Arquivo mensal: março 2011

Spurs (57-15) @ Blazers (42-30) – Melhor campanha ameaçada

96×98https://i2.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/por.gif

Em sua segunda partida consecutiva sem contar com Tim Duncan, o San Antonio Spurs foi derrotado mais uma vez. Nesta sexta-fera, o revés aconteceu em Portland, diante do TrailBlazers, e veio somente no segundo final da partida.

No último lance... (Sam Forencich/NBAE/Getty Images)

Tiago Splitter começou novamente a partida no lugar de Duncan, e Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson e Antonio McDyess completaram o quinteto titular. O brasileiro começou bem, dominando os rebotes na defesa e ajudando com pick-and-rolls no ataque. Mas quem ditou o ritmo no período inicial foi Parker, que anotou 11 pontos e ajudou os visitantes a abrirem dígitos duplos no placar. Porém, no final da parcial o Blazers reagiu, e conseguiu cortar a diferença para apenas quatro pontos: Spurs 28 x 24.

Manu foi cestinha, mas pecou no final (Sam Forencich/NBAE/Getty Images)

No segundo quarto, a partida continuou equilibrada e as defesas levaram vantagem sobre os ataques, o que é comum em duelos entre Spurs e Blazers. Os texanos iriam para os vestiários com uma pequena vantagem no placar, 49 a 47.

No terceiro período, Parker teve mais dificuldades para pontuar, e o Spurs não conseguia penetrar na forte defesa dos mandantes. Resultado: os donos da casa conseguiram assumir a liderança do placar, e entrariam na parcial derradeira vencendo por 73 a 70.

No quarto período, o Spurs conseguiu se manter no jogo até os instantes finais, mesmo com todo o ânimo do time e da torcida locais. Faltando menos de dez segundos,  com o Spurs vencendo por 96 a 94, Wesley Matthews roubou a bola de Manu Ginobili mas errou a bandeja. No rebote, Nicolas Batum sofreu falta, converteu os dois lances livres e empatou o jogo em 96 pontos faltando 0,9 segundos para o fim da partida. Depois disso, Steve Novak bateu o lateral diretamente pra fora, deixando o Blazers com o tempo para jogar. O time de Portland apostou na ponte aérea de Miller para Batum, que deu certo e definiu a partida à favor dos mandantes.

De positivo, fica a defesa de do Spurs, que conseguiu limitar LaMarcus Aldridge a 14 pontos (5-12 FG) e oito rebotes. Por outro lado, podemos considerar agora o Chicago Bulls uma real ameaça ao posto de melhor campanha da NBA. A equipe de Derrick Rose está somente quatro derrotas atrás dos texanos. Parker, Ginobili e companhia ainda têm dez partidas pela frente, e só uma contra o time com menos de 50% de aproveitamento.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 21 pontos, sete assistências e três rebotes

Tony Parker – 15 pontos, quatro assistências, quatro rebotes e duas roubadas de bola

Tiago Splitter – 11 pontos (5-5 FG, 1-2 FT), sete rebotes (um ofensivo), uma assistência, uma roubada de bola e duas faltas em 22:55 minutos

Richard Jefferson – 11 pontos (3-4 3PT) e seis rebotes

Portland TrailBlazers

Andre Miller – 21 pontos, oito assistências, seis rebotes e quatro roubadas de bola

Nicolas Batum – 21 pontos, quatro rebotes e duas roubadas de bola

Wesley Matthews – 15 pontos e duas roubadas de bola

Gerald Wallace – 14 pontos, dez rebotes e três roubadas de bola

LaMarcus Aldridge – 14 pontos e oito assistências

Anúncios

Spurs contrata Da’Sean Butler

Eis o novo camisa 1 do Spurs (Foto em spurs.com)

Em uma jogada surpreendente, o San Antonio Spurs anunciou nesta sexta-feira o ala Da’Sean Butler, de 2,03m  de altura e 106kg. O jogador estava sem clube desde outubro do ano passado, quando foi dispensado pelo Miami Heat.

Butler foi draftado pelo time da Flórida no início desta temporada, mas perdeu a Summer League, a pré-temporada e todos os jogos da temporada regular por conta de um problema no joelho esquerdo que sofreu quando ainda jogava o Final Four pela Universidade de West Virginia. O ala chega ao Spurs ainda machucado, para terminar de se tratar, e dificilmente poderá entrar em quadra pela equipe texana até o fim desta temporada.

Em quatro temporadas pelo West Virginia Mountaineers, Butler conseguiu 107 vitórias, recorde da história da universidade. Neste período, jogou 146 partidas – 110 como titular – e obteve médias de 14,4 pontos (44,8% de aproveitamento nos arremessos de quadra e 35,3% da linha dos três pontos), 5,5 rebotes e 1,9 assistências por jogo.

Spurs (57-14) @ Blazers (41-30) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Portland TrailBlazers – Temporada Regular

Data: 25/03/2011

Horário: 23:00 (Horário de Brasília)

Local: Rose Garden

Na quarta-feira, em sua primeira partida sem Tim Duncan, o Spurs foi até Denver e, nos minutos finais, acabou derrotado pelo Nuggets. Nesta sexta, a equipe texana continua sua viagem para encarar mais um dos fortes times da Conferência Oeste: o Portland TrailBlazers, um dos maiores candidatos a zebra da primeira rodada dos playoffs. Se o Spurs está sem Duncan, o Blazers também deverá ter problemas: o pivô Greg Oden está fora da temporada (pra variar), e Marcus Camby é dúvida para a partida.

Confrontos na temporada (1-1)

12/12/2010 – Spurs 95 vs 78 Blazers

No AT&T Center, o Spurs contou com 22 pontos de George Hill para chegar à quinta de uma série de dez vitórias que o time texano conseguiu em dezembro. Este foi o milésimo jogo de Tim Duncan na NBA.

