Arquivo diário: 18/01/2012

Pesquisa entre GMs coloca Pop entre os melhores da NBA

Que Gregg Popovich é um dos melhores – quiçá o melhor – técnicoa da NBA todos nós já sabemos. O que poucos sabem é que Pop também goza de imenso prestígio entre os dirigentes das outras equipes.

Na terça-feira, a liga norte-americana de basquete divulgou a anual GM Survey, pesquisa feita com os gerentes-gerais de cada franquia. Confira abaixo alguns resultados interessantes.

Gregg Popovich

  • 42% dos general managers acreditam que Gregg Popovich é o melhor técnico da NBA.
  • 43% acreditam que Gregg Popovich é o melhor motivador de jogadores da liga.
  • 36% acreditam que Pop faz os melhores ajustes na equipe dentro de quadra.
  • Popovich ficou em terceiro lugar no quesito “melhor esquema ofensivo” e em segundo lugar no quesito “melhor esquema defensivo”.
  • De lambuja, seu auxiliar técnico, o excelente Mike Budenholzer, foi o terceiro melhor votado entre os assistentes.

Outros pontos interessantes

  • Apesar da idade, Tim Duncan foi votado entre os melhores alas-pivôs da liga.
  • Tim Duncan ficou em quinto lugar na pergunta sobre o melhor líder da NBA.
  • Tim Duncan e Manu Ginobili ficaram empatados em quarto lugar no quesito “inteligência em quadra”.
  • Tony Parker foi votado entre os jogadores mais rápidos da liga.
  • Manu Ginobili foi o terceiro melhor atleta que melhor se movimenta sem a bola e lembrado na categoria “que jogador você gostaria que recebesse a última bola da partida”.

E aí, pessoal, o que acharam?

Anúncios

Gregg Popovich critica postura da equipe contra o Heat

Imagine quem está possesso nesta foto?

Gregg Popovich está extremamente irritado com sua equipe e fez duras críticas ao elenco após a derrota de terça-feira para o Miami Heat por 120 a 98.

Segundo o treinador, a postura do time texano no terceiro quarto da partida foi inadmissível. “Eles (Miami Heat) vieram com muita intensidade para o segundo tempo e nos dobraram. O físico deles nos matou e ninguém foi capaz de impedir isso”, esbravejou o técnico após o revés.

Popovich foi além e chamou seus comandados de soft, jeito carinhoso de dizer que faltou raça a eles. “O Miami Heat chutou nosso traseiro no segundo tempo, deveríamos estar envergonhados por causa disso, jogando dessa maneira soft”, pontuou.

Tim Duncan também lamentou o péssimo terceiro quarto do San Antonio Spurs e “culpou” LeBron James pela derrota. “LeBron começou a acertar seus arremessos e a intensidade do time deles veio por causa disso”, analisou. “Uma coisa acarretou a outra. A intensidade deles no segundo tempo mudou todo o cenário do jogo”, completou.

O armador Tony Parker concordou com o camisa 21. “Nesses momentos, é difícil fazer alguma coisa”, disse. “Ele (LeBron James) estava inspirado no terceiro período. Ele vinha nos contra-ataques e arremessava de três pontos. É impossível defender”, finalizou.

Para piorar, o San Antonio Spurs tem outro adversário difícil nesta noite. Contra o Orlando Magic, em Orlando, a franquia texana busca seu primeiro triunfo fora de casa na temporada regular. Será que reagiremos depois desse esporro do Pop?

Spurs (9-5) @ Magic (10-3) – Temporada Regular

San Antonio Spurs (9-5) @ Orlando Magic (10-3) – Temporada Regular

Data: 18/01/2012

Horário: 22h00 (Horário de Brasília)

Local: Amway Center

O San Antonio Spurs vem de derrota para o Miami Heat. Pior do que perder em Miami foi ser humilhado no terceiro quarto com um verdadeiro show de LeBron James. De volta à quadra após uma noite desgastante, os comandados de Gregg Popovich encaram o embalado Orlando Magic, que ontem bateu o Charlotte Bobcats por 96 a 89.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Kawhi Leonard

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan/Tiago Splitter

Fique de Olho – O brasileiro Tiago Splitter terá um papel fundamental logo mais contra o Orlando Magic. Em certos momentos da noite, o brazuca deverá ficar encarregado de marcar o superpivô Dwight Howard. Será que ele segura a fera?

Orlando Magic

PG – Jameer Nelson

SG – J.J. Redick

SF – Hedo Turkoglu

PF – Ryan Anderson

C – Dwight Howard

Fique de Olho – Dwight Howard tem feito grandes jogos com a camisa do Orlando Magic. Após atormentar todo mundo durante a offseason pedindo para ser trocado, o gigante parece ter se acalmado e agora começa a se destacar.

Spurs (9-5) @ Heat (9-4) – Quando Ginobili faz (muita) falta…

San Antonio Spurs98X120Miami Heat

Na terça-feira (17), o San Antonio Spurs tentava sua primeira vitória fora de casa na temporada, mas tinha pela frente o forte e badalado Miami Heat. Os comandados de Gregg Popovich fizeram um excelente primeiro tempo, mas tomaram um vareio na volta do intervalo e foram derrotados por 120 a 98.

E a noite foi só dele... (Photo by Mike Ehrmann/Getty Images)

O que faltou?

Nem preciso dizer que Manu Ginobili é um jogador importante, certo? No terceiro quarto da partida, realmente sentimos falta de alguém com sua inteligência. San Antonio liderava o marcador de forma tranquila, mas LeBron James resolveu colocar a bola debaixo do braço e acertou tudo. Nesse momento, o time texano se assustou e, pressionado na defesa, cometeu muitos turnovers e desperdiçou arremessos fáceis. Com Ginobili em quadra, o cenário poderia ser diferente, já que o argentino teria mais capacidade para uma bola de segurança e para cavar uma falta que esfriasse o jogo.

14 pontos

Essa era a vantagem do San Antonio Spurs no intervalo da partida…

39 a 12

Esse foi o placar do terceiro período. LeBron James, que marcou a maior parte de seus pontos depois do intervalo, saiu de quadra com 33 pontos, dez assistências e cinco rebotes. Chris Bosh também deu show – 30 pontos, oito rebotes e cinco assistências. Até o esquecido Mike Miller (sempre machucado) voltou do mundo dos mortos e anotou 18 tentos (todos eles em bolas de longa distância).

Muito trabalho a fazer (Photo by Mike Ehrmann/Getty Images)

Gregg Popovich: culpado ou inocente?

Li muitas críticas ao técnico Gregg Popovich lá no Facebook do Spurs Brasil. Muitos reclamam que o treinador abdica das partidas muito cedo ao colocar os titulares no banco. Eu entendo parte dessas críticas, mas é bom lembrar que vivemos uma temporada diferente. Há muitos jogos em sequência, todos eles em ritmo desgastante. Ainda hoje, por exemplo, viajamos para Orlando para encarar o Magic. Nessas horas o técnico tem que ser inteligente. Viu que a vaca foi pro brejo? Toca os reservas em quadra que em menos de 24 horas tem mais um jogo em alto nível. Infelizmente é assim…

Orlando Magic

Bem, depois da surra é hora de juntar os cacos rapidamente. Nesta quarta-feira (18) tem, como já disse, duelo contra o Orlando Magic. Tradicionalmente o Spurs joga mal em Orlando (perdeu as três últimas partidas que fez por lá, por exemplo). Esperamos que alguém consiga parar o gigante Dwight Howard. Também é bom ficar de olho no versátil Ryan Anderson, que, para mim, vem sendo o melhor jogador do Magic nesta temporada.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 20 pontos

Tony Parker – 18 pontos

DeJuan Blair – 13 pontos e seis rebotes

Kawhi Leonard – 12 pontos e seis rebotes

Gary Neal – 12 pontos

Miami Heat

LeBron James – 33 pontos, cinco rebotes e dez assistências

Chris Bosh – 30 pontos, oito rebotes e cinco assistências

Mike Miller – 18 pontos e quatro rebotes

Mario Chalmers – 13 pontos e quatro assistências