Chegou a hora de Tiago Splitter!

Mestre e discípulo lado a lado (Foto: Spurs Nation)

O brasileiro Tiago Splitter sofreu para se adaptar a San Antonio. Foi uma mudança drástica para ele. A cultura norte-americana é muito diferente da cultura brasileira e ainda mais distinta da cultura espanhola (onde Splitter atuava antes de ir para a NBA). Além disso, as dificuldades para se adequar ao sistema de Gregg Popovich e ao estilo de jogo ianque também foram evidentes.

O pouco tempo em quadra em sua primeira temporada revoltou muitos brasileiros. Nossa mídia, totalmente parcial, criticava sem motivos o treinador. Alguns diziam que ele tinha algo contra brasileiros, que estava velho, passado para o basquete, essas baboseiras infundadas dos ultranacionalistas por aí. Pouca gente se lembrou (claro, nunca acompanharam o Spurs de perto) que Popovich é conhecido por dar pouca “corda” aos novatos, preferindo lapidá-los no primeiro ano. Foi assim com inúmeros bons jogadores, desde os mais antigos, como Manu Ginobili, aos mais recentes, como George Hill.

Mas isso ficou no passado. A realidade agora é outra. Primeiro porque San Antonio vive uma carência bem grande no setor – o que facilita o lado do brasileiro. Segundo porque Splitter agora é um “veterano”. Mesmo sem ter feito uma pré-temporada (por conta do locaute), o pivô já conhece melhor a cidade, o sistema de jogo e também seus companheiros. “Me sinto em casa aqui”, disse ele recentemente ao Spurs Nation. “É diferente quando você é o novato e tem de aprender tudo. Agora eu já sei quase tudo”, completou o brazuca, fazendo referência às adversidades encontradas na última época.

Os próprios companheiros e adversários de Splitter sabem de suas qualidades e esperam ansiosos por uma grande temporada. “Agora que já o vimos jogar sabemos de seu potencial”. A frase é de ninguém menos do que Tim Duncan, grande líder do San Antonio Spurs. “Estou empolgado para vê-lo em quadra nos ajudando”, pontuou Timmy. Quem também é só elogios ao brasileiro é o rival Luis Scola, amigo particular do camisa 22. “Todos precisam de um tempo (para se adaptar)”, opinou o astro argentino. “Ainda acho que ele será um grande jogador na NBA. Tiago tem bons movimentos de costas para a cesta e é muito bom no que faz”, pontuou Scola.

Splitter concorda e sabe que pode fazer muito para auxiliar o time. “Acho que posso ajudar de diferentes maneiras – jogando de costas para a cesta, cavando faltas”, disse. “Esse era meu jogo na Europa e sou capaz de fazer o mesmo aqui”, finalizou.

O brasileiro está certo. Com mais tempo de quadra e com a confiança de todos, essa temporada tem tudo para ser uma das melhores de sua carreira. Ele deverá brigar pela titularidade com o também jovem DeJuan Blair. Acho Blair bom jogador, mas ele ainda tem muito a aprender – sobretudo na parte defensiva. Por outro lado, Splitter é mais maduro, mais experiente, foi MVP na Europa e tem uma grande bagagem internacional. É possível que Popovich comece 2011/2012 com DeJuan Blair no quinteto inicial, ainda mais agora que ele está mais magro e parece mais focado em seu trabalho. Tiago ganhará seu espaço aos poucos, naturalmente, e tenho certeza que ele será muito importante na temporada regular e também nos playoffs.

Anúncios

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, já escreveu para o Spurs Brasil de 2008 a 2012, criou o Destino Riverwalk e agora volta à velha casa para dar seus pitacos sobre o San Antonio Spurs.

Publicado em 21/12/2011, em Na linha dos 3 e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s