Arquivo diário: 21/12/2011

Parker destaca importância dos jovens reservas do Spurs

Cory Joseph pega algumas dicas com Gregg Popovich (Foto: Spurs Nation)

Para ganhar um título da NBA é preciso muito mais do que um quinteto titular bom. A temporada é longa, cansativa e muitos jogadores se machucam ao longo desse percurso. Por isso, é muito importante ter um banco de reservas competente. O San Antonio Spurs tem bons suplentes, mas alguns ainda precisam provar que são confiáveis.

Neste grupo de jogadores, figuram nomes como James Anderson, Kawhi Leonard, Cory Joseph e até o brasileiro Tiago Splitter. Com a ajuda deles, a franquia texana pode chegar longe na temporada. Pelo menos na opinião de Tony Parker. “Temos uma série de atletas que já conhecem o nossos sistema de jogo. Isso pode ser uma vantagem”, avaliou o francês.

Parker acredita que os jovens jogadores ainda têm muito a melhorar, mas admite que o auxílio dos garotos será importantíssimo. “Acho que a chave do nosso sucesso está na performance desses meninos”, disse o armador. “Teremos um calendário apertado, cheio de jogos. Penso que quem tiver o melhor banco de reservas irá mais longe no final”, finalizou o francês.

Um desses jovens atletas é Cory Joseph, que faz hoje contra o Houston Rockets sua segunda partida com a camisa do Spurs. Na estreia, contra o mesmo Rockets, Joseph marcou quatro pontos e distribuiu duas assistências em 19 minutos em quadra. Nesta noite, ele promete um desempenho melhor. “Fiz alguns treinos por conta própria para poder entender melhor a parte ofensiva da equipe”, revelou. “Estou empolgado para o duelo desta noite”, pontuou.

E mais…

Alvin Gentry considera o ataque do Suns “imbatível”

O técnico do Phoenix Suns, Alvin Gentry, é só elogios ao ataque de sua equipe. Segundo ele, o Suns pode estar longe de elencos como San Antonio Spurs, Boston Celtics e Chicago Bulls, mas assegura que nenhum dos times citados tem uma veia ofensiva potente como a do Suns. Vocês concordam?

Anúncios

Chegou a hora de Tiago Splitter!

Mestre e discípulo lado a lado (Foto: Spurs Nation)

O brasileiro Tiago Splitter sofreu para se adaptar a San Antonio. Foi uma mudança drástica para ele. A cultura norte-americana é muito diferente da cultura brasileira e ainda mais distinta da cultura espanhola (onde Splitter atuava antes de ir para a NBA). Além disso, as dificuldades para se adequar ao sistema de Gregg Popovich e ao estilo de jogo ianque também foram evidentes.

O pouco tempo em quadra em sua primeira temporada revoltou muitos brasileiros. Nossa mídia, totalmente parcial, criticava sem motivos o treinador. Alguns diziam que ele tinha algo contra brasileiros, que estava velho, passado para o basquete, essas baboseiras infundadas dos ultranacionalistas por aí. Pouca gente se lembrou (claro, nunca acompanharam o Spurs de perto) que Popovich é conhecido por dar pouca “corda” aos novatos, preferindo lapidá-los no primeiro ano. Foi assim com inúmeros bons jogadores, desde os mais antigos, como Manu Ginobili, aos mais recentes, como George Hill.

Mas isso ficou no passado. A realidade agora é outra. Primeiro porque San Antonio vive uma carência bem grande no setor – o que facilita o lado do brasileiro. Segundo porque Splitter agora é um “veterano”. Mesmo sem ter feito uma pré-temporada (por conta do locaute), o pivô já conhece melhor a cidade, o sistema de jogo e também seus companheiros. “Me sinto em casa aqui”, disse ele recentemente ao Spurs Nation. “É diferente quando você é o novato e tem de aprender tudo. Agora eu já sei quase tudo”, completou o brazuca, fazendo referência às adversidades encontradas na última época.

Os próprios companheiros e adversários de Splitter sabem de suas qualidades e esperam ansiosos por uma grande temporada. “Agora que já o vimos jogar sabemos de seu potencial”. A frase é de ninguém menos do que Tim Duncan, grande líder do San Antonio Spurs. “Estou empolgado para vê-lo em quadra nos ajudando”, pontuou Timmy. Quem também é só elogios ao brasileiro é o rival Luis Scola, amigo particular do camisa 22. “Todos precisam de um tempo (para se adaptar)”, opinou o astro argentino. “Ainda acho que ele será um grande jogador na NBA. Tiago tem bons movimentos de costas para a cesta e é muito bom no que faz”, pontuou Scola.

Splitter concorda e sabe que pode fazer muito para auxiliar o time. “Acho que posso ajudar de diferentes maneiras – jogando de costas para a cesta, cavando faltas”, disse. “Esse era meu jogo na Europa e sou capaz de fazer o mesmo aqui”, finalizou.

O brasileiro está certo. Com mais tempo de quadra e com a confiança de todos, essa temporada tem tudo para ser uma das melhores de sua carreira. Ele deverá brigar pela titularidade com o também jovem DeJuan Blair. Acho Blair bom jogador, mas ele ainda tem muito a aprender – sobretudo na parte defensiva. Por outro lado, Splitter é mais maduro, mais experiente, foi MVP na Europa e tem uma grande bagagem internacional. É possível que Popovich comece 2011/2012 com DeJuan Blair no quinteto inicial, ainda mais agora que ele está mais magro e parece mais focado em seu trabalho. Tiago ganhará seu espaço aos poucos, naturalmente, e tenho certeza que ele será muito importante na temporada regular e também nos playoffs.

Spurs (0-1) vs Rockets (1-0) – Pré-temporada

San Antonio Spurs vs Houston Rockets – Pré-temporada

Data: 21/12/2011

Horário: 23:30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

O San Antonio Spurs faz sua segunda e última partida na pré-temporada, novamente contra o Houston Rockets. Dessa vez, no entanto, o alvinegro texano jogará no AT&T Center, sua casa, o que marcará a estreia do armador T.J. Ford, principal reforço da equipe até aqui, e dos novatos Cory Joseph e Kawhi Leonard no ginásio. Dessa vez, o Spurs deverá ir completo para o confronto, já que, no primeiro duelo contra seu rival local, Tony Parker e Tim Duncan foram poupados.

Confrontos na pré-temporada (o-1)

17/12/2011 – Spurs 87 vs 101 Rockets

O Spurs jogou sem Parker e Duncan e viu Manu Ginobili assumir a responsabilidade – foram 16 pontos e quatro rebotes do ala-armador. Porém, isso não foi suficiente para derrotar o Rockets, que contou com 20 pontos e cinco rebotes de Luis Scola.

Foto em nba.com

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili/James Anderson

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho Anderson é um dos jogadores que mais tem a evoluir nessa temporada após perder muitos jogos na última por conta de uma lesão. O ala-armador tem tudo para ganhar alguns dos minutos que eram de George Hill na reserva de Manu Ginobili. No entanto, o especialista em arremessos não foi bem na estreia, acertando só um dos nove arremessos de quadra que tentou e errando seus quatro arremessos de três.

Foto em nba.com

PG – Kyle Lowry

SG – Kevin Martin

SF – Chase Budinger

PF – Luis Scola

C – Jordan Hill

Fique de OlhoPrincipal pontuador de perímetro do Rockets, Martin foi discreto no primeiro jogo contra o Spurs e anotou somente sete pontos. De qualquer maneira, o ala-armador será um bom teste para a defesa de Kawhi Leonard.