Arquivo diário: 24/02/2011

“Ninguém pode alcançá-los”, diz Durant sobre o Spurs

"O AT&T Center tem dono, Scott!"

O astro Kevin Durant, do Oklahoma City Thunder, sabe como ninguém que é difícil bater o San Antonio Spurs. Ontem, no AT&T Center, sua equipe fez o que pôde, mas mesmo assim perdeu por 109 a 105.

Após a partida, o craque foi entrevistado pela mídia local e admitiu: “Eles vêm jogando de forma fenomenal. Acho que ninguém é capaz de alcançá-los no momento”, opinou. “Você tem que dar todo o crédito a esses caras, pois é muito difícil ganhar deles. Nossa defesa é muito similar (à defesa do Spurs), mas a química deles é muito melhor”, finalizou.

Na derrota de ontem, KD fez sua parte: anotou 30 pontos (9-19), pegou nove rebotes e distribuiu três assistências.

Anúncios

Spurs (47-10) vs Thunder (36-20) – Sempre emocionante…

109×105

O San Antonio Spurs chegou a mais uma vitória. 109 a 105 em cima do Oklahoma City Thunder. Como previsto, a dupla Durant-Westbrook deu muito trabalho ao time texano, conseguiu uma grande reviravolta no final do terceiro quarto, chegou a virar a partida, mas, como quase sempre nesse ano, o Spurs saiu vencedor.

Ignorem o Kojak e vamos admirar as Spurs Girls (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Parker em uma de suas bandejas assassinas (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

A partida foi equilibrada desde o primeiro quarto, em que o Thunder acabou na frente, 37 x 31. Tony Parker comandou o Spurs até a metade do jogo, com 14 pontos, e o time conseguiu ir para o intervalo com a vantagem confortável de 64 x 53. Porém, o Spurs conseguiu fazer o que é costumeiro: dar chance para o adversário reagir. Comandado pela sua dupla dinâmica, o time de Oklahoma conseguiu encostar, e até virar o placar. Mas graças a Tim Duncan, que atingiu um duplo-duplo, e aos seus reservas, principalmente Gary Neal e Matt Bonner, com seus costumeiros chutes de 3 pontos, o time texano conseguiu a vitória nos últimos segundos.

O lado negativo ficou por conta de mais uma noite apagada de Manu Ginobili. O ala-armador argentino só fez 12 pontos, com um pífio aproveitamento nos FG’s. Volta Manu!

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 20 pontos, cinco rebotes e três assistências

Gary Neal – 19 pontos

Tim Duncan – 17 pontos e dez rebotes

Richard Jefferson – 12 pontos (4-5 3PT)

Oklahoma City Thunder

Kevin Durant – 30 pontos e nove rebotes

Russell Westbrook – 25 pontos e sete assistências

Serge Ibaka – Dez pontos e 15 rebotes

Vencedores – Álbum da NBA

O Bolão do Spurs Brasil valendo 4 Álbuns da NBA foi um sucesso! 21 palpiteiros participaram da brincadeira – alguns chegaram perto de ganhar, outros cravaram os resultados e outros passaram longe disso. Bom, sem maiores enrolações, vamos aos vencedores, que recebem em casa um exemplar cada e mais algumas figurinhas:

1) Diferença do placar

Ontem, os leitores estavam bem otimistas. As apostas variaram entre vitória do Spurs por seis e 18 pontos – ninguém apostou no Thunder! Os palpiteiros que passaram mais perto foram Gabriel Melloni e Rodrigo Rodrigues, que colocaram Spurs +6. Nos critérios de desempate, melhor para o segundo, que também acertou que Tim Duncan seria o maior reboteiro do time texano na partida. Parabéns Rodrigo Rodrigues, o álbum é seu!

2) Cestinha do Spurs

A maioria das pessoas apostou em Tony Parker ou Manu Ginobili – somente um leitor tomou caminho diferente, depositando suas fichas no ala-pivô segundanista DeJuan Blair. Daqueles que acertaram que o armador francês seria o maior pontuador da equipe, somente um cravou os 20 pontos e, por isso, levou o prêmio: Horácio Sant’Ana Cardoso da Silva. Parabéns!

3) Reboteiro do Spurs

Mais uma vez, palpites divididos: uma parte apostou em Tim Duncan, a outra em DeJuan Blair. E, para facilitar a vida do blogueiro, mais uma vez somente uma pessoa cravou o resultado: a Luciana Teixeira acertou em cheio os dez rebotes de The Big Fundamental e também ganhou um álbum. Isso porque, no e-mail, ela disse que não era boa com números! Falsa modéstia…

4) Assistente do Spurs

Dos 21 palpites que recebemos, só duas pessoas apostaram em Manu Ginobili – todo o resto acreditava que Tony Parker seria o maior assistente da equipe no jogo de ontem. Dos que depositaram suas fichas no argentino, melhor para o João Rafael Loduca, que disse que o ala-armador distribuiria sete passes decisivos e foi o que mais se aproximou do número real – nove. Parabéns, João, um álbum é seu!

Ainda hoje, mandaremos e-mail aos vencedores para acertarmos detalhes do envio dos álbuns.

Para finalizar, gostaria de colocar aqui um agradecimento especial ao vencedor João Rafael Loduca e ao Luis Ribas – nosso leitor de Portugal! – que, nos e-mails, elogiaram o nosso trabalho aqui no Spurs Brasil. Valeu, pessoal! Um abraço!