Sobre a aposentadoria de Ford e o restante da temporada…

Será que ele volta um dia?

T.J. Ford deu seu adeus à NBA nesta segunda-feira (12) e pegou todos de surpresa em San Antonio. A imprensa local já especulava seu retorno na quarta, contra o Orlando Magic, mas o jogador preferiu abandonar o esporte e cuidar de sua saúde. A notícia é triste, mas a vida é assim mesmo…

Ford convivia com um problema nas costas chamado estenose do canal medular e jogava há anos contrariando o veredicto dos médicos, que pediam sua aposentadoria. O persistente camisa 11 ignorou os especialistas, mas decidiu colocar um ponto final em sua curta carreira de nove anos após uma pancada do amigo Baron Davis na vitória da equipe texana sobre o New York Knicks.

“Tenho evitado o diagnóstico dos médicos por anos. Já fiquei deitado na quadra sem forças nem para me mexer outras vezes antes. Só estou tentando sair dessa enquanto ainda tenho chance, porque quando se está deitado lá (na quadra) nunca se sabe o que pode acontecer”, disse ele, ao anunciar o término da carreira.

Particularmente fiquei muito surpreso e triste quando essa notícia pingou na internet, mas o que podemos fazer? Ford poderia tranquilamente continuar como reserva, jogando 15 minutos por noite, mas optou por cuidar dos filhos e da família. O susto foi grande e com certeza ele nunca mais quer passar por isso novamente. Ou seja, o psicológico pesou um pouco – ou muito – em favor da aposentadoria.

Digo e repito: é muito triste, mas infelizmente temos que virar a página. Sem T.J. Ford, o San Antonio Spurs tem que dar um jeito de conseguir um novo armador. Cory Joseph, que agora é o reserva imediato, já mostrou que ainda é muito cru para a NBA. Gary Neal pode quebrar um galho organizando a equipe, mas nunca será um especialista, e Manu Ginobili é excelente, mas duvido que Gregg Popovich irá desgastá-lo por muito tempo no comando do time.

Desta maneira, sobram pouquíssimas alternativas. A primeira delas seria trocar James Anderson por um armador de ofício. Anderson pediu para ser negociado recentemente, mas o problema é que ele vem jogando muito mal e ninguém parece estar interessado em seus serviços. Outra alternativa, essa um pouco mais distante, seria repatriar Aaron Brooks, que atualmente está no basquete chinês. Precisaria ver como ele está na China e por quanto ele toparia fechar com o Spurs – acho meio inviável no momento.

Alternativa caseira?

De tudo o que foi falado até agora, o mais lógico parece ser garimpar algum talento na D-League (Liga de Desenvolvimento da NBA). O Austin Toros, que é o time filiado ao San Antonio Spurs na NBDL, tem uma peça que pode ajudar muito o técnico Gregg Popovich. Trata-se do armador Justin Dentmon. O camisa 9 do Toros é hoje um dos melhores – quiçá o melhor – jogador  da D-League e sabe pontuar como poucos. Na atual temporada, Dentmon tem médias de 22,9 pontos, cinco assistências e 3,8 rebotes em pouco mais de 37 minutos por noite. Aos 26 anos e com 1,83m, Dentmon parece uma aposta lógica. Em sua última partida em Austin, ele anotou 35 pontos (14-21), pegou oito rebotes, distribuiu cinco assistências e cometeu apenas dois turnovers. Acho que um contrato de dez dias seria interessante. Alguém concorda?

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, já escreveu para o Spurs Brasil de 2008 a 2012, criou o Destino Riverwalk e agora volta à velha casa para dar seus pitacos sobre o San Antonio Spurs.

Publicado em 12/03/2012, em Na linha dos 3 e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 9 Comentários.

  1. Seria uma boa mesmo.

  2. Victor Moraes

    Uma pena essa aposentadoria precoce… Ele estava jogando realmente bem antes de se machucar, tinha sido uma ótima sacada do Spurs.

    Mas esse risco todo mundo já sabia e isso podia mesmo acontecer. Não temos como culpar o Ford. Afinal, o cara não tem culpa de ter um grave problema físico e por isso preferir cuidar dos filhos ao invés de a qualquer momento poder sofrer algo ainda mais grave.

    Desejo boa sorte a Ford na sequência da vida, agora longe das quadras. Para o Spurs, fica o claro prejuízo de nao ter um PG reserva a altura. É cedo para condenar o Joseph, mas é ainda é bem cru para NBA, falta muito para poder ter minutos consistentes. Mas quem sabe essa “obrigação” de jogar o faça evoluir mais rápido…

  3. GO FOR DENTMON

    DENTMON!!

  4. Willian Fernandes

    Bom, acho que necessidade real e imediata não há, pois foram poucos o jogos que pudemos contar com o Ford, e o pior, também sem o Manu.
    Acho que com as peças que temos podemos e vamos fazer um estrago grande nos playoffs.
    Mas, mais do que nunca nessa temporada, precisamos ser precavidos. Falta um mês e meio para o fim da temporada regular e, em pouco, os contenders, já garantidos como é o nosso caso, irão todos tirar o pé para poupar seus melhores jogadores. Por isso há a necessidade de mais peças úteis* e confiáveis no elenco.
    Quanto ao Dentmon, acho que vale a aposta.

    * antônimo de James Anderson

  1. Pingback: Atualização: Spurs manda escolha de Draft e Ford para o Warriors | Spurs Brasil

  2. Pingback: Quem será o próximo contratado do Spurs? | Spurs Brasil

  3. Pingback: Patrick Mills já fala como jogador do Spurs | Spurs Brasil

  4. Pingback: Diaw chega, estreia e é elogiado em San Antonio | Spurs Brasil

  5. Pingback: Aposentado, T.J. Ford cogita voltar às quadras | Spurs Brasil

Deixe uma resposta para Rivo Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s