Arquivo diário: 28/03/2011

Ginobili fora da partida contra Blazers

https://i2.wp.com/i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/barras/glauber-noticias.jpg

Os dois ficam de fora hoje contra o Blazers (Foto por John Raoux/AP Photo)

Além do ala-pivô Tim Duncan, o San Antonio Spurs terá mais um desfalque importante para o confronto desta noite contra o Portland TrailBlazers. O ala-armador argentino Manu Ginobili perderá sua primeira partida na temporada.

Ginobili sofreu um problema no músculo femoral esquerdo no final do segundo quarto da derrota para o Memphis Grizzlies, fora de casa, no domingo. Ele tentou continuar jogando depois do intervalo, mas deixou a quadra logo no início do terceiro período.

Antes do jogo de hoje, Manu era o único atleta do Spurs a jogar todas as 73 partidas que o time fez até o momento. Ele lidera o time em pontos, com média de 17,8 pontos por jogo e é o segundo em assistências, com cinco por noite.

George Hill pode ser o titular depois de igualar sua melhor marca na carreira, 30 pontos, ontem, contra o Memphis. Ou Gary Neal pode ser titular pela primeira vez na carreira caso o técnico Gregg Popovich prefira manter Hill vindo do banco como sexto homem.

Anúncios

Spurs (57-16) vs Blazers (42-31) – Temporada Regular

https://i2.wp.com/i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/vinicius-prejogo.jpg

San Antonio Spurs vs Portland TrailBlazers – Temporada Regular

Data: 28/03/2011

Horário: 21:30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

O San Antonio Spurs volta a seu ginásio precisando muito da força da sua torcida para vencer uma partida após uma sequência negativa de três derrotas, que fizeram com que a equipe passasse a ver sua liderança na temporada regular ameaçada. O jogo promete, pois além de Tim Duncan, que estará fora por mais uma noite, Manu Ginobili é dúvida e pode ficar de fora. A equipe texana deverá contar com o garoto George Hill em caso de desfalque do nosso craque argentino.

Confrontos na temporada (1-2)

12/12/2010 – Spurs 95 vs 78 Blazers

No AT&T Center, o Spurs contou com 22 pontos de George Hill para chegar à quinta de uma série de dez vitórias que o time texano conseguiu em dezembro. Este foi o milésimo jogo de Tim Duncan na NBA.

01/02/2011 – Spurs 86 @ 99 Blazers

Na primeira partida na Rodeo Trip, o Spurs encontrou dificuldades contra LaMarcus Aldridge, que anotou impressionantes 40 pontos e ainda coletou 11 rebotes. Pelos texanos, destaque para Manu Ginobili, com 17 pontos e quatro roubadas de bola.

25/03/2011- Spurs 96 @ 98 Blazers

Na última partida, o San Antonio permitiu uma virada espetacular do adversário desta noite jogando no Rose Garden. O time texano vencia por dez pontos de diferença faltando pouco mais de dois minutos para o fim do jogo, porém, em uma sequência de erros pitorescos, permitiu a virada do TrailBlazers no estouro do cronômetro.

Hill vem melhorando jogo após jogo

Foto em nba.com

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – George Hill

SF – Richard Jefferson

PF – Antonio McDyesss

C – Tiago Splitter

Fique de olho – George Hill vem amadurecendo cada vez mais na NBA. O garoto conseguiu seu career high no último jogo, contra o Memphis, com um aproveitamento espetacular de acertos em 12 tentativas de arremessos de quadra, chegando à marca de 30 pontos.

Lamarcus é candidato a MVP

Foto em nba.com

Portland Trail Blazers

PG – Andre Miller

SG – Wesley Matthews

SF – Nicolas Batum

PF – Gerald Wallace

C – LaMarcus Aldridge

Fique de Olho Com médias de 22,1 pontos e 8,6 rebotes por jogo, LaMarcus faz sua melhor temporada na NBA e é um dos responsáveis pela boa campanha do TrailBlazers. Promete dar muito trabalho a Tiago Splitter.

Spurs (57-16) @ Grizzlies (41-33) – Luz vermelha acesa

104X111https://i0.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/1/80x60/mem2.gif

Três derrotas consecutivas e Tim Duncan no estaleiro. Para os torcedores mais otimistas, é difícil piorar mais do que isso. Para os mais realistas, sim. Além de ser derrotado em mais uma partida de maneira seguida, o San Antonio Spurs perdeu Manu Ginobili, lesionado diante do Memphis Grizzlies, e fez acender a luz vermelha no Texas.

Foto por Nikki Boertman/AP Photo

A partida começou com certo equlíbrio, tendo o Grizzlies um ponto forte que já era esperado: a lacuna deixado por Duncan debaixo da cesta. Zach Randolph aproveitou os espaços deixados e tornou-se o principal pontuador do time, sendo respondido apenas pelo armador George Hill, que aproveitou o pouco tempo jogado por Ginobili para conseguir ser o principal nome texano em quadra.

Foto por Joe Murphy/NBAE via Getty Images

Aos poucos, porém, o time da casa ia aumentando sua vantagem, sempre aproveitando a ausência do ala-pivô do Spurs. E, com a saída de Ginobili, as chances de reverter o placar negativo se tornaram praticamente escassas. Com Tony Parker e Hill sendo as únicas alternativas confiáveis no ataque, coube ao Spurs ficar sempre atrás no placar, correndo atrás do adversário e tentando manter a distância em um patamar aceitável.

E o grande problema, aquele que fez o Spurs realmente perder o jogo, foi a incrível queda de rendimento da defesa após a saída de Manu. Sem Duncan e o argentino, tanto a área pintada quanto o perímetro perderam muita força contra as investidas adversárias, facilitando o jogo para os donos da casa. Após a saída de Ginobili, o ala Tony Allen passou a brilhar e conseguiu ser importante arma de ataque para o Grizzlies.

A verdade é que, sem dois de seus principais jogadores, faltou força para bater um time emergente do Oeste, que deverá brigar até o final por uma vaga nos playoffs. É motivo para se preocupar? Talvez, mas vale lembrar que todos os times passam por fases ruins. O grande problema está na resposta que o time terá à perda de dois astros. A reta final, apesar de tudo, é muito importante, já que pode decidir mando de quadra de toda a pós-temporada, incluindo da grande final. Após perder por 111 a 104 para o Memphis Grizzlies, o San Antonio Spurs precisa se recuperar. Antes que seja tarde demais.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

George Hill – 30 pontos

Tony Parker – 20 pontos e seis assistências

Tiago Splitter – Sete pontos e cinco rebotes

Memphis Grizzlies

Zach Randolph – 23 pontos e 11 rebotes

Tony Allen – 23 pontos