Arquivo diário: 03/03/2012

Agora só falta você!

Ufa! Fazia tempo que as lesões não minavam tanto o San Antonio Spurs. No jogo de quarta-feira (29), contra o Chicago Bulls, nada menos do que cinco jogadores eram dúvida antes do tapinha inicial: T.J. Ford, Gary Neal, Manu Ginobili, Kawhi Leonard e Tiago Splitter estavam contundidos. Agora, sem querer zicar, parece que essa má fase enfim terminou. Com a maioria dos atletas saudáveis, Gregg Popovich espera apenas o retorno do argentino para poder testar a real força de seu elenco.

Que saudades do Manu Flop!

Ginobili é esperado já para o jogo de domingo (4), contra o Denver Nuggets, o próximo compromisso do Spurs. Vindo de uma série de lesões, o ala-armador deverá levar algumas partidas para recuperar seu ritmo de jogo ideal. Mas, quando ele estiver 100%, Pop terá opções interessantes para montar sua equipe em determinados momentos dos jogos.

Vale lembrar que Manu é um defensor de perímetro eficiente. Por isso, em algumas partidas, o treinador pode testar uma formação de marcação forte, com o argentino na armação, Danny Green e Leonard nas alas e Tim Duncan e Tiago Splitter no garrafão. Pode ser um quinteto interessante, por exemplo, para enfrentar o Oklahoma City Thunder, teoricamente o favorito da Conferência Oeste: Green pode colar em Russell Westbrook e Leonard pode tomar conta de Kevin Durant enquanto Duncan e Splitter brigam pelos rebotes com os grandalhões do adversário. Manu pode se poupar um pouco na defesa e comandar o ataque deste modo.

Uma outra formação interessante pode ser de arremessadores: uma infiltração iniciada por Ginobili, Ford ou Tony Parker – talvez com corta-luz de Duncan, Splitter ou DeJuan Blair – pode abrir espaço no perímetro, o que seria mortal em um quinteto que contaria ainda com Neal, Richard Jefferson e Matt Bonner, os três jogadores mais perigosos do elenco do Spurs nos tiros de longa distância.

É possível também colocar em quadra uma equipe que privilegie o rebote, um dos pontos fracos da última temporada que ficou evidenciado após a derrota para o Memphis Grizzlies nos playoffs. Blair e Duncan, na linha de frente, são os líderes do Spurs no fundamento. Mas Green e Leonard costumam brigar pela bola dos dois lados da quadra, ao menos para mantê-la viva. Com isso, Parker ou Ford poderiam ficar espertos para serem acionados em velocidade, já de olho no contra-ataque.

A grande dúvida que fica, no entanto, é se Ginobili voltará ao time titular ou se será usado como sexto homem, estratégia que deu certo no passado recente. Se voltar a começar os jogos, Manu pode entrar no lugar de Green ou no de Jefferson. Mas isso pouco importa.

O que importa, sim, é quem terminará os duelos mais apertados. E sem dúvida Ginobili vai estar nesse time. Ao lado de quem? Eu prefiro Green, que se mostrou decisivo em algumas partidas e ainda defende melhor do que Jefferson. No garrafão, a mesma coisa: Blair começa os jogos, mas eu prefiro Splitter terminando-os ao lado de Duncan.

É possível perceber que a volta de Manu aumentará as possibilidades do elenco texano. Domingo, é provável que, pela primeira vez desde janeiro, o Spurs terá 100% do plantel à disposição. Resta saber se isso bastará para que a equipe chegue ao nível de Bulls, Thunder e Miami Heat e brigue pelo título desta temporada.

Spurs (25-11) vs Bobcats (4-30) – Fácil demais!

San Antonio Spurs102X72Charlotte Bobcats

O San Antonio Spurs recebeu o Charlotte Bobcats na noite de sexta-feira (2) e simplesmente passou o carro sobre o rival. Com um segundo tempo excelente, os comandados de Gregg Popovich venceram por 102 a 72. Vamos aos destaques.

Ficou engraçada essa foto...

Último quarto arrasador

Os 30 pontos de vantagem foram construídos graças ao placar massacrante no último período. Os comandados de Gregg Popovich venceram o quarto por 28 a 13 e acertaram praticamente tudo que tentaram. Tudo bem que o Charlotte Bobcats é um adversário bem fraco, talvez o pior de toda a NBA, mas mesmo assim foi gostoso de ver.

Ginobili só no domingo

Quem ficou acordado esperando o argentino Manu Ginobili entrar em quadra se decepcionou, já que o camisa 20 foi cortado momentos antes do tapinha inicial. Manu deve voltar definitivamente no domingo (4), quando o Spurs recebe o Denver Nuggets. Acho que Pop fez bem em descansá-lo, já que o Bobcats é realmente muito fraquinho.

Quase completos

Quando Ginobili voltar, o San Antonio Spurs finalmente terá 100% de sua força. Na partida de ontem, Kawhi Leonard retornou após um pequeno período lesionado e anotou dez pontos em 17 minutos. Tiago Splitter e T.J. Ford, que também estavam machucados e voltaram “enferrujados” na derrota para o Chicago Bulls, foram mais consistentes contra o  Bobcats. O brasileiro ficou quase 21 minutos em quadra e contribuiu com nove pontos e cinco rebotes, enquanto o armador fez sete pontos e distribuiu três assistências.

Hora de embalar

A franquia texana tem uma sequência complicada pela frente. Dê só uma olhada nos próximos adversários: Denver Nuggets (casa), New York Knicks (casa), Los Angeles Clippers (casa), Washington Wizards (casa), Orlando Magic (casa), Oklahoma City Thunder (fora), Dallas Mavericks (fora), Minnesota Timberwolves (casa), Dallas Mavericks (casa), New Orleans Hornets (fora), Philadelphia 76ers (casa), Phoenix Suns (fora), Sacramento Kings (fora) e Indiana Pacers (casa). O que acham? 

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 15 pontos e quatro assistências

Tim Duncan – 14 pontos e oito rebotes

Richard Jefferson – 14 pontos e sete rebotes

Matt Bonner – 14 pontos e quatro rebotes

Charlotte Bobcats

Boris Diaw – 14 pontos e seis rebotes

Corey Maggette – 14 pontos