mesmo 1 camisa oficial a cada temporada visando fortalezar, unir e manter a base de fãs brasileiros.

        Afinal de contas, não muito distante teremos jogos de pré-temporada da NBA aqui e um pouco distante talvez até um jogo de temporada regular… quem sabe não será o dos Spurs?

  6. Deixa o homem descansar dois dias pra ver oq acontece. Duncan Monstro!

  7. Bruno Pongas

    Eu acho uma ideia boa, viu Amaury. Vou ver com o pessoal do blog se a gente faz isso.

  1. Pingback: Spurs (36-14) vs Pacers (30-21) – Spurs “old school” vence 7ª seguida! | Spurs Brasil

  2. Pingback: Após derrota, George Hill fala sobre o novo momento do Spurs | Spurs Brasil

  3. Pingback: “Foi bom para ambos”, diz Popovich sobre troca de George Hill | Spurs Brasil

Deixe uma resposta para Guilherme Kamus Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s