Arquivo diário: 25/01/2011

Gregg Popovich será o técnico do Oeste no All-Star Game

Deu a lógica! O técnico Gregg Popovich, do nosso San Antonio Spurs, comandará a equipe da Conferência Oeste no próximo All-Star Game, evento marcado para dia 20 de fevereiro na cidade de Los Angeles.

A vitória de ontem sobre o Golden State Warriors garantiu o treinador no Jogo das Estrelas. Com a campanha de 38 vitórias e apenas sete derrotas, nenhum time conseguirá alcançar o Spurs até a data do evento.

Será a segunda vez na carreira que Popovich comandará a Conferência Oeste. Em 2005, Pop foi “escalado” para o All-Star Game de Denver. Na oportunidade, seus comandados foram derrotados pelo Leste por 125 a 115. O MVP naquele ano foi Allen Iverson, hoje no basquete turco.

Spurs (38-7) @ Warriors (19-25) – Depois da tempestade…

112X103https://i2.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/1/80x60/gsw2.gif

Já dizia aquele velho ditado: depois da tempestade vem a bonança. O San Antonio Spurs jogou no sábado contra o New Orleans Hornets e tomou uma lavada daquelas. Ontem, contra o Golden State Warriors, a equipe se redimiu e, mesmo fora de casa, venceu pelo placar de 113 a 102. O quinteto titular foi o mesmo que iniciou todas as partidas da temporada até aqui: Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson, Tim Duncan e DeJuan Blair.

George Hill comemora com o brazuca Tiago Splitter (Foto por Ezra Shaw/Getty Images)

O embate começou parelho, com as duas equipes acertando quase tudo. O forte ataque do time californiano, comandado pelo ala-pivô David Lee, pontuava com facilidade, enquanto Duncan, Parker e Ginobili tentavam descontar pelo lado texano. O primeiro quarto passou voando nesse lá e cá frenético. Ao final do período inicial, o marcador apontava empate em 34 pontos.

Foi a partir do segundo quarto que os comandados de Gregg Popovich “colocaram as manguinhas de fora”. Com uma defesa mais sólida, o San Antonio Spurs continuou bem no ataque e foi para o intervalo vencendo pelo placar de 62 a 55.

Tim Duncan assustou ao sentir o joelho, mas voltou à quadra e jogou muito

A vantagem era pequena, mas confortável. Assim, Tim Duncan e companhia mantiveram o ritmo na volta do descanso e administraram a diferença até o final. O destaque texano foi o argentino Manu Ginobili, que deixou o jogo com 20 pontos, quatro rebotes e sete assistências. O francês Tony Parker também esteve bem: 18 pontos, 11 assistências e três roubadas de bola para ele. Tiago Splitter, por sua vez, atuou por 21 minutos, marcou sete pontos e coletou seis rebotes.

Pelo lado do Golden State Warriors, David Lee foi o cestinha com 31 pontos e 12 rebotes. Monta Ellis anotou 25 pontos, enquanto o armador Stephen Curry ficou com 14 tentos, seis ressaltos e cinco passes certeiros.

San Antonio volta à quadra nesta quarta-feira. O adversário da vez será o perigoso Utah Jazz, em Utah, jogo que a ESPN transmite ao vivo. Golden State, por sua vez, mede forças também na quarta contra o ascendente New Orleans Hornets.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 20 pontos, quatro rebotes e sete assistências

Tony Parker – 18 pontos, 11 assistências e três roubadas

Tim Duncan – 16 pontos e sete rebotes

George Hill – 14 pontos e quatro rebotes

Antonio McDyess – 14 pontos e dez rebotes

Gary Neal – 11 pontos e três rebotes

Tiago Splitter – Sete pontos (1-3 FG) e seis rebotes

Golden State Warriors

David Lee – 31 pontos e 12 rebotes

Monta Ellis – 25 pontos

Dorell Wright – 18 pontos, sete rebotes e nove assistências

Stephen Curry – 14 pontos, seis rebotes e cinco assistências