Arquivo diário: 17/07/2011

Desagradável

Queda para a terceira colocação, Becky Hammon marcando apenas cinco pontos em cada um dos dois jogos dessa semana, e nenhuma jogadora do time selecionada para ser titular do All-Star Game. Desagradável. Lamentável.

Na semana que acabou de passar, o San Antonio Silver Stars conseguiu uma vitória importante contra o Seattle Storm. A cestinha da partida foi ela, Danielle Adams, que anotou em pontos o mesmo número de sua camisa, 23. O placar final foi bem apertado, 69 a 66.

Antes desse jogo, o Stars, no AT&T Center, enfrentou o Los Angeles Sparks, na terça-feira, e perdeu de dez pontos. Mas o confronto não foi tão fácil para o visitante. O time californiano abriu essa vantagem apenas no final do jogo, depois de corridas dos dois times, e fechou a partida em 84 a 74.

Jayne Appel dando uma força para Danielle Adams levantar. É exatamente dessa força de equipe que o Stars precisa para se recuperar.

O erro do San Antonio foi maior no ataque. A finalização estava imprecisa e o time não conseguia acertar a cesta. Becky Hammon tem jogado com uma proteção no ombro, e aparentemente é o que tem dificultado seus arremessos. Até os lances livres da veterana têm saído mal. A campanha do Stars é de 8 vitórias e 4 derrotas, e a equipe está com dois jogos a menos do que primeiro colocado, o Phoenix Mercury, e um jogo atrás do segundo, o Minnesota Lynx. Para voltar à primeira colocação, tem duas barbacãs francesas cheias de besteiros no meio do caminho nessa semana. No primeiro dia de roadtrip, San Antonio vai até Los Angeles para enfrentar o Sparks, amanhã às 22h30, e na quinta-feira, às 22h, passa por ares mais distantes e se encontra com o Storm, em Seattle. Se as texanas querem vencer esses dois e entrar no All-Star Game em primeiro lugar no oeste, precisam praticar a laçada.

AT&T Center, local que será palco para o All Star Game desse ano, é a casa do San Antonio Silver Stars e do San Antonio Spurs

Esse evento, um dos mais esperados da temporada, acontece nesse sábado, às 14h30, no AT&T Center, casa do San Antonio Silver Stars e também do San Antonio Spurs. A votação para as titulares já foi encerrada, e nenhuma jogadora do time da casa foi escolhida. Becky Hammon, Sophia Young, Jayne Appel, Ruth Riley e Jia Perkins estavam disponíveis para votação, mas os fãs da Universidade de Connecticut venceram mais uma vez, e levantaram quatro de suas meninas para o quinteto titular do oeste.

Não esqueçam de acompanhar o San Antonio Silver Stars nessa semana, que é muito importante para a equipe. E principalmente, assistam ao All-Star Game no sábado.

Continuamos na torcida.

Abraços
Roberta, #GoStarsGo

Anúncios

Richards joga bem e britânicos ainda respiram


Com a segunda vitória seguida e a terceira boa atuação de Richards, a Grã-Bretanha se manteve viva no Grupo C da Divisão B do Europeu Sub-20, em partida disputada neste domingo. O time britânico venceu a Noruega por 78 x 64, e agora precisa torcer para os noruegueses vencerem Portugal na segunda-feira, para entrar em quadra ainda com chances de classificação diante da República Tcheca.

Foto de hoopsfix.com

Com um primeiro tempo equilibrado, a Grã-Bretanha não conseguiu abrir vantagem no placar. Com problemas de falta (três na primeira metade do jogo), Richards acabou sendo poupado em alguns momentos. No entanto, no começo do terceiro quarto, a Noruega tomou a frente e chegou a abrir seis pontos de vantagem.

Foi nesse momento que Ryan Richards mostrou porque é o grande nome de sua seleção. Com três bolas seguidas de três pontos, Ryan virou a partida, colocando sua equipe na frente do placar, situação que não mudaria até o final da partida. No último quarto, Richards praticamente não entrou em quadra. Ainda assim, o time britânico só aumentou a vantagem, garantindo sua segunda vitória seguida.

Apesar de ter jogado apenas 17 minutos, Richards ainda conseguiu fazer 20 pontos e pegar três rebotes, mantendo sua boa média no torneio. Ele acertou oito arremessos de 11 tentativas de dois pontos, e, com um incrível aproveitamento do perímetro, acertou três de quatro tentativas da linha de três pontos. O cestinha dos britânicos foi Alasdair Fraser, com 23 pontos, e o da partida foi o norueguês Karamo Jawara, com 25.

O próximo jogo da Grã-Bretanha é contra a República Tcheca, nesta segunda-feira, às 15h45. Os britânicos buscam a segunda vaga do grupo C e precisam vencer e torcer contra Portugal e Finlândia. É vencer ou voltar pra casa.

Richards brilha e mantém britânicos com chances

https://i2.wp.com/i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/barras/glauber-noticias.jpg

Foto em gameongb.com

Depois das derrotas diante de Portugal e Finlândia, a Grã-Bretanha bateu Luxembuergo neste sábado (16) por 85 a 56, e se manteve viva na busca pela classificação para a próxima fase da Divisão B do Europeu Sub-20.

Novamente, foi Ryan Richards o grande destaque do selecionado britânico. O ala-pivô conseguiu seu primeiro duplo-duplo na competição, com 20 pontos e 11 rebotes. Luxemburgo bem que tentou endurecer a partida, perdendo por um ponto ao final do primeiro quarto e ficando em vantagem no início do segundo, mas, com Richards e Devon Van Oostrum, a equipe britânica obteve uma larga vantagem até o intervalo, e depois só foi mantendo tal distância até chegar ao final da partida com a vitória. Luxemburgo teve como destaque Max Schmit, com 20 pontos.

Neste domingo (17), a Grã-Bretanha enfrenta a Noruega, às 10h (horário de Brasília), tendo a obrigação de vencer para poder ainda lutar na última rodada pela classificação no grupo C, já que só se classificam os dois primeiros colocados.