Arquivo mensal: setembro 2011

Splitter ainda está reticente sobre ida ao Pan

Detalhe no bonézinho

Convocado pelo técnico Rubén Magnano para disputar os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara-2011, Tiago Splitter, pivô do San Antonio Spurs, não garantiu sua participação do torneio. De acordo com o jogador, sua presença na Seleção Brasileira vai depender de sua situação contratual no momento da competição.

“Não posso garantir 100% que estarei no Pan. Quero estar, mas vai depender de onde vou estar, de onde vou jogar. Se não estiver em nenhum time, vou jogar. Mas se tiver assinado com algum lugar, vou ter que ver”, disse Splitter, em uma Twitcam.

O pivô brasileiro afirmou que Magnano consultou-o antes de anunciar sua convocação para o Pan.

“Rubén conversou com todo mundo e perguntou sobre as possibilidades. Falei que ia depender se eu iria jogar por algum time ou não. Como estou com o futuro indefinido, fui convocado”, declarou Splitter.

E mais…

Pré-temporada da NBA é cancelada

O locaute da NBA não foi mesmo resolvido antes do começo dos treinos de pré-temporada. Nesta sexta-feira, Adam Silver, representante da liga, anunciou que os campos de treinamento, que começariam, a principio, no dia 03/10, foram adiados, e que todos os jogos de pré-temporada que seriam disputados entre 9 e 15 de outubro foram cancelados.

Anúncios

Manu e Kobe podem jogar juntos na Itália

Juntos?

De acordo com reportagem do site Sportando, Manu Ginobili, do San Antonio Spurs, e Kobe Bryant, do Los Angeles Lakers, podem jogar juntos durante o locaute. O destino dos dois seria o Virtus Bologna, da Itália. Claudio Sabatini, presidente da equipe, confirmou que tem interesse em contratar os dois craques.

“Desde a primeira semana (do locaute), estamos trabalhando para trazer o melhor jogador do mundo, por pelo menos um mês. Ao mesmo tempo, ainda estamos conversando com Manu Ginobili para trazê-lo de volta durante o locaute”, disse Sabatini, lembrando que o jogador do Spurs atuou em sua equipe nas temporadas 2000/2001 e 2001/2002.

“Quem é o melhor jogador do mundo? Você sabe quem é e eu não preciso dizer seu nome”, competou o presidente, referindo-se a Kobe Bryant.

Segundo reportagem do site BolognaBasket, o Virtus Bologna ofereceu US$ 600 mil (aproximadamente R$ 1,1 milhões) por jogo que Kobe fizer com a camisa da equipe.

O empate mais desejado do ano

Os playoffs da WNBA começaram na quinta-feira (15/09) e o San Antonio Silver Stars teve sua primeira participação no dia seguinte (16/09), contra o Minnesota Lynx.

Pelo sétimo jogo seguido, o time texano perdeu para essa equipe, mas a partida nem sempre foi favorável ao adversário. O Stars começou ganhando, conseguiu impor vantagem, mas a qualidade do Minnesota as trouxe de volta ao jogo, e mais uma vez decidiram o placar final nos últimos segundos – o resultado final foi 66 a 65.

Hoje (18/09), lá no AT&T Center, o desfecho foi diferente. O time da casa sempre esteve na frente e soube administrar a partida. Com isso, venceu o segundo jogo por 84 a 75. (A diferença só não foi maior porque as jogadoras não se importaram em marcar nos segundos finais, já que não havia chance alguma de as visitantes tomarem a liderança) e empatou a série semifinal em 1 a 1.

Atenção para o quinteto inicial desses dois jogos (os números significam a posição de cada uma em quadra): Danielle Robinson (1), Becky Hammon (2), Jia Perkins (3), Sophia Young (4) e Ruth Riley (5). Coloco em evidência a armadora “DRob”. Primeiro: essa é a sua temporada pioneira como profissional e, em um momento determinante para o time, ela tomou o lugar de Tully Bevilaqua, veterana e uma das melhores defensoras da liga. Segundo: quando o jogo de hoje (18/09) estava prestes a acabar e o Lynx demonstrava uma reação perigosa, quem recebeu a bola na saída de fundo de quadra foi a novata, e essa obrigação é dada normalmente a Becky Hammon. Terceiro: no último jogo da temporada regular (contra Tulsa), ela marcou 37 pontos fora de casa e com isso fez com que o técnico e a equipe confiassem nela.

