Spurs (57-19) @ Rockets (40-36) – A zica continua…

114X119

Parker bem que tentou... (Bill Baptist/NBAE/Getty Images)

Nesta sexta-feira, o San Antonio Spurs foi a Houston e foi derrotado pelo Rockets pela primeira vez na temporada, já que havia vencido os últimos três duelos. O revés, definido na prorrogação, foi o sexto consecutivo da equipe texana, a pior sequência da franquia desde que Tim Duncan foi draftado em 1997.

Com o mesmo time titular das últimas partidas – Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson, Antonio McDyess e Tim Duncan – o Spurs começou bem o jogo, pontuando com facilidade. Porém, nenhuma das equipes conseguia desgarrar-se no placar, e, faltando pouco mais de três minutos para o fim do primeiro quarto, o Spurs vencia por 21 a 18. O Rockets então conseguiu uma boa corrida para fechar a parcial em 31 a 27.

O segundo período começou com os donos da casa mandando no jogo e conseguindo abrir boa vantagem no placar. O Spurs foi retomar a liderança somente faltando cerca de cinco minutos para o intervalo, com cesta de Tim Duncan. Porém, nova corrida do time de Houston fez com que os mandantes fossem para os vestiários vencendo por 64 a 56.

A terceira parcial começou com o Rockets segurando o ataque do Spurs e mantendo uma vantagem relativamente confortável no marcador. Porém, da metade para o fim do quarto, Tony Parker, em noite inspirada, liderou boa reação do Spurs, que entraria no período final perdendo apenas por 87 a 85.

Manu nao conseguiu converter a última bola (Bill Baptist/NBAE/Getty Images)

O quarto decisivo foi lá e cá o tempo inteiro. Nos segundos finais, Tim Duncan sofreu falta e converteu um de seus lances livres para pôr o Spurs na frente por dois pontos: 108 a 106. Kyke Lowry empatou com um arremesso, deixando os visitantes com cerca de quatro segundos para a jogada final. Mas Ginobili foi incapaz de se livrar da bola a tempo, e o jogo seria decidido na prorrogação.

No tempo-extra, o Spurs conseguiu anotar apenas seis pontos e sucumbiu diante do ataque do rival, que, comandado com Kevin Martin, definiu a parada.

O Spurs tentará acabar com a série negativa no domingo, às 14h (de Brasília), em casa, diante do Phoenix Suns.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 31 pontos, seis assistências, três rebotes e duas roubadas de bola

Tim Duncan – 23 pontos e 13 rebotes

Manu Ginobili – 23 pontos, sete rebotes, seis assistências e três roubadas de bola

Tiago Splitter – Quatro pontos (1-1 FG, 2-5 FT) e um rebote ofensivo em 03:48 minutos

Houston Rockets

Kevin Martin – 33 pontos

Luis Scola – 21 pontos, 14 rebotes e seis assistências

Kyle Lowry – 14 pontos, seis rebotes e cinco assistências

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 02/04/2011, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Bonner joga tempo demais pro Spurs poder vencer. Mais uma vez, 70% da culpa eh do Senhor Greg Popovich

  2. depois k o jogo acabou a primeira coisv k veio a inha cabeça foi
    FUDEU.

  1. Pingback: Spurs (46-16) vs Lakers (40-24) – Incontestável! | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s