Arquivo diário: 01/08/2011

Ex-rival, Mashburn valoriza conquista do Spurs em 1999

Thanks Mr. Mashburn

Assim como no futebol brasileiro, na NBA também existe muita rivalidade entre as franquias. Muita gente, por exemplo, gosta de desmerecer o primeiro título do San Antonio Spurs pelo simples fato de ele ter sido conquistado após um locaute. O primeiro a apontar o dedo contra os texanos foi Phil Jackson. O ex-técnico do Los Angeles Lakers afirmou na oportunidade que a conquista de David Robinson e companhia tinha um asterisco.

Polêmicas à parte, outro ex-rival de San Antonio, o ala Jamal Mashburn, disse recentemente que a conquista de 1999 é válida. “Por uma perspectiva histórica acho que foi justo (o título)”, declarou o atleta. “Todos estavam no mesmo nível e tiveram que passar pelos mesmos processos”, completou, explicando que todos começaram aquela temporada em igualdade.

Ginobili esbanjando saúde

Enquanto a Argentina se prepara para o Pré-Olímpico de Mar del Plata, em agosto, os médicos do San Antonio Spurs tremem só de pensar na possibilidade de Manu Ginobili se lesionar novamente. O jogador, no entanto, disse em entrevista recente que está muito bem fisicamente. Bem, se julgarmos pela cravada abaixo ele parece realmente bem. Que assim seja!

Boa, Manu!

Anúncios

Spurs Brasil entrevista Adam Hanga

English Version (Versão em inglês)

Das quatro escolhas que o San Antonio Spurs teve no último Draft, seria natural que a 59ª – penúltima do recrutamento – fosse a mais sombria. Com ela, a equipe selecionou o até então desconhecido Adam Hanga, ala-armador húngaro de 2,00m e 90 kg. Aos 22 anos, o jogador ainda não atuou em um grande centro – nesta offseason, acertou a transferência do Albacomp-UPC Szekesfehervar, da Hungria, para o Assignia Manresa, da Espanha.

No campeonato doméstico, Hanga se destacou. Na última temporada, disputou 39 partidas e apresentou médias de 17,6 pontos, 4,4 rebotes, 3,4 assistências e 2,8 roubadas de bola por jogo. Agora, jogando na Liga ACB – talvez o campeonato de clubes mais forte da Europa – terá a oportunidade de testar seu jogo em um nível maior.

Por meio da assessoria do Assignia Manresa, o Spurs teve a chance de conversar com Hanga por e-mail. Entre outras revelações, o jogador afirmou que se vê atuando na função de Manu Ginobili no Spurs. Disse ainda que tem a impulsão e a velocidade como pontos fortes, mas precisa melhorar sua defesa. Confira a entrevista completa a seguir:

Spurs Brasil – Este parece ser um verão importante para você, que foi draftado pelo San Antonio Spurs e se transferiu para a liga ACB, para jogar pelo Assignia Manresa. Está feliz com essas mudanças na sua carreira?

Adam Hanga – Estou muito feliz por jogar pelo Assignia Manresa na próxima temporada. Espero poder oferecer meu máximo para este clube.

SB – A Liga ACB é, provavelmente, o campeonato nacional mais forte na Europa. Será um bom desafio para você?

AH – Obviamente, jogar na Liga ACB é um desafio para mim e para minha carreira. Sei que vou melhorar como jogador.

SB – Você já conheceu as instalações do seu novo time? Está ansioso para estrear pelo Assignia Manresa?

AH – Sim, eu estive em Manresa por apenas dois dias para fazer exames médicos, e eu devo dizer que as instalações e a equipe técnica fizeram com que eu me sentisse confortável.

SB – Durante a Liga ACB, você vai enfrentar Erazem Lorbek, outro jogador vinculado ao San Antonio Spurs que vai jogar a próxima temporada na Europa. Você tem a intenção de conversar com ele?

AH – Erazem Lorbek é um jogador excepcional, e eu espero poder conversar com ele, jogar contra ele e vencer.

SB – Você tem intenção de jogar pelo Spurs? Em qual temporada você pretende fazer essa mudança?

AH – Não sei qual será meu futuro, neste momento eu sou jogador do Assignia Manresa e vou tentar explorar e aproveitar este momento.

SB – Como você se vê encaixado no time de Gregg Popovich? Você está mais para um ala defensivo, como Bruce Bowen, ou mais para um ala-armador pontuador, como Manu Ginobili?

AH – Gregg Popovich é um técnico muito bom, e claro que eu me vejo jogando em sua equipe. Eu sou mais como Manu Ginobili, preciso melhorar minha defesa.

SB – Quais são os pontos fortes e fracos do seu jogo? Descreva-se para os fãs brasileiros!

AH – Meus pontos fortes são velocidade e impulsão, e uma fraqueza é a defesa, especialmente quando eu marco um jogador menor do que eu.

SB – Li que você esteve em San Antonio. Alguém do time falou com você sobre seu jogo? Quais aspectos do seu jogo eles pediram para você melhorar?

AH – Um jogador de basquete sempre tem de melhorar alguma coisa. No meu caso, defesa e técnica.

SB – Você pretende jogar pela Hungria no Eurobasket? Quais são as chances da sua equipe no torneio?

AH – Eu gostaria de jogar pela Hungria, mas no momento estou pensando na minha nova equipe.