Danielle Robinson conquistou seu espaço no time, mesmo entre os grandes nomes lá presentes. Foto: D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images

Danielle Robinson foi a sexta escolha do Draft dessa temporada. Ela chegou na liga com fama de ser rápida, mas sua velocidade não trazia resultados positivos porque a finalização ainda não estava calibrada. Mas ela está no mesmo time de Becky Hammon e Tully Bevilaqua, além de ter como treinador Dan Hughes e como assistente Vicke Johnson.

Becky Hammon é a melhor no que faz, sendo boa em qualquer fundamento que esteja ao seu alcance. Tully Bevilaqua tem experiência na WNBA e internacional com a seleção australiana. Dan Hughes tem dedo de ouro para calouras (Danielle Adams, por exemplo) e Vickie Johnson usa seu tratamento de choque (quando Becky Hammon entrou no New York Liberty, em 1999, ela e Theresa Weatherspoon batiam na jovem, que sempre se levantava. Isso impressionou a agora integrante da comissão do San Antonio Silver Stars).

Ou seja, Robinson aprende com os melhores, e está mostrando ser uma ótima aprendiz.

Na terça-feira, ainda sem horário definido, o San Antonio Silver Stars viaja para Minneapolis mais uma vez, para o terceiro jogo da série, aquele que vai determinar o último finalista da conferência Oeste, e a armadora primeiranista será colocada à prova naquele que será o jogo mais importante de sua curta carreira até agora.

Danielle Robinson, Becky Hammon, Jia Perkins, Sophia Young e Ruth Riley, o quinteo incial do San Antonio Silver Stars nos playoffs de 2011. Foto: D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images

E para finalizar, convido-os a lerem a edição dessa coluna do dia 10 de julho, quando comentei qual seria o quinteto inicial ideal para o Stars. Ele finalmente está sendo usado pelo sábio Dan Hughes.

Tenham uma ótima semana!
Roberta, #GoStarsGo

Fica para a próxima

News by Koba

Neste domingo (18), Tony Parker jogou muito bem, mas foi incapaz de levar a França ao título inédito do Eurobasket – na final, sua equipe acabou perdendo por 98 a 85 para a Espanha. O armador anotou 26 pontos, cinco rebotes e cinco assistências, permanecendo quase o jogo inteiro na quadra. A Espanha, por sua vez tinha Pau Gasol, que fez um double-double, com 17 pontos e dez rebotes; Juan Carlos Navarro, que anotou 27 tentos (12-12 FT); Serge Ibaka, que bloqueou cinco arremessos, e Jose Calderon, que interceptou quatro passes. Marc e Paul Gasol até acertaram uma cesta de três pontos cada.

Medalha de prata para a França

Medalha de prata e vaga olímpica para a França (www.eurobasket2011.com)

O ala-armador Nando De Colo, que tem os seus direitos ligados ao San Antonio Spurs, anotou apenas dois pontos, uma assistência e duas roubadas de bola em 14 minutos.

Lituânia e Eslovênia vencem na despedida

Neste sábado (17), em um dos jogos complementares da repescagem do Eurobasket-2011, a Lituânia fez a festa da torcida local ao vencer a Grécia por 73 a 69 e garantir a quinta colocação do torneio. O pivô Robertas Javtokas anotou um duplo-duplo na partida: contribuiu com dez pontos (5-10 FG, 0-2 FT) e dez rebotes em 31 minutos. Lituanos e gregos estão classificados para o Pré-Olímpico Mundial, que será disputado em 2012.

Javtokas ajudou a fazer a festa dos donos da casa

Na disputa pelo sétimo lugar, melhor para a Eslovênia. A equipe sobreviveu a um bom quarto período da Sérvia, que marcou 17 pontos e permitiu apenas oito, e venceu por 72 a 68. O ala-pivô esloveno Erazem Lorbek deixou a quadra com oito pontos (2-9 FG, 0-3 3 PT, 4-4 FT), cinco rebotes e três assistências em 23 minutos.

Adquirido pelo San Antonio Spurs na noite do Draft deste ano, Lorbek disputou 11 jogos no Eurobasket e terminou o torneio com médias de 11,1 pontos (39% FG, 30,6% 3 PT, 67,9% FT) e cinco rebotes em 27,2 minutos por exibição. Javtokas, draftado pelo Spurs na 55ª posição em 2001, também jogou 11 partidas, e deixa a competição com médias de 6,3 pontos (50,9% FG, 46,4% FT) e cinco rebotes em 19,7 minutos por embate.