Arquivo diário: 06/09/2011

Brasil e Argentina vencem e chegam às semifinais


Na noite desta terça (6), as seleções de Manu Ginobili e Tiago Splitter se garantiram nas semifinais da Copa América de Basquete. Os outros dois semifinalistas são Porto Rico e República Dominicana. Em ritmo de treino, Brasil e Argentina ganharam seus jogos sem muita dificuldade. As duas seleções se enfrentam amanhã, às 18h, em Mar Del Plata.

A Argentina, de Manu Ginobili, bateu a Venezuela por 111 a 93 e surpreendeu com 18 acertos da linha de três pontos. O time argentino não defendeu bem e os venezuelanos se mantiveram sempre próximos no placar. Porém Manu, com uma ótima atuação, anotou seis bolas de três pontos e comandou a vitória de sua seleção, não deixando o adversário sonhar com a virada. Foram 26 pontos em 26 minutos, três assistências e dois rebotes para o ala-armador do San Antonio Spurs. Outro destaque da partida foi o armador Pablo Prigioni, que contribuiu com 20 pontos e seis assistências. Já do lado venezuelano, Greives Vasquez fez um o duplo-duplo, anotando 11 pontos e distribuindo dez assistências.

Ginobili foi cestinha da partida. | Foto: Reuters

Quem também venceu, e com mais facilidade, foi o Brasil. O time comandado por Rubén Magnano não precisou se esforçar muito para atropelar a seleção do Panamá. Foi o último respiro antes da parte complicada da competição. E os brasileiros aproveitaram bem esse “treino” – após um inicio de jogo sonolento, tomaram a frente no placar, de onde não mais saíram. O pivô Tiago Splitter teve uma participação apagada, em partes porque foi poupado para os próximos jogos. O jogador do Spurs fez três pontos, pegou três rebotes e distribuiu três assistências. O destaque brasileiro foi Guilherme Giovanonni, que fez 17 pontos, sendo 12 deles da linha de três pontos. Mas o cestinha da partida foi o panamenho Danilo Pinnock, com 20 pontos. Placar final: 90 x 65.

Quem também entrou em quadra nesta terça foi o armador Cory Joseph. O Canadá perdeu mais uma vez, e dessa vez o jovem recém-draftado pelo San Antonio Spurs contribuiu com dois pontos, três rebotes e uma assistência. O time canadense entra em quadra novamente nessa quarta-feira, contra o Uruguai.

Parker decide e França segue invicta

Parker é um dos destaques deste EuroBasket

A França segue despontando como uma das favoritas a uma vaga olímpica no Eurobasket. Nesta segunda-feira, dia 5, os franceses precisaram de uma prorrogação para bater a Sérvia por 97 a 96, com direito a 24 pontos de Tony Parker. O armador, inclusive foi o responsável por dar a vitória aos “Le Bleus”, convertendo os dois lances livres que deram números finais à partida.

O ala-armador francês Nando De Colo, que tem seus direitos na NBA ligados ao Spurs, entrou em quadra por apenas sete minutos, tempo em que pegou um rebote e deu uma assistência.

O resultado manteve a invencibilidade da França no Eurobasket e a seleção de Parker avançou para a segunda fase da competição com cinco vitórias em cinco jogos.

Enquanto isso, no continente americano, outro Spur segue invicto em um Pré-Olímpico. Com 16 pontos, seis rebotes e cinco assistências de Manu Ginobili, a Argentina venceu o Canadá, por 79 a 53 na abertura da segunda fase da competição. O armador canadense Cory Joseph, draftado pelo Spurs em 2011, em 20 minutos pegou dois rebotes e desperdiçou três posses de bola.

Splitter ainda não mostrou sua melhor forma neste Pré-Olímpico (Foto: Jose Jimenez/FIBA Americas)

O Brasil, do pivô Tiago Splitter, fez sua melhor apresentação no Pré-Olímpico e superou o Uruguai, por 93 a 66. Splitter chegou perto de um duplo-duplo, com nove pontos e oito rebotes, e contribuiu na defesa com dois bloqueios.

Retornando ao continente europeu, o ala Davis Bertans, selecionado pelo Spurs no Draft de 2011, veio do banco na derrota de sua seleção, a Letônia, para a Alemanha, por 81 a 80. O jovem jogador foi responsável por anotar quatro pontos, além de pegar três rebotes e dar um toco.

Já o pivô esloveno Erazem Lorbek viu sua seleção sucumbir diante da Rússia por apenas um ponto, 65 a 64. Nem mesmo a boa atuação do pivô, que saiu de quadra com 14 pontos, cinco rebotes e cinco assistências, foi suficiente para evitar a derrota da Eslovênia para os russos.

Entre os “esquecidos”, o ala da Geórgia, Viktor Sanikidze, que tem seus direitos ligados ao Spurs, anotou 19 pontos e pegou nove rebotes na derrota de sua seleção para a Bulgária por 79 a 69. Apesar do resultado negativo, os georgianos avançaram para a segunda fase da competição.

A Lituânia, que já estava classificada, cumpriu tabela contra Portugal, mas não aliviou para os rivais. Venceu por 98 a 69. O ala-pivô Robertas Javtokas, que também tem seus direitos ligados ao Spurs, atuou por apenas oito minutos, anotando três pontos e pegando dois rebotes.