01/02/2011 – Spurs 86 @ 99 Blazers

Na primeira partida na Rodeo Trip, o Spurs encontrou dificuldades contra LaMarcus Aldridge, que anotou impressionantes 40 pontos e ainda coletou 11 rebotes. Pelos texanos, destaque para Manu Ginobili, com 17 pontos e quatro roubadas de bola.

Foto em nba.com

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – Antonio McDyesss

C – Tiago Splitter

Fique de Olho Contra o Golden State Warriors – partida na qual Duncan se machucou – Splitter foi bem no lugar do craque: foram dez pontos e 14 rebotes. Contra o Nuggets – que tem um frontcourt mais forte – o brasileiro teve dificuldades: foram quatro pontos e sete rebotes antes de deixar a quadra por problemas com faltas. Contra o Blazers, que deve ter pouca gente de ofício debaixo da cesta, nova chance para se impor.

Foto em nba.com

PG – Andre Miller

SG – Wesley Matthews

SF – Nicolas Batum

PF – Gerald Wallace

C – LaMarcus Aldridge

Fique de OlhoCom médias de 22,2 pontos e 8,7 rebotes por jogo, Aldridge aparece em listas de especialistas americanos para ser o MVP e/ou o MIP da temporada. Será uma parada duríssima para o brazuca Tiago Splitter.

Spurs (57-14) @ Denver (43-29) – Dessa vez foi difícil…

Robson Kobayashi - Resumo de Jogo

112X115

Nesta quarta-feira, o San Antonio Spurs foi a Denver e acabou derrotado pelo time da casa, o Nuggets. Tim Duncan ficou de fora da viagem, mas mesmo assim o time mostrou garra e só foi derrotado nos minutos finais.

Foto por Doug Pensinger/Getty Images

Gregg Popovich escalou Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson, Antonio McDyess e Tiago Splitter para iniciar a partida. No primeiro quarto, os visitantes dominaram o jogo, fazendo 34×24 no placar.

Dessa vez aconteceu o confronto brasileiro (Foto pot AP Photo)

O jogo recomeçou e o time da casa melhorou na parte ofensiva, diminuindo a diferença para cinco pontos. Neal e Manu já somavam oito acertos dos arremessos de três convertidos.

No retorno dos vestiários, o jogo foi balanceado, as defesas apareceram mais e a diferença no período foi de apenas dois pontos a favor do time de George Karl.

Na parcial final, o Denver insistiu na defesa forte e parece ter acertado, permitindo apenas 19 pontos dos texanos. Ginobili permaneceu o tempo todo em quadra, mas foi incapaz de pontuar, errando os dois últimos arremessos do perímetro, que poderiam ter mudado a história da partida.

O Spurs viaja agora para Portland, onde na sexta-feira tem duelo contra o TrailBlazers, enquanto o Nuggets recebe o Washington Wizards.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Gary Neal – 25 pontos (6-8 3PT) e cinco rebotes

Manu Ginóbili – 20 pontos (7-18 FG, 4-12 3PT, 2-2 FT)

Tony Parker – 19 pontos e cinco assistências

Antonio McDyess – 13 pontos e 12 rebotes

Tiago Splitter – Quatro pontos e sete rebotes (17:12 de tempo de quadra)

Denver Nuggets

Al Harrington – 27 pontos

Nenê Hilário – Oito pontos, dez rebotes e três roubadas de bolas (33:26 de tempo de quadra)

Spurs (57-13) @ Nuggets (42-29) – Temporada Regular

Robson Kobayashi

San Antonio Spurs @ Denver Nuggets – Temporada Regular

Data: 23/03/2011

Horário: 23:30 (Horário de Brasília)

Local: Pepsi Center

TV: ESPN

Sem contar com o Tim Duncan, que se contundiu no jogo passado, Gregg Popovich terá que ajustar o time do San Antonio Spurs para tentar uma vitória fora de casa e garantir mais cedo o primeiro lugar do Oeste. Além disso, se derrotar mais dois times, o treinador alcançará Red Auerbach, segundo colocado com 795 jogos vencidos como técnico de uma mesma equipe da NBA. George Karl fará de tudo para evitar que isso aconteça e para brigar por um posto melhor na conferência.

Confrontos na temporada (3-0)

16/12/2010 – San Antonio Spurs 113@112 Denver Nuggets

O jogo foi disputadíssimo e decidido somente no final, com Manu pontuando e cavando uma falta de ataque de Carmelo Anthony.

22/12/2010 – San Antonio Spurs 109 vs 103 Denver Nuggets

Com o argentino e Neal anotando 22 pontos cada, o Spurs garantiu mais uma vitória. Splitter também se destacou, com 12 pontos e nove rebotes.

16/01/2011 – San Antonio Spurs 110 vs 97 Denver Nuggets

Comandados por Parker, os texanos venceram mais uma partida dentro de casa. Na oportunidade, o francês anotou 30 pontos, sete rebotes e quatro assistências.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – Antonio McDyess

C – Tiago Splitter

Fique de olho – O brasileiro já iniciou como titular pela escolha do técnico  nesta teporada, contra o Charlotte Bobcats, e agora pode ter novamente a oportunidade devido ao problema do astro Tim Duncan.

PG – Ty Lawson

SG – Wilson Chandler

SF – Danilo Gallinari

PF – Kenyon Martin

C – Nenê Hilário

Fique de olho – Pela primeira vez devemos ter o duelo dos pivôs brasileiros desde o início de uma partida. Nenê tem médias superiores às de Splitter, com 10,9 pontos, 4,4 rebotes e 1,4 assistências a mais, porém jogando quase o triplo do tempo que o brazuca do time texano teve na temporada.