Spurs (2-1) @ Rockets (1-1) – Spurs tropeça diante do Rockets

105×85https://i0.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif

O San Antonio Spurs caiu diante de um Houston Rockets inspirado e ofensivo na noite de quinta-feira (29), no Toyota Center,  em Houston. Com a pontaria calibrada de Luis Scola, o Rockets abriu o placar e construiu uma vantagem que não seria superada até o fim do jogo. Com um último quarto no estilo jogo-treino, o Rockets finalizou o embate com uma vantagem de 20 pontos: 105×85, conquistando sua primeira vitória e decretando a primeira derrota do Spurs.

A foto explica bem como foi o jogo

O que se viu no primeiro tempo foi Scola tendo muita liberdade para pontuar e chamar a marcação para que seus companheiros arremessassem. Dessa forma, o time de Houston conseguiu vários pontos da linha de três pontos. Destaque para Kevin Martin, que, além de fazer quatro arremessos bem sucedidos de três pontos, marcou 25 tentos (10-17 FG, 4-8 3 PT). Com os titulares em quadra, o Spurs não conseguiu encaixar seu jogo, e a primeira metade acabou com o placar de 53×35 para o time rival.

No San Antonio Spurs, o garrafão é um problema. Com apenas quatro pivôs na rotação, o time fica deficiente em alguns momentos. Primeiro porque Tim Duncan já não tem tanto tempo de quadra e precisa ser descansado. Segundo porque Matt Bonner não funciona como pivô no ataque. Sendo sua especialidade o arremesso de três, o jogador flutua, deixando o garrafão a cargo de apenas um jogador. Quem resta? DeJuan Blair e Tiago Splitter, justamente os dois melhores jogadores do Spurs na partida. Por serem muito requisitados, os dois aparecem bastante, porém não foi o suficiente na partida de hoje.

Scola mais uma vez foi a pedra no sapato do Spurs (AP Photo/David J. Phillip)

Como Duncan não estava conseguindo segurar Scola, que fez dez pontos apenas no primeiro quarto, Tiago foi requisitado e, com um ótimo trabalho de marcação, neutralizou o argentino. Porém, essa não era a única arma do Rockets. Kevin Martin e Kyle Lowry dominaram o jogo longe da cesta. Lowry, com um quase um triplo-duplo, marcou 16 pontos, distribuiu nove assistências e pegou oito rebotes.

A melhor apresentação do lado do Spurs foi de DeJuan Blair. O jogador foi o maior pontuador do seu time com 22 pontos, além de ter pego 12 rebotes. Quem também atingiu dois dígitos em dois quesitos foi Tiago Splitter. O brasileiro marcou dez pontos, pegou 11 rebotes e foi o melhor passador do time, com três assistências.

No segundo tempo da partida, Tim Duncan não pisou em quadra. Manu e Tony Parker também pouco participaram. Quando Gregg Popovich percebeu que a derrota era irremediável, aproveitou para dar tempo de quadra para os rookies e para os menos aproveitados, como Danny Green. Richard Jefferson, que por acaso fez um jogo digno de suas apresentações nos playoffs da temporada passada, anotou apenas cinco pontos (2-10 FG, 1-5 3 PT) e decepcionou. Kawhi Leonard, apesar da insegurança e de alguns erros bobos, atuou bem. O rookie marcou oito pontos e pegou quatro rebotes no embate.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeJuan Blair – 22 pontos e 12 rebotes

Tiago Splitter – Dez pontos e 11 rebotes

Houston Rockets

Kevin Martin – 25 pontos e três assistências

Kyle Lowry – 16 pontos, nove assistências e oito rebotes

Luis Scola – 18 pontos e cinco rebotes

Sobre Juliano Medeiros

Jornalista em formação, estagiário do Caderno Jogada, do Diário do Nordeste, fã do San Antonio Spurs e apaixonado por basquete.

Publicado em 30/12/2011, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s