Arquivo diário: 03/02/2011

Spurs Brasil entrevista Tiago Splitter

Tiago Splitter vem fazendo uma temporada discreta com a camisa do San Antonio Spurs. Com pouco tempo de quadra, o catarinense está à espera de oportunidades para mostrar o basquete que o consagrou no continente europeu. Sempre solícito, Splitter atendeu à equipe do Spurs Brasil durante a Rodeo Road Trip e falou um pouco sobre seus primeiros meses em San Antonio.

Contra o Lakers, Splitter teve uma de suas melhores partidas na NBA

Spurs Brasil – Você tem jogado mais tempo nas últimas partidas devido à ausência do Matt Bonner. Você já se sente mais à vontade dentro de quadra? Como está seu ritmo de jogo e sua confiança?

Tiago Splitter – Me sinto bem dentro de quadra, mas é óbvio que jogando poucos minutos às vezes é difícil ter o mesmo ritmo de jogo que os meus companheiros. Mesmo assim estou confiante e vou continuar trabalhando.

SB – A cobrança da imprensa brasileira é muito grande. Todos querem ver você mais tempo em quadra porque conhecemos e acreditamos no seu potencial. Ao mesmo tempo, sabemos que o Gregg Popovich gosta de “lapidar” seus novatos. Por mais que você tenha bastante experiência no basquete europeu, como você avalia esses primeiros 47 jogos com a camisa do Spurs?

TS – Pois é. Cheguei no Spurs, num time que está funcionando quase perfeitamente. Tenho que ter paciência e esperar as oportunidades. Sei que posso jogar melhor do que estou jogando. Sou muito crítico comigo mesmo.

SB – O San Antonio Spurs vem fazendo sua melhor temporada da história. Muitos dizem que essa pode ser a última grande chance do Spurs ganhar um anel sustentado pelo trio Duncan, Parker e Ginobili. Como essa melhor campanha vem sendo tratada no cotidiano da equipe? Os jogadores citados realmente vêm encarando tal oportunidade como única?

TS – Ninguém comenta nada sobre títulos. Sempre pensamos no próximo jogo. Seria um grande erro pensar lá na frente. Realmente é um grupo espetacular e muito profissional.

SB – A Rodeo Trip começou na terça-feira contra o encardido Portland Trail Blazers. Hoje é vez do Los Angeles Lakers. Essas viagens seguidas desgastam muito o atleta profissional? Qual a sua expectativa para essa Rodeo Trip?

TS – Ninguém pode reclamar das viagens. As aeronaves são super confortáveis e só para nós. Na Europa e no Brasil as viagens desgastam dez vezes mais do que aqui. A gente espera fazer uma boa campanha na Rodeo Road Trip. Temos um time ganhador e com boa mentalidade.

SB – Como é seu relacionamento com Tim Duncan nos treinamentos? Ele te dá alguns toques? Como é estar ao lado do grande ídolo da franquia texana?

TS – O Tim é um dos melhores de todos os tempos. Realmente é absurda a quantidade de talento e recursos que ele tem jogando basquete. Em todos os treinos ele passa algumas dicas. É um cara que sabe ler muito bem o jogo.

SB – Como é o técnico Gregg Popovich no dia-a-dia? Aqui de fora ele parece bem exigente com seus comandados, mas ao mesmo tempo me parece fazer o estilo “pai”. Como você define o “Coach Pop”?

TS – Um dos melhores técnicos que eu já tive, talvez o melhor; sabe muito mesmo. Fora da quadra ele é o paizão de todo mundo, se preocupa com todos. Um fenômeno.

SB – Como é viver em San Antonio? Você já se adaptou à cidade? Pode ir ao shopping ou ao supermercado tranquilamente ou o assédio é grande? Qual a principal diferença da Espanha para os Estados Unidos?

TS – San Antonio é uma cidade legal. O clima é ótimo e a vida aqui é tranquila. Perfeita para se ter uma família e jogar basquete. A Espanha é um país muito menor. Aqui tudo está longe e você precisa de um carro. Na Espanha você vai fazer as compras caminhando, as pessoas vivem perto uma das outras. Nem melhor, nem pior, diferente…

SB – Você pretende jogar o Pré-Olímpico da Argentina? Quais as expectativas dos atletas brasileiros? Tem conversado sobre isso com o Nenê, o Leandrinho e o Anderson? Você e o Manu Ginobili falam sobre isso? Sabe se ele também estará no torneio?

TS – Claro! Minha expectativa é jogar o Pré-Olímpico. Toco madeira aqui pra não me machucar e poder ajudar o Brasil. Conversei com eles (os brasileiros que atuam na NBA) e todos pensam da mesma forma: se estiverem bem fisicamente estarão em Mar Del Plata. Manu (Ginobili) vai jogar sim. Acho que a Argentina virá completa.

Anúncios

Spurs (40-8) @ Lakers (34-15) – Temporada Regular

Robson Kobayashi

San Antonio Spurs @ Los Angeles Lakers – Temporada Regular

Data: 04/02/2010

Horário: 1:30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

Transmissão: TerraTV

No segundo desafio da Rodeo Road Trip, o atual campeão recebe o líder da NBA. Os texanos possuem a melhor campanha na estrada (15-6), mas perderam o primeiro jogo da sequência de nove jogos que farão fora de seus domínios. Já os donos da casa venceram o duelo contra o Houston Rockets no tempo-extra em seu último compromisso. San Antonio deverá continuar desfalcado de Matt Bonner, que se recupera de um problema no joelho.

Confrontos na temporada (1-0)

28/12/2010 – Spurs 97 vs. 82 Lakers

Hill colocou Kobe no bolso e Parker liderou o Spurs para mais uma vitória importante no AT&T Center.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginóbili/George Hill

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de olho – O camisa #3 foi a principal força defensiva do Spurs, relembrando os bons tempos de Bruce Bowen.

PG – Derek Fisher

SG – Kobe Bryant

SF – Ron Artest

PF – Lamar Odom

C – Pau Gasol

Fique de olho – Mesmo com o astro do Lakers Kobe Bryant bem marcado, o espanhol pode ser um problema para a defesa texana. Gasol possui médias de 18,3 pontos e 10,5 rebotes.