Arquivo diário: 05/01/2012

Spurs (4-2) vs Mavericks (3-4) – Temporada Regular


San Antonio Spurs @ Dallas Mavericks – Temporada Regular

Data: 05/01/2011

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Transmissão: Space e NBA.TV

Após vitória espetacular sobre o Golden State Warriors, o San Antonio Spurs volta à quadra nesta quinta-feira (5) contra o rival Dallas Mavericks. O Spurs quer provar que, mesmo sem Manu Ginobili, pode fazer boas atuações e conseguir vitórias. O Dallas, por outro lado, pretende continuar sua boa fase e demonstrar que já está mais entrosado, tentanto garantir seu terceiro triunfo consecutivo.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – James Anderson/Danny Green

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho –  Tim Duncan se apresentou bem no último jogo contra o Golden State Warriors, deixando a quadra com um duplo-duplo. O pivô quer mostrar que ainda está em forma e que ainda pode carregar o time sem Manu Ginobili, ao lado de Tony Parker.

PG – Jason Kidd

SG – Delont West

SF – Shawn Marion

PF – Dirk Nowitzki

C – Brendan Haywood

Fique de Olho – O Dallas Mavericks é o atual campeão da NBA e Dirk Nowitzki é o atual MVP das Finais. O alemão é sempre perigoso e demanda uma marcação extra.

Anúncios

Green aproveita minutos de fama após noite de estrela

Green deverá aparecer com mais frequência em quadra (Foto: site oficial)

Acostumado ao banco de reservas, Danny Green é o verdadeiro “esquenta banco” do San Antonio Spurs. Seu destino, contudo, pode ter mudado na noite de quarta-feira (4). Diante do Golden State Warriors, Gregg Popovich resolveu apostar no jovem jogador como sua última cartada. O time texano estava mal em quadra, fazia um péssimo trabalho defensivo e atacava com pouca eficiência.

Sem grandes alternativas, Pop chamou o camisa 4 e pediu que ele colocasse sua especialidade, a defesa, em prática. Green entrou e logo colou em Monta Ellis, que vinha fazendo uma partida espetacular. Além de executar um ótimo trabalho defensivo contra um dos pontuadores mais agressivos da NBA, Danny também mostrou competência no ataque com bolas decisivas.

Após o jogo, o pouco requisitado Green foi cercado por repórteres e viveu sua noite de estrela. “Foi divertido”, comentou ele sobre a vitória por 101 a 95. “No segundo tempo, fizemos um grande trabalho parando os armadores deles. Eles vieram pilhados, mas conseguimos jogar melhor defensivamente e foi assim que conseguimos o triunfo”, completou o jogador.

Danny também foi questionado sobre o toco em Monta Ellis nos minutos finais, quando a partida estava pegando fogo. Segundo ele, o argentino Manu Ginobili, que estava assistindo o duelo ao lado do banco de reservas, lhe deu alguns toques sobre como marcar o astro rival. “Ele disse para eu manter meus braços longe do Monta Ellis porque ele tentaria jogar seu corpo em mim e cavar a falta”, explicou.

Green fez exatamente o que seu mentor pediu e deixou a quadra com oito pontos (3-4), dois rebotes, duas assistências e dois tocos em pouco mais de 15 minuto. Nada mal, né?

Spurs (4-2) vs Warriors (2-4) – Acelera, Danny Green!

Robson Kobayashi - Resumo de Jogo

101×95

Nesta quarta-feira (4), o San Antonio Spurs recebeu o Golden State Warriors e, mesmo sem Manu Ginobili, venceu o adversário por 101 a 95.

Gregg Popovich iniciou o jogo com Tony Parker, James Anderson, Richard Jefferson, DeJuan Blair e Tim Duncan. O embate começou disputado, mas Monta Ellis logo começou a se destacar na partida, fazendo 12 pontos e deixando o placar em 26 x 20 para os visitantes no primeiro quarto.

Os texanos até conseguiram buscar o empate, mas a defesa não funcionava e descemos para os vestiários perdendo pelo placar de 53 a 45.

Cuidado Timmy

Cuidado Timmy!!! (AP Photo/Bahram Mark Sobhani)

Pop arrumou a defesa na volta do intervalo, não dando espaço para Ellis e Curry, e chegamos a virar o jogo. O armador rival sentiu o tornozelo direito e facilitou a vida de Tony Parker, mas mesmo assim o período decisivo iniciaria em 75 a 70 para o adversário.

Danny Green entrou bem no jogo e começou a pisar fundo no acelerador. A equipe começou a acompanhá-lo e os jogadores gostaram do ritmo, virando o jogo. Pop solicitou um “Hack-Kwane Brown” só para desestabilizar o adversário, mas os visitantes não desistiam. Foi aí que Parker chamou a responsabilidade e garantiu a invencibilidade no AT&T Center na temporada e uma sequência de 27 vitórias contra o Warriors em San Antonio.

Todos os jogadores que entraram em quadra pontuaram. Nosso próximo adversário será o Dallas Mavericks, na quinta-feira (5), enquanto o Warriors vai até a Califórnia enfrentar a equipe do Los Angeles Lakers.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 21 pontos e oito assistências

Richard Jefferson – 17 pontos (5-5 3pts) e cinco rebotes

Tim Duncan – 15 pontos, 11 rebotes, três roubos e três bloqueios

DeJuan Blair – 12 pontos e nove rebotes

Golden State Warriors

Monta Ellis – 38 pontos e sete assistências

Stephan Curry – 20 pontos e oito assistências

David Lee – 13 pontos e dez rebotes