Fim de semana incrível

Se na quarta-feira um fanático por basquete falasse: “Até sábado, o Jerry Sloan vai ser demitido do Utah Jazz, e o San Antonio Spurs vai perder um jogo no mesmo dia em que o Cleveland Cavaliers vai vencer”, provavelmente ele perderia bastante credibilidade. Mas ele estaria certo: essa sequência de fatos incríveis aconteceu em pouquíssimo tempo. Só para se ter uma ideia, em um cálculo simplório: levando em conta as campanhas do Spurs e do Cavs, a chance do time texano perder um jogo e, na mesma rodada, ver uma vitória da equipe de Ohio é de 2,8%. Por isso, vou usar este espaço hoje para comentar a trinca de eventos improváveis desse final de semana.

Jamison mal lembrava de como é ser feliz

Vamos começar com o menos absurdo dos três: o Spurs ser derrotado, fora de casa, para um boa equipe, o Philadelphia 76ers, que venceu sete de suas últimas dez partidas. Nada de desespero – foi apenas a nona derrota da equipe texana na temporada – que segue com a melhor campanha da NBA, até com certa folga – e apenas o segundo revés do time na Rodeo Trip, que, enfim, termina na próxima quinta-feira.

O que pode colocar uma pulga atrás da orelha dos mais desavisados foi a falta de energia da equipe, que não conseguiu pôr fogo no jogo em nenhum momento da partida. Mas isso é normal; o Spurs está em meio a uma viagem longa, atravessando um sempre desgastante 4in5 (quatro jogos em cinco dias) e com o elenco encurtado, desfalcado de James Anderson e Tiago Splitter. É natural que os jogadores da equipe – muitos, já com idade avançada – demonstrem algum cansaço, ou até mesmo tentem se poupar para jogos mais difíceis da viagem, como o da próxima quinta-feira, contra o Chicago Bulls.

Sobre Jerry Sloan, que saiu do Utah Jazz após 23 anos (eu tenho 22!), pouco posso comentar. Do Brasil, é difícil sabermos com clareza o que aconteceu – rumores denunciam um possível atrito com Deron Williams. Se for isso mesmo, será que foi a escolha certa se livrar do técnico? Quem o time vai pôr no lugar? Será que tentar trocar Deron Williams – o que, certamente, geraria boas moedas de troca – não seria melhor negócio?

Mas é bem verdade que há algum tempo o Jazz não briga pelo título, não sai do lugar, pouco evolui com um esquema de jogo fixo e que não levou essa safra a lugar nenhum. Vale lembrar que essa não é a primeira vez que um jogador do time tem problemas com Sloan – Andrei Kirilenko foi outro a queixar-se do treinador. Talvez o relacionamento estivesse mesmo desgastado e uma mudança de ares fosse necessária.

Por fim, confesso que vibrei com a vitória do Cleveland Cavaliers. Principalmente por conta do técnico Byron Scott, que eu considero um dos melhores da atual NBA – mesmo com essa campanha horrorosa. É bem verdade que o time de Ohio não briga mais por absolutamente nada nesta temporada, mas tratam-se de jogadores profissionais que, sem dúvida, tiraram um peso enorme das costas.

Só lamento que essa vitória tenha saído das costas de Mo Williams e Antawn Jamison, jogadores caros, de idade avançada e que, com certeza, não têm mais nada a acrescentar para o Cleveland Cavaliers. Duas peças que podem se encaixar bem em um time bom, mas que pouco podem fazer em uma equipe como esta. Acho que era hora da franquia abrir espaço para seus jovens jogadores, como Ramon Sessions e J.J. Hickson. Quem sabe, com o fim do tabu – e a consequente queda na pressão – estes atletas não tenham mais chances…

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 12/02/2011, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Rafael Proença

    Eu confesso que estava achando engraçada essa sequência negativa do Cavs, mas realmente foi bom vê-los vencer. Sobre o Spurs, pelo menos no final da partida ontem, que foi a parte que consegui assistir, o time procurou desacelerar o jogo e mais uma vez, como já havia acontecido num back-to-back contra o Hornets, teve problemas no ataque. Definitivamente nada caiu pra nós ontem. Ainda seguramos na defesa e por pouco não vencemos, o lance crucial foi um rebote ofensivo do Elton Brand no último minuto que resultou em cesta e uma vantagem de quatro pontos pro Sixers. É meio inacreditável, mas não é mentira: hoje a tabela de classificação aponta o Cavs com uma vitória e o Spurs com uma derrota em seus strikes. Hehehehehe.

    E Sloan, bem Sloan era a cara do Jazz, um sujeito ao que se diz bastante arrogante por sinal. Entendo a comoção, mas depois de 23 anos acho que é preciso mudar mesmo.

    Abraços.

  2. Fiquei triste com a derrota do Spurs que por sinal foi um jogo chato pra dedeu,as equipes errando muito e o spurs apático.Mas como o Lucas citou talvez eles guardaram forças pro confronto contra o Chicago.

    E fiquei feliz com a vitoria do Cavs,fico triste ao ver um time que chegou a final de conferência ano passado está nessa situação de hj,tudo bem que o Lebron era o grande responsável mas mesmo assim eu me simpatizo com o Cavs e quero ve-lo no topo novamamente!
    Que bom que eles ganharam,fico feliz por isso!!!

    OBS:Caracas,me senti uma velha agora o Lucas com seus 22 aninhos e eu com 27 berando os 30!ai ai viu!kkkk

  3. Efeito Matt Bonner. Voltou e jogou 2 partidas e ja temos 1 derrota e provavelmente vamos ganhar outra hoje contra o Wizards. Num jogo que o melhor jogador do time foi o Macdyess ja da pra se espera uma derrota…

  4. Não sei o que é mais incrivel o Cavs ganhar ou o resultado do joguinho mequetrefi de ontem dos Spurs caraca num jogo de basquete ter o placar onde o time vitorioso não faz mais que 80 pontos num jogo por causa de erros bisonhos é algo pra chorar ! Nossa que joguinho ruim meu Deus parecia que era treino dos times !! Pena que o Splittr tá machucado acho que se ele entrasse na partia mesmo com a coxa toda ferrada faria pelo menos uns 20 pontos e pegaria uns 10 rebotes !

    Obs: Até que fim esse Sloan saiu do Utah Jazz nunca ganhou nada o time por causa da mesmisse do treinador fala sério entrava ano e saia ano e Utah nadava e morria ! Agora vamos ver se o time vai pra frente e tem dias melhores ou melhor temporadas melhores !! Um treinador só pode ter tantos anos numa equipe se ganha pelo menos algum titulo e esse ai ficou acomodado e levou o time junto !!

    • Só mais uma coisa que linda a festa da torcida do Cavs nunca abandonaram o time e até mesmo nunca deixaram de dar apoio aos jogadores ! Parabéns isso sim é amor !!! Né gambanzada aprendam a amar seu time !!

  5. Quando Arroyo estava no seu auge e foi pro Jazz, se desentendeu com o Sloan tb e perdeu sua maior oportunidade na NBA…. uma pena pois sou fã dele, joga mta bola…

    Uma pena ver o Sloan saindo do Jazz sobre rumores como esse da discussão com o Deron, com certeza não foi só isso…

  6. Bruno Lorscheiter Alves

    Se Sloan saiu por causa dos chiliques e beicinhos de Deron Williams, é realmente lamentável… Não que eu seja grande fã do Sloan, mas um treinador com 23 anos treinando a equipe, sair por um armadorzinho que o máximo que fez foi levar o Utah as semi da conferência…